Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Mas se acontecer é
Sergio Ricardo Costa




                                    Desilusão,

Seu cambalear,
Pois que escolherá
Ter seu

Coração

Pouco (que encalhou)
Dentro de qualquer cega confiança.

Antes e,

Então,

Vagas medições
Geram divisões próximas a tudo,
Hoje e amanhã.

Hoje?
Só abandonou uma

Escavação:

Pois

Esperaria
Nova

Direção

Para o caminho,

Mas ao constatar a
                                    GEOLOGIA,
Extra,
Da

Aversão

Como um pontapé,
Quente...

União

Entre cavalheiros

Ou entre a

Multidão,

Prestes a surgir,
Cheia de pudor, como que anoiteça,
Ousou ser o que está certo da esperança
— Para revelar uma das promessas.

Faz por merecer, dentro, integralmente,
A má

Compreensão,

Finos diamantes,
Simples

Percussão:

Clássica cobaia
Para descrever tanto território
Morto.

É o viver, dentro de bons olhos
Tudo que

Não

Quer, vai se transformando
Para destravar portas que destrancam
Mundos e por mais que um recomeço
Tenha que transpor reinos assombrosos,
Vale atravessar.

Répteis do abrigo
Como

Salvação,

Seguem os seus passos
Pela

Contramão,

Por formalidade,
Como se o

Não,

Não

Se diluísse e
Para disfarçar tanta humanidade,
Tardam a chegar, cheios de esperança,
Cheios de

Razão.

Esta, a existência,
Tem-se que aprender
Tê-la no presente,
Como

Turbilhão;

Quebra-nos em pedaços:
Quando se detém; sopra, derrubando
Cercas de cristal, muros de arrimo;
Nosso

Coração...

Memória de esperar.


Biografia:
-
Número de vezes que este texto foi lido: 667


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Há mais tormentos em ser que em esperar Sergio Ricardo Costa
Poesias No silêncio milenar Sergio Ricardo Costa
Poesias Parceiros pelos pares de pênis Sergio Ricardo Costa
Poesias Restrições em concluir Sergio Ricardo Costa
Poesias Alma, esta coisa suja protegendo os corpos Sergio Ricardo Costa
Poesias Pano, linha, pano... Sergio Ricardo Costa
Poesias Nem sei que o mundo Sergio Ricardo Costa
Poesias A aproximar-se se desfaz Sergio Ricardo Costa
Poesias É como dor que a flor cresce Sergio Ricardo Costa
Poesias A cor do eu acordou em mim Sergio Ricardo Costa

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 208.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185490 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 163629 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 163544 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130638 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 117717 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 80710 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69797 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 64815 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 60293 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55728 Visitas

Páginas: Próxima Última