Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
PROFUNDO 26 IND 16 ANOS
DE RICO FOG E IONE AZ
paulo ricardo a fogaça

Resumo:
BOM

Jarbas chega, ao longe uma ambulância do SAMU, várias viaturas policiais, ele vê uma maca, ele corre até essa.
   - Leticia.
   - Oi, você veio, vai embora eu vou ficar bem.
   Leticia é colocada no veiculo que sai, logo policiais cercam Jarbas e Glads.
   - Tudo bem, o que perguntarem eu explicarei, também irei com vocês, não precisa usarem de força, só liberem ele, é meu filho e não tem nada haver com..........
   - Não sr, somente precisamos que nos diga os dados de sua patroa.
   - Como assim?
   Um investigador se aproxima de Jarbas.
   - Ela já nos contou o que queríamos saber, se quer saber, seu dia de sorte, ela te inocentou por completo, acho que deveria ficar de boca fechada sr e só nos dê o que te pedimos.
   O policial se afasta de Jarbas que tenta ir atrás sendo seguro por Glads que olha com toda calma para ele.
   - Ela não quer que você faça isso, afinal ela precisa de você aqui fora.
   - Por quê?
   - Meu avô não te disse, fique tranquilo, tudo vai ficar bem, como tem de ser.
   Jarbas olha para Glads que se mostra diferente ali, imparcial a tudo, ele auxilia o homem que passa os dados de Leticia para a policia.
   O reino é desfeito, todo o clube é revirado por policiais, nada é encontrado, sendo assim liberado, Glads aproveitara o momento de desespero de Jarbas e ordenara por telefone que fizessem uma micro limpeza no prédio, Leticia de certa forma sempre esteve pronta para aquele momento, por que não deixara droga alguma á mostra por ali.
   Dias depois Glads se intera por Jarbas de depósitos clandestinos nos arredores dali, todos agora "limpos", Jarbas ainda em extrema amargura por Leticia, vai ao hospital, ela sofrera graves fraturas devido aos capotes do veiculo e com isso ficara paraplégica.
   Leticia fora tratada no hospital e assim que obteve alta fora para um presídio feminino cumprir sua pena, ficou em ala especial para formandos em ensino superior.
   De cadeira de rodas ela se dedicou aos estudos e conseguira com certa influência terminar sua faculdade á distância, também fez diversos cursos de forma remota no presídio, decidiu por se tornar advogada.
   Com ajuda novamente e grande influência, ela recebe as visitas de Jarbas, Glads, Arlete numa saleta especial, para os outros detentos é dito que devido a falta de parentes e seu grau de dificuldade, tenha certas regalias.
   Macedo retorna de viagem, fica por alguns dias e logo sai do país de forma não legal, Júlia o aguarda na Europa onde eles possuem uma fazenda, a policia federal faz uma varredura em todos os negócios empresariais, mais Levi fora mais rápido, ele esteve desviando o dinheiro e investindo em projetos de engenharias e em loteamentos urbanos.
   A justiça somente encontra cerca de 3 milhões não declarados e sem origem, ela os bloqueia, Levi que ficara sozinho ajusta um grupo de advogados e por ele ter vida sem percaussos, a quantia lhe é liberada em suaves parcelas, assim ele consegue reaver todo o valor.
   - Esta vendo vô, meu pai, eu sempre te escutei.
   - Sempre soube disso, querido filho e neto. Risos.
   Levi continua ali no telefone e quase uma hora depois ele desliga.
   Renato faz papel de DJ na união de Mafalda com seu love, todos dançam numa tarde animada, Marcelo e Simone também ali se divertem até que.......
   - Simone.
   - Oi irmão.
   - Preciso que venham para cá, urgentemente.
   - O que houve?
   - Só venha e logo, quando chegarem eu................
   - Irmão o quê............
   A ligação é desfeita, Simone sai ás pressas com Marcelo, Mafalda estranha aquilo mais continua na animação da festinha, Glads e Ellis dançam bem juntinhos, no próximo fim de semana será a vez deles de se unirem.

