Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A FONTE
Aníbal Benévolo Bonorino


Pobre fonte!
Deu à luz um rio
e o rio foge
e não volta mais .

E todo dia
um outro rio surge,
é mais um rio
que não volta mais.

A fonte chora
e vão nascendo rios,
são todos rios
que não voltam mais .

E na esperança
de que o mar se canse
de tantos rios,
que não voltam mais,
a fonte cresce
e nasce um novo rio –
Um outro rio
que não volta mais.

..................................

Eu sou a fonte,
A ilusão, um rio,
Que nasce e foge
E que não volta mais.

Rio, 21/05/1965



Este texto é administrado por: ANIBAL BENEVOLO BONORINO
Número de vezes que este texto foi lido: 54859


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas "Cinco letras que choram." Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias Canta-me um fado Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias Espantalho Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias E isso te importa? Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias Não mais. Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias A última que morre. Aníbal Benévolo Bonorino
Contos No caminho de Damasco Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias Noctâmbulo Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias Navegar, eu preciso. Aníbal Benévolo Bonorino
Poesias Espaço das coisas mortas Aníbal Benévolo Bonorino

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 11.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79742 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59556 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55646 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 55564 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55457 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55393 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55375 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55364 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55311 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55302 Visitas

Páginas: Próxima Última