Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Empatia entre professor e aluno
Terezinha Tarcitano

Resumo:
Jornalista salienta a importância de uma empatia entre professor e aluno para melhor índice de aprendizagem

Talvez pelo fato de ter trabalhado tantos anos para a UNESCO no Brasil e de ter sido criada por uma mãe professora, tenho bastante afinidade com a área da educação. Educar os meus filhos e tentar ensiná-los os melhores valores também fez parte deste aprendizado. Ao longo desses anos e, por meio de pesquisas apontadas pela UNESCO, entendo que o ensino deve estar associado com a afetividade, provocando reflexões e contribuindo para o desenvolvimento da consciência crítica e transformadora do aluno. Sendo o professor um elo fundamental à aprendizagem dos alunos, é imprescindível que exista uma empatia entre ele e o aluno.
Todas as pesquisas sobre o assunto apontam que, a partir de um bom relacionamento entre o docente e o aluno, a aprendizagem se torna mais eficaz e prazerosa. Para que esse fator aconteça, há de se considerar a fórmula exata para ambos: o respeito mútuo aliado à confiança. Isso propicia que o aprendiz desenvolva a leitura, a escrita, a reflexão, a aprendizagem e a pesquisa autônoma.
A interação deve ser estabelecida pelo professor, promovendo, de início, um laço empático. Se ele consegue atrair a atenção do aluno, com certeza este se mostrará receptivo às explicações e ao material didático. O aprender se torna mais interessante quando o aluno se sente competente pelas atitudes e métodos de motivação em sala de aula. O prazer pelo aprender não surge espontaneamente nos alunos, pois muitos associam a tarefa com obrigação, logo, a afinidade deve estar em primeiro plano entre o mestre e o aluno.
De acordo com o atual diretor do Instituto Paulo Freire em São Paulo, Moacir Gadotti, “o educador, para pôr em prática o diálogo, não deve colocar-se na posição de detentor do saber, deve, antes, colocar-se na posição de quem não sabe tudo, reconhecendo que mesmo um analfabeto é portador do conhecimento mais importante: o da vida”.
Dessa forma, é recomendável que o docente pratique a arte de dialogar com os alunos, colocando-se, algumas vezes, no mesmo patamar deles. A troca de conhecimentos e de experiência de vida é fundamental nesse processo. Afinal, somos todos falíveis, e podemos estar sempre aprendendo com novas experiências. A construção de pontes entre quem ensina e quem aprende perpassa pela capacidade de saber ouvir, de refletir e de interagir. Talvez este seja o segredo em qualquer relação: saber falar e calar na hora certa, promovendo sempre um diálogo edificante.
Por ser o professor um facilitador de conhecimento, ele detém um poder imenso em suas mãos: de formar futuros profissionais e pessoas de bom caráter. Os alunos costumam se espelhar muito no docente. Segundo Paulo, Freire, “o professor autoritário, o professor licencioso, o professor competente, sério, o professor incompetente, irresponsável, o professor amoroso da vida e das gentes, o professor mal amado, sempre com raiva do mundo e das pessoas, frio, burocrático, racionalista, nenhum deles passa pelos alunos sem deixar sua marca”.
A dimensão do papel na vida dos professores no processo de ensino e aprendizagem dos alunos é absolutamente importante. Não é uma missão fácil, mas digna de aplausos. Uma missão, quase um sacerdócio!

Terezinha Tarcitano
TTarcitano Assessoria de Comunicação
www.ttarcitano.com.br
terezinhatarcitano@yahoo.com.br


Biografia:
Jornalista e radialista profissional, é especialista em Assessoria de Imprensa. Já exerceu esta função na Prefeitura Municipal de Cabo Frio (RJ), na Embratur- Instituto Brasileiro de Turismo (Brasília), na Seain (Secretaria de Assuntos Internacionais) do Ministério do Planejamento (Brasília), e na Assessoria Internacional do Ministério de Esporte e Turismo (Brasília). Também foi assessora de imprensa da UNESCO no Brasil, atuando nos escritórios de Brasília e de Porto Alegre (RS). Trabalhou como jornalista em grandes jornais do Rio de Janeiro e no Jornal Brazilian Times (Boston, Massachusetts, EUA), neste por sete anos. Há 19 anos residindo em Porto Alegre, abriu há 14 anos sua própria empresa de Assessoria de Comunicação: TTarcitano Assessoria de Comunicação.
Número de vezes que este texto foi lido: 52891


Outros títulos do mesmo autor

Releases Prêmio Fernando Pessoa: Terezinha Tarcitano
Releases X Congresso de Direito Tributário Terezinha Tarcitano
Releases 27ª Jornada Internacional de Direito Terezinha Tarcitano
Releases Ressignificar Quântico em Porto Alegre Terezinha Tarcitano
Releases Encontro Holístico Gaúcho Terezinha Tarcitano
Artigos Carta do 6º Fórum Social Mundial da Pessoa Idosa Terezinha Tarcitano
Artigos Encerramento do Fórum Social Mundial da Pessoa Idosa Terezinha Tarcitano
Poesias Livros escritos com a percepção literária e sentimental Terezinha Tarcitano
Releases Processo Judicial no RS discute autoria de projeto Terezinha Tarcitano
Artigos Advogado: um conciliador Terezinha Tarcitano

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 14.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 69080 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 57979 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 57634 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55906 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 55225 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 55205 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 55085 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54963 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 54953 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 54940 Visitas

Páginas: Próxima Última