Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ALMA
Maria Cecília Pessanha

Alma que grita, que chora, que ri.
Alma que cala e consente.
Que permite e reprime.
Esvazia, mas de tão vazia, some, desaparece e perece.
Alma doída, sofrida, que geme, que chora e que não suporta.
Alma cobrada, exigida, estilhaçada, despedaçada.
Alma destruída, reconstruída, repaginada.
Alma que não é mais minha, que é de um mundo onde não existo.
Onde estou extinta, onde me procuro, mas não me encontro.
Alma minha, cadê você?


Biografia:
Cecília Pessanha
Número de vezes que este texto foi lido: 54829


Outros títulos do mesmo autor

Poesias ALMA Maria Cecília Pessanha
Crônicas ADAPTAÇÃO Maria Cecília Pessanha


Publicações de número 1 até 2 de um total de 2.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79731 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59549 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55635 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55456 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55378 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55374 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55353 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55309 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55293 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55275 Visitas

Páginas: Próxima Última