Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Força Estranha
Carlos Vagner de Camargo

Força Estranha

Hoje estou daquele jeito que não gosto,
As pessoas me olham estranho aposto.
Julgam sem saber o que se passa,
Confundem tudo o que a eles ultrapassa.

Como me resolver se não sei de onde vem,
Isso passa por cima de mim como um trem.
Fico a olhar o infinito e tento descobrir,
Porque isto me machuca e vem me ferir.

Um angústia me invade toma conta do meu ser,
Me entristece mina minhas forças, pode crer.
Espero um antídoto para voltar a ser quem sou,
Que destrua essa força estranha que louco me deixou.

Não consigo me libertar, sinto-me sozinho,
Por estar nesse estado sou estranho no ninho.
Tentando esconder de todos o que me domina,
Essa força estranha que minhas forças extermina.

Choro, sofro quase sempre desse mesmo jeit.
Mas logo vem você e entra em meu peito.
Como força vigorosa de esplendor me arrasta
E o breu que sobre mim pesa tu afasta.

Seu beijo me entorpece e faz-me esquecer
A dor, o sofrimento que existia em meu ser.
Preenche-me todo com seus amor e me envolve,
A paz que muito preciso, teu sorriso devolve.


Biografia:
Sou paulista nascido em Ilha Solteira, interior de SP, formado em Letras Licenciatura Plena pelo Centro Universitário Assunção UniFAI, tenho 35 anos e estou para começar a lecionar no meio público e privado de ensino fundamental e médio. Sou músico,canto, toco, fui tenor do Coral Sagrado Coração de Jesus em Três Lagoas-MS, Sempre escrevi muito, lia muito, hoje dois anos após minha formatura, estou retomando a todo o gás o gosto pela leitura. Amo Shakspeare, mas leio de tudo, desde tratado filosóficos a textos de Zola, Tolstoi entre outros grandes. Tenho poemas publicados pelo site da UniABC (onde atualmente trabalho), pelo professor Sérgio Simka no link http://grupodeescritoresdauniabc.uniblog.com.br/ Ainda não sou conhecido, mas espero em breve sê-lo.
Número de vezes que este texto foi lido: 35039


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Pipas Carlos Vagner de Camargo
Poesias Afaste-me da chuva Carlos Vagner de Camargo
Poesias Álibi Carlos Vagner de Camargo
Poesias Redundância Feminina Carlos Vagner de Camargo
Poesias Desconstruindo Carlos Vagner de Camargo
Poesias Coisas compradas Carlos Vagner de Camargo
Poesias Divagação Carlos Vagner de Camargo
Poesias Dadaísmo Carlos Vagner de Camargo

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 68 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
frase 763 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 776 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 768 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 766 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 767 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 769 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas
frase 770 - Anderson C. D. de Oliveira 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior