Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A Doutrina de Gernoza - Parte II
Canton

Resumo:
Um feriado em família que não tinha mais onde ser comum, acaba por revelar crimes desumanos e um passado obscuro.

Na margem oposta do lago um corpo sem vida boiava, pelo tamanho, se deduzia que pertencia a uma criança. O pensamento de todos imediatamente retrocedeu a Tomás. Natalie correu com as crianças para dentro da casa, enquanto André entrava no lago para buscar o cadáver.
        Ao alcançar a margem e colocar o corpo sobre a grama, uma onda de pânico o inundou. O corpo estava nu, o local onde deveria estar o cabelo estava queimado, assim como na linha onde antes existia uma sobrancelha e nas pálpebras. Na barriga, havia uma tatuagem com a seguinte frase: "O mundo dos impuros é varrido, abram espaço para purificação dos nossos".
        Natalie trouxe um lençol para enrolar o garoto sem vida, que devia ter seus 8 anos. Tentou contato com a polícia, mas não havia nenhuma recepção de sinal na fazenda, então retornou para notificar as crianças que o garoto encontrado não era Tomás. André o levou para o porão da casa, pegou as lanternas e rumou para trilha o mais rápido possível. Dentro de si, uma angústia crescia a cada passo apressado.
        As primeiras estrelas já apontavam no céu quando André encontrou com os outros, que se encheram de alívio ao ver que sua busca poderia continuar ao cair da noite. Inicialmente se dividiram e procuraram por outras partes da mata alguma outra abertura que levava a caverna. Horas se passaram e sem sucesso.
        André não mencionou o encontro do corpo aos outros, temia o que essa informação causaria. Principalmente em Carmela. Com o fracasso da busca por uma abertura, voltaram ao ponto de partida, a rocha onde o menino havia desaparecido. O desespero já aflorava por parte do grupo, já devia ser madrugada e estômagos começaram a trovejar, assim como a exaustão.
        Sentaram desolados em frente à rocha, enquanto Carmela chorava e batia na rocha com fúria. João Carlos, que estava mais próximo a trilha, ouviu folhas sendo amassadas. Passos. Alertou o grupo e todos apontaram a lanterna para o local. Esperança e medo se fundiram.
        Não durou mais que três segundos as emoções do grupo, quem vinha pela trilha era Natalie e um pouco mais atrás as crianças. Todos pálidos e alarmados, com uma notícia pesarosa. No relato, ela contou sobre o corpo, informação que André havia ocultado do restante, e que a sogra, Cordelia, ao ouvir o que tinham encontrado no lago, saiu da sala e retornou após alguns minutos com uma faca e dizendo: "O mundo dos impuros é varrido, abram espaço para purificação dos nossos", cravou o objeto no peito. O choro de seus filhos entalou na garganta, não vendo como esta noite poderia piorar.
        André, com o choque de ter encontrado um cadáver enquanto seu filho estava desaparecido, não tinha lembrado da tatuagem no peito do garoto. Então, contou aos seus familiares os detalhes das queimaduras no menino e a tatuagem em seu peito. A reação de todos, foi de incredulidade e pena, um garoto com toda a vida pela frente, morto misteriosamente. Quanto as frases iguais, não deram importância, visto que a cabeça da falecida velha não estava funcionando bem, ela poderia ter ido até o porão e visto o corpo do garoto e simplesmente repetindo na hora do seu fim.
       A família por um momento esqueceu da busca do pequeno, incrédulos e chorosos tiveram seu momento de luto. Até que foram despertados por uma forte luz, vindo de onde antes estava a imóvel pedra. A caverna havia reaparecido.
CONTINUA









Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 28814


Outros títulos do mesmo autor

Contos Acompanhantes Canton
Contos Monotonia Canton
Contos Monotonia Canton
Contos A Doutrina de Gernoza - Parte II Canton
Contos A Doutrina de Gernoza - Parte I Canton


Publicações de número 1 até 5 de um total de 5.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 31714 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 31183 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 31108 Visitas
eu sei quem sou - 31096 Visitas
camaro amarelo - 31068 Visitas
sei quem sou? - 30980 Visitas
viramundo vai a frança - 30947 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 30907 Visitas
MENINA - 30901 Visitas
A menina e o desenho - 30830 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última