Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ANTICLÍMAX
Ricardo Cunha Costa

ANTICLÍMAX

Pesa-me o ânimo triste após o coito
Como um fardo de culpa e de remorso.
No escuro, fixo o olhar sobre o alvo dorso
Alheio até da cama em que pernoito.

Mesmo tendo chegado um tanto afoito,
Só penso se terá valido o esforço:
Ignoro pela curva em seu escorço,
Se ela tem quarenta ou se dezoito...

Pouco importa... Sequer lembro o seu nome...
Ainda que por parvo ela me tome,
Ora a deixo sozinha em meio ao sono...

Saio apressado enquanto nasce o sol.
E a seiva masculina em seu lençol
É a única lembrança que abandono.

Belo Horizonte - 15 05 1995


Biografia:
Escrevo. Gosto de escrever. Se sou escritor ou poeta, eu deixo para o leitor ponderar.
Número de vezes que este texto foi lido: 62


Outros títulos do mesmo autor

Sonetos ANTICLÍMAX Ricardo Cunha Costa
Sonetos REBOSTEIO Ricardo Cunha Costa
Sonetos O NOME DAS CORES Ricardo Cunha Costa
Sonetos AMONTILADO Ricardo Cunha Costa
Sonetos ANTI-HORÁRIO Ricardo Cunha Costa
Sonetos ANAMNESE Ricardo Cunha Costa
Poesias O MONGE E A SERPENTE Ricardo Cunha Costa


Publicações de número 1 até 7 de um total de 7.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
Amei! Que droga! - Fabiano Vaz de Mello 207488 Visitas
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 181971 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 141542 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 141228 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 127627 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 66713 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 57983 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 56519 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 56313 Visitas
Entenda de uma vez por todas o Hino Nacional - Fabbio Cortez 56121 Visitas

Páginas: Próxima Última