Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O HOMEM PERDIDO
Joelson Correia de Souza

Resumo:
Ele era gentil, se via romântico, declarava poemas, ouvia insultos, quase sempre problemas, e para os barulhos: pedia silêncio.

O homem perdido, se perdeu sozinho. Ele é quem procurava, se perdeu amando. Ele viu que era cedo, bem melhor se fosse tarde, até lutou como um guerreiro, mas perdeu por ser covarde. O homem perdido foi longe, tão longe que acabou distante.

Errou querendo acertar, e acertou quando quis acertar. Ele não quis perder, perdeu sem querer, escolheu arriscar, conseguiu resistir, desistiu de ficar e pediu para sair.

Um dia ele saiu em meio a chuva, comprou flores, perfumes, presentes. No outro dia, ele esperou o sol nascer, deu flores, perfumes e presentes. Ele esperava sorrisos, ganhou "porquês”, de tudo que deu, quis dar por amor, e não recebeu nada por seu amor querer dar.

Ele era gentil, se via romântico, declarava poemas, ouvia insultos, quase sempre problemas, e para os barulhos: pedia silêncio. Dava a vida e recebia momentos.

O homem perdido não quis duvidar, teve que acreditar, olhou com bons olhos, não viu coisas boas, quis recuar, mas não pode voltar.
Um dia ele cansou, passou pela porta, olhou para traz, não disse uma palavra. Foi para o outro lado, do lado de lá, parou numa esquina por ter que chorar.

Ele queria ficar, optou por partir, teve que mudar, não quis insistir. Hoje ele conta histórias, de um jeito atrevido, para ele quem chora, procura um alívio.

Pergunte ao homem perdido, se ele ainda procura alguém: hoje ele é decidido, se perder fez bem!

Número de vezes que este texto foi lido: 28767


Outros títulos do mesmo autor

Poesias TÃO LONGE E TÃO PERTO Joelson Correia de Souza
Poesias FRIO E CALOR Joelson Correia de Souza
Crônicas A VIDA PODE NÃO SER ESCOLA Joelson Correia de Souza
Contos PAI DA SAUDADE Joelson Correia de Souza
Contos NOS ESCRITOS DO LIVRO Joelson Correia de Souza
Poesias O MUNDO OU O CORAÇÃO Joelson Correia de Souza
Resenhas PRANTOS Joelson Correia de Souza
Poesias MUITO TAMBÉM É POUCO Joelson Correia de Souza
Poesias AME, NÃO JOGUE Joelson Correia de Souza
Resenhas ESTAR SÓ Joelson Correia de Souza

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 16.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 66201 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55143 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43697 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43312 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42930 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40847 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 39691 Visitas
Amores! - 38228 Visitas
Desabafo - 37472 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 36828 Visitas

Páginas: Próxima Última