Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Homicídio Ecológico
Mayra Alcione Musa Fonseca



A
tualmente ando profundamente chocada e preocupada com o assassínio ecológico e racial a que presenciamos.
Nossos rios estão secando, nossas florestas completamente devastadas.
Não entendo aonde o ser humano quer chegar, um ser que se diz ser racional, para ter uma posição social mais elevada, para ter nas mãos um poder que na maioria das vezes é muito mal empregado está se tornando cada dia mais escravo de si mesmo.
Usando sua suposta lógica só destrói, mata quem atravessar o seu caminho, não percebe o circulo vicioso a que se introduz e quando acordam pode ser tarde demais.
Nossos mares, nossos rios estão ficando vazios por causa da pesca predatória embora tenha diminuído bastante ainda foge do controle das autoridades competentes.
O perigo vem de fora, pois autoridades de outros países estão de olho em nossas terras, nossas matas, nosso álcool, nossas riquezas mais preciosas.
Animais de várias espécies estão nas listas de extinção, para manter e alimentar o ego de vários socialites deste e outros países com casacos dos mais extravagantes tipos.
Se somos tão inteligentes, então por que não usamos nossa inteligência para o bem de nossa comunidade, de nossos filhos, que mundo estamos preparando para eles, que exemplos estamos dando a eles, qual valores estamos passando para eles, se os valores que importam realmente estão sendo deixados de lado, estamos criando nossos próprios monstros.
Temos que implantar a corrente do bem o mais breve possível, ou seja, ensinar as pessoas a fazerem o bem, se você receber um bem, passe-o a outra pessoa e assim por diante. Temos que ter mais amor pelo próximo e também a nós mesmos, pois se reverte a nós próprios.
A hora é essa ou mudamos nossas atitudes agora ou depois poderá ser tarde demais, o aquecimento global já acusa o grau de perigo a que nos expomos a qualquer momento esse mundo poderá se tornar uma grande bomba, que se explodir não deixará herdeiros.
     


Biografia:
Nascida em 29 de setembro de 1963em Urupês, no estado de São Paulo, aos sete mudei-me para Campinas, desde o colégio apontou-se o talento para as artes, principalmente poesias e crônicas, Recebi menção honrrosa pela poesia" Cíntilar de Rosas" em 1985 pela editora shogun, tive Participação no livro"Salvados do Incêndio" 1986 pela editora codepoe Era membro da União Brasileira de trovadores UBT-Campinas, quando então presidente minha saudosa amiga e escritora "Josefina da silva carvalho " após casamento afastei-me dos movimentos literários mais nunca deixei de compor tenho vários trabalhos e gostaria de obter um espaço dentre nobres companheiros para expo-los a vossas apreciação! visitem tambem meu blog
Número de vezes que este texto foi lido: 54817


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Memórias de um velho estradeiro Mayra Alcione Musa Fonseca
Cartas Declaração de Amor Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Lágrimas de um rouxinol Mayra Alcione Musa Fonseca
Monografias Deuza mulher Mayra Alcione Musa Fonseca
Crônicas Homicídio Ecológico Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Cíntilar de Rosas Mayra Alcione Musa Fonseca

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 21 até 26 de um total de 26.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Véu Negro - Rayan sousa 54815 Visitas
SEM ENGANO - Tércio Sthal 54815 Visitas
Minha receita de vida - Alex 54815 Visitas
História do Cachorrinho Veludo - Lúcia de Fátima Silva 54815 Visitas
LOS PENSAMIENTOS - Ivan de Oliveira Melo 54815 Visitas
Geração Y - jecer de souza brito 54815 Visitas
O grande Caderno azul - XIX - R.N.Rodrigues 54815 Visitas

Páginas: Primeira Anterior