Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Imenso Medo (+ Ep. 8 Série em Poesia - Amélie Klein)
Bia Nahas

Resumo:
Episódio 8 da série Amélie Klein está pronto.
Para ler a série em poesia completa, acesse:
http://www.escrita.com.br/escrita/leitura.asp?Texto_ID=53220

Tô com medo.
Morrendo de medo
Tremendo...

Não sei o meu lugar
ao menos sei como respirar...
Me perco ao pensar...

Quero fugir...
De uma vez partir...
Mas ao pensar em você, sei que vou conseguir...

Minha heroína.
Minha valentia.
Minha mãe querida.

Por você, devo enfrentar
meu medo de duvidar
e fraquejar...

Tenho medo que me bloqueia
a continuar na incerteza
mesmo que não seja da humana natureza.

Sei que não sou definida
por um medo, uma agonia
nem ao menos uma menina tímida.

Reconheço meu medo.
Assim, na minha frente, o vejo
e mais uma vez me defendo.

Até que de repente
o vejo na minha frente
de modo diferente.

O medo me defende
dos possíveis riscos a frente.
Por isso, digo a mim: "Não se rende!".

"Não entre em guerra.
Nem com ele, berra.
A batalha se encerra.

Se alie sem se entregar.
Se vigie sem se sabotar.
Se auxilie sem exagerar.

O medo em equilíbrio
pode ser um auxílio
para seu objetivo.

Mãe, devo continuar
por você amar
e ser quem mais me motiva a me dedicar...

O choro
só é um soco
ao medo bobo
se acharmos o sentimento
um impedimento
ao crescimento.

A valentia
é a guerrilha
combatida
com a determinação
de que cada emoção
move em algum grau o coração.

O medo não é veneno
dependendo do jeito
que usamos em nós mesmos.

O medo regulado pode ser
um auxílio a nos fortalecer
ao encará-lo como natural aparecer...

Não reprima
a favor de uma valentia
de talvez assim não persista
por tanto tempo que se esgotará
quando cansar de lutar e morrerá..."

Serenamente,
Escuto o silêncio da mente
e procuro sentir o que há na minha frente...


Biografia:
Oi, gente! Sou a Bia. Tenho 22 anos. Moro em São Paulo capital. Estou fazendo faculdade de psicologia. Cada poema é muito especial e único, pois expresso alguma inquietação social ou pessoal. Faço encomendas de poesias. Quem quiser me conhecer, será um prazer. Mande um e-mail que eu respondo. Email para contato: nahasbeatriz@gmail.com Meu blog pessoal de poesias: www.rumoaminhamente.blogspot.com.br Twitter: @Bia__Nahas
Número de vezes que este texto foi lido: 358


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Uma Cartinha a Você Bia Nahas
Poesias A Fada e o Gnomo Bia Nahas
Poesias Sinal de Vida Bia Nahas
Poesias Dois Ambulantes Bia Nahas
Poesias Desejo a nós Bia Nahas
Poesias Uma Cama Gritou (+18) Bia Nahas
Poesias Era Fácil Bia Nahas
Poesias Fecho os Olhos Bia Nahas
Poesias Um Calor Bia Nahas
Poesias Faz Falta Bia Nahas

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 324.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 66118 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55105 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43688 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43301 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42717 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40829 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 39617 Visitas
Amores! - 38106 Visitas
Desabafo - 37361 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 36083 Visitas

Páginas: Próxima Última