Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Cálice do teu Porto
Carlos Correa

E a vida foi revelando de mansinho
Na canção que canto bem devagarinho
Quem sou neste caminho...


O vai e vem do auge à reverência
Correntes do destino a guiar minha eloquência
Temporal e calmaria inter calando sem garantia
A teimosia em me levar sempre de volta ao litoral

Sou virgem
Como é virgem a ansiedade do primeiro gozo
Zeloso em teu cuidar
Poeira a se espalhar

Sou mais morcego que andorinha
Livre na noite escravo do dia
Sou deboche sou ironia
A poesia a deleitar teu bosque

Da tua moldura sou a tela
Me arranco da aquarela a tentar fazer-te vida mais bela
Sou criança madura
Música sem partitura

Decerto a outra metade
Do que não faço a mínima ideia
Plateia de meu próprio canto
Sinceridade ao cair do pranto

No meu sangue corre Galo e Sabiá
Percorri por todo o araçá
Cálice do teu Porto
Cais onde atraca esse corpo

A intensidade do fado
Que ao lado do carnaval
Incendeia o anseio
De fazer o Tango sorrir

Sou o que não tem descanso
O tímido sem vergonha que pousa a cabeça na fronha
Sonha na esperança do hexágono favo da família
Onde tu és a rainha

A voz do orvalho na infinita rapsódia
Doçura de minha loucura
A custódia de meu coração
Perpétua em tuas mãos

Esse poema poderia ser o último
Mas creio que virá inspiração e ele ficará pra semana
E a vida é isso de onde tudo emana
Vou dormir que já é cedo o vinho que bebo esvaziou

Ao final do que canto continuei sem entender quem eu sou.

Carlos Correa

Número de vezes que este texto foi lido: 185


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Amanheça! Carlos Correa
Poesias Rota do Sol Carlos Correa
Poesias Harvest Moon Carlos Correa
Poesias Estrelas sob o Seu céu Carlos Correa
Poesias Um Pequeno Pedaço de Vento Carlos Correa

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 21 até 25 de um total de 25.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
O Rei e sua Rainha. - João Figueiredo Pereira 15 Visitas
- Amanda 15 Visitas
Teu verso - Gilma Laísa de A. R. Akamine 13 Visitas
VINHAS - Tércio Sthal 13 Visitas
- Amanda 12 Visitas
Me diga! - Rylian 12 Visitas
O ser mais obscuro e desconhecido, Eu. - Marcos Vinícius de Oliveira Monteiro 6 Visitas
Nada cicatrizou - Stephany Araujo 4 Visitas
Um resumo da vida - Marcos Vinícius de O. Monteiro 4 Visitas

Páginas: Primeira Anterior