Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Querendo-me
Tanto quero, tanto tenho?
Maria Antônia

Você tem os meus melhores olhares, detesto admitir, mas você tem o melhor que eu posso oferecer. Não sei por que digo que você ''tem'', acho que porque nem de mim sou. Eu perdi as rédeas naquele sábado, quando você me fitou de longe deixando claro seu desconcerto ao me ver, quando você deu um olá sorridente como quem acha dinheiro no chão. Talvez eu ainda tenha controle das rédeas, ou então, as tenha entregue, te dando os meios para invadir a mim e enfurecer o que estava estacionado.
Eu queria ter respostas para me dar, mas todas as hipóteses teimam fixar na sua essência. Pois nem me baseio nos seus olhos, na sua boca, no seu abraço, nos seus beijos ou suas linhas. Mas sim, sua essência, que se apresenta como um ponto de interrogação embalado num papel de seda verde hortelã, com uma carta, seu nome e rosas brancas. Que belo seja, que belo vejo! E assim quero desvendar esse enigma, cada dia saber algo sobre você e aderir a nós, cada dia despir sua história e seu corpo, até perder-me a mim e a ti numa cama king size temperados a amor e álcool.
Por que não tenho medo? Por que não me intimido? Por que não recuo? Por que me desafio? Por que me acho em ti, me perco em ti e me encaixo em ti. E ali quero, me quero e quero, ali, em ti. E assim quero a gente, trocando olhares e carícias, sem medo do nosso pior lado, sem medo da gente e do resultado. E assim quero, me quero te pertencendo, te envolvendo e dissolvendo minha essência na sua, misturando e queimando nosso piores e melhores versões no lençol branco. E ao lado aquelas rosas brancas, acompanhadas de nossos receios e atrasos, porque isso não levamos para cama, isso não misturamos.
Então venha, assim o quero, te querendo em mim e querendo o meu eu em você. Então venha, assim o quero, te quero pouco na espera de receber mais do que almejo, te quero pouco na espera de você ser mais ou pelo menos aquilo que eu quis, te quero pouco para me surpreender e assim querer-me mais naquilo que em ti me faz mais nós.




Este texto é administrado por: Maria
Número de vezes que este texto foi lido: 54846


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Querendo-me Maria Antônia


Publicações de número 1 até 1 de um total de 1.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79731 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59546 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55634 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55456 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55378 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55371 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55352 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55309 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55293 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55275 Visitas

Páginas: Próxima Última