Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Vôlei da Culpa
Bia Nahas


A bola é jogada de mão em mão
Como a culpa que é passada sem hesitação.
Quem errou foi tal jogador
Ou cada jogador se subestima sem pudor.

A culpa é sua ou minha
Ou do treinador ou de quem apita.
A culpa é passada como a bola
No jogo de vôlei de toda a hora.

Ora a melancolia ou o remorso
Ora a briga ou o ódio
Desune um time sem propósito
Que culpa ao invés de ver a necessidade do próximo.

A limitação gera uma necessidade.
Se não é atendida, gera uma dificuldade
e aumenta em ansiedade
Que acabamos liberando na agressividade.

Toda a agressão
É uma necessidade sem ter atenção.
Ao invés de atender, achamos mais fácil ofender
Para que a pessoa possa aprender.

Mas será que o objetivo é mais para desabafar
Já que como é possível um passe-passe de culpa ensinar?
Qual é o nosso foco?
Qual é o nosso propósito?

Se o objetivo é vencer o jogo
Cada vez mais o time aprimorando com foco,
Então como é possível dialogar
Para nossas necessidades melhor expressar?

Se a bola cai para fora
Ou se alguém não pegou a bola,
Um time unido ajuda um ao outro
Já que o aprendizado assim é o maior tesouro.


Biografia:
Oi, gente! Sou a Bia. Tenho 22 anos. Moro em São Paulo capital. Estou fazendo faculdade de psicologia. Cada poema é muito especial e único, pois expresso alguma inquietação social ou pessoal. Faço encomendas de poesias. Quem quiser me conhecer, será um prazer. Mande um e-mail que eu respondo. Email para contato: nahasbeatriz@gmail.com Meu blog pessoal de poesias: www.rumoaminhamente.blogspot.com.br Twitter: @Bia__Nahas
Número de vezes que este texto foi lido: 204


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Equilíbrio nas Nossas Vidas Bia Nahas

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 331 até 331 de um total de 331.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
QUANTAS ESTRELAS, QUANTOS SONHOS - Alexsandre Soares de Lima 36 Visitas
Sobre Cegonhas & Inovação - Adriano Peralta 36 Visitas
Sonhos esquecidos - Adriano Peralta 36 Visitas
ASSIM EU ESPERO - Alexsandre Soares de Lima 35 Visitas
Chorar - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 35 Visitas
EU DOU UM BEIJO NO SEU CORAÇÃO - Alexsandre Soares de Lima 35 Visitas
Fomentar - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 35 Visitas
CLAMOR DA ALMA - Alexsandre Soares de Lima 35 Visitas
A FESTA - Alexsandre Soares de Lima 35 Visitas
Suscitar - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 35 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última