Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Gastura
Ao filho do deus da guerra
Alice Silva

Essa insensata relutância
Sucede a milésima ânsia
Sibila, sussurra e surra-me as entranhas.

O ódio arremessando-me pros lados
Cerra meus olhos, corroendo ossos
Declarando o imposto enterrado.

Reverbera repugnância
Qual cirene de ambulância
Cobra os juros do encoberto.

Tudo treme trazendo a tona a teimosia
Que varre pra debaixo do tapete
A palavra geradora de azia.

Ó terror noturno, do deus da guerra filho
Perfura a armadura de desertor tão vil
Não deixes que a mentira lhe leve à forca.

Gostosa é a gastura que com a verdade se costura.


Biografia:
Alice Silva, 21 anos, cantar, ler e escrever, são como respirar.
Número de vezes que este texto foi lido: 28998


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Sorriso Alice Silva
Crônicas Numa garupa Alice Silva
Poesias Isaura Alice Silva
Humor Tradução infernal Alice Silva
Poesias Por onde anda Harry Potter? Alice Silva
Poesias O futuro da mosca Alice Silva
Poesias Ebulição Alice Silva
Poesias Inodoro Alice Silva
Poesias Encantador de Víboras Alice Silva
Poesias Cavalgada Brasiliana Alice Silva

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 66.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
TOMO TUDO - sigmar montemor 36657 Visitas
Lamento - FERNANDO 36413 Visitas
Faça alguém feliz - 35799 Visitas
Parabéns, Daniel Dantas! - Carlos Rogério Lima da Mota 35314 Visitas
MANCHETE DE JORNAL - sigmar montemor 35235 Visitas
Vivo com.. - 35192 Visitas
eu sei quem sou - 34084 Visitas
camaro amarelo - 33985 Visitas
MENINA - 33871 Visitas
sei quem sou? - 33848 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última