Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Nada
jbcampos

Nada



Olha que lindo diamante você acaba

de encontrar logo aí adiante,

apenas adiante para

pegar!



Olá meu camarada; você já ouviu falar do Nada?

O papo  é  sério, não  é próprio às suas risadas. Hoje

acordei de madrugada bastante gelada,  porém,  pesava-

me um pensamento muito além. Forrei o chão com meu

velho tatame e acionei o antigo aquecedor, estiquei-

me todo à felino, espojando-me, então pensei:

Por que não entregar-me ao nada? Um

estampido fez-me ouvir enorme

gargalhada nada fiz,

não fiz nada,

porém,

pensei

em espírito

zombeteiro o qual

gargalhou lá no terreiro,

mas o Fofo não ladrou, o canil

não se manifestou, bem,

só pode ser coisa

do além, bem do além.

Na verdade não gostaria de

manifestar isso a ninguém, porém,

meditei em  covardia, mudei de  ideia,

como realmente deveria. O tempo passava

rápido e rasteiro já quase raiava o dia. Era a

minha amiga Musa que sempre me abusa a dizer-me:

Ei  você  aí, é  do vácuo que eu venho, e  sempre vim

carregando  pesado  lenho, ao engenho das letras

para que você cresça  e  seja alguém no nada

do  além,  ou  seja: É  ao  nada  a  quem

você  também  quer se  entregar,

vai ter de  se preparar, pois,

esse é o melhor lugar para

se estar, creia

verdadeiramente.

Quando de si mesmo

se despojar a mim me

virá desposar, vai se

enxergar em todos e em todo o lugar.

É o decantado Nirvana o qual lhe vai

decantar, simplesmente sem nada

ser e sem nada querer pensar,

a inspiração vai tomar o seu lugar.

Seu descanso será perene e sem igual

o que você levou tempo para enxergar.

O nada é o paraíso da simplicidade

dessa vida querida a se viver.

e a ela se entregar sem nada

antever, posto nada entender

ao se morrer vivendo no espaço

sideral, ou no vácuo

cósmico do nada.



Resumindo:



Ao querer

cultivar o juízo,

meu  amigo, terá  de se

anular, haverá de ser um santo

criminoso ao seu ego matar sempre

de novo.



Quando você se anular plenamente

terá encontrado a felicidade.



Não confunda humildade

com humilhação, apenas

controle o assédio de

sua velhaca ação.



Quem  tem entendimento, entenda.

Ou no silêncio e na paz procure a Musa

e não se arrogue, porque se assim o fizer

ainda não é chegada a hora, porém, procure

sempre a hora agora. Então apreenda essa feliz

prenda, sem temporalidade e sem idade. Para o nada

caminha a humanidade onde mora a amorável felicidade

só tem um porém, estamos na eternidade e nada

sabemos para vaticinar quando lá

a humanidade vai chegar.



Então seja uma ovelha

a desgarrar dessa

grei-centelha.



jbcampos


Biografia:
Aposentado
Número de vezes que este texto foi lido: 27641


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Seu sucesso jbcampos
Poesias O tenente russo jbcampos
Poesias Escrevendo aos 73 jbcampos
Poesias feliz jornada jbcampos
Poesias O candelabro jbcampos
Poesias dica jbcampos
Poesias O farol do paraíso jbcampos
Poesias Mestre jbcampos
Poesias Mestre jbcampos
Poesias miscelânia parnasiana jbcampos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 848.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 29110 Visitas
Um céu de estrelas - Angelita Penalva 27858 Visitas
Gratidão a um amor verdadeiro - Paulo Vieira da Silva 27832 Visitas
Amores! - 27802 Visitas
Desabafo - 27796 Visitas
Vida de perro: el rimbaldiano "caso Udonge" - udonge 27791 Visitas
Pra Mim, Fui Eu - Carlos Artur Paulon 27789 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 27754 Visitas
O Eterno Retorno - Angelita Penalva 27747 Visitas
Sentença poética - Jhonata Antonio 27743 Visitas

Páginas: Próxima Última