                                                  220121



       Simone vê ao longe dois carros frente a casa der Edú.
   Ela e Marcelo entram e na sala oito homens estão com o casal.
- Irmão.
- Por favor Simone, Marcelo, esses senhores vão conduzi-los até a delegacia.
- Como assim Edú, o que houve?
- Por favor Simone. A mulher entra em desespero, Dani olha para ela sem ter muito o que fazer, Marcelo segura a mão dela lhe passando confiança.
- Já sabíamos, com certeza fomos enganados.
   O casal sai dali na companhia dos federais na delegacia ambos são ouvidos e interados do processo acusatório, Edú já movera um bom corpo de defesa e Simone, Marcelo não são presos, mais terão de usar a tornozeleira por 3 anos.
- Por que fui tão tola assim, acreditei cegamente no meu irmão?
- Eu de certa forma, já sabia, Mafalda me alertou, vamos ser sinceros sabíamos que em certo aquilo tudo era uma forma de lavagem de dinheiro.
- Só saímos de forma mais leve devido ao fato de não termos posses, grandes posses em nossos nomes.
- O que fica muito claro, é que seu irmão realmente tem fortes proteções por ai, pelo mundo politico.
- Você achou em algum momento que ele iria para a cadeia?
- Aqui, em nosso país, nunca. Risos.
   O casamento de Glads e Ellis é muito bonito, feito na área externa do antigo reino.
   Ele conseguira por meio de Jarbas o direito de assumir com o conssentimento de Leticia os negócios, fizera grandes mudanças tornando o clube uma área de eventos sociais para festas e confraternizações, tendo este agendado por até dois anos a frente.
- meu amor tem realmente tato fabuloso para os negócios.
- Nada, só devo isso a eles, afinal me deram a chance de ganhar mais.
- Sabe que eu amo demais isso em você, esse seu desprendimento ao dinheiro.
- Gosto de ganhar e preciso e muito, afinal a família só cresce hein.
    Eles olham em direção a Arlete que abrigara mais 3 crianças em seu teto, risos.
     Arlete dança alegremente com Jarbas que se tornara um bom empresário, estando sempre ao lado de Glads nas decisões, sempre mantendo Leticia á par de tudo que é feito com o capital dela.
   Lourival aproveita para anunciar que vai se casar com sua namorada, todos ali o cumprimentam e a festa se torna mais divertida, o casal de velhos são rodeados por crianças, Lourival dança ali até que tem sua atenção presa ao canto do lugar, ali sentados numa poltrona de palha da costa, Ogum, Oxóssi, Oxúm brindam a celebração dos presentes.
- Chegou minha hora.
- O que vô?
- Preciso tomar um ar.
   Lourival sai dali sem muitas explicações e se reúne naquele canto, um dos garotos o segue e vê a cena dos orixás rodeando ao velho.
- Vô.
- O que foi meu querido, não sabe, tenho que ir, chegou minha hora, meu momento aqui já se foi.
- Por favor, fique.
- Não, meu filho, eu já estou muito cansado disso tudo e já fiz tudo o que tinha de ser feito, preciso ir, entenda, adeus.
   Lourival desaparece numa névoa branca, o garoto grita e corre aos choros alertando todos ali do sumiço vô Lourival, logo outras crianças e adultos seguem a procura do mesmo.
- O que aconteceu?
   O garoto conta o que vira, para o desespero de todos ali que saem á procura de Lourival, até que Arlete vem ao garoto.
- O que foi que você viu, meu filho querido?
   O garoto lhe conta em detalhes o que vira, ela olha para Luciana que se aproxima deles, ambas ali ascente em acordo.


Biografia:
amo escrever e ler
Número de vezes que este texto foi lido: 182


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O ENCONTRO 5 paulo ricardo a fogaça
Contos LAPSOS EM CRISES P1 paulo ricardo a fogaça
Crônicas O REAL VERDADEIRO? paulo ricardo a fogaça
Crônicas O NOVO LOCK DOWN paulo ricardo a fogaça
Crônicas A MÁQUINA PÚBLICA paulo ricardo a fogaça
Contos IZAÍAS 4 LGBT IND 18 ANOS paulo ricardo a fogaça
Crônicas O BBB21 O REALITY DA HUMILHAÇÃO? paulo ricardo a fogaça
Crônicas SOBRE MIM paulo ricardo a fogaça
Contos IZAÍAS LGBT 3 IND 18 ANOS paulo ricardo a fogaça
Contos IZAÍAS LGBT 2 IND 18 ANOS paulo ricardo a fogaça

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 90.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76109 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62050 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50299 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50062 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49619 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49285 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 49000 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48819 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48795 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48242 Visitas

Páginas: Próxima Última