Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Os olhos de Adele
Samara Candeo

Carlos sabia que não poderia amar Adele da mesma forma que havia amado a Claudia, a Fernanda ou tantas outras amantes que teve em sua vida, Adele tinha que ser amada do jeitinho dela, não pelo corpo escultural que tinha, mas sim pelo grande talento em fazer todos rirem de suas piadas sem graça, não pela sua influência nas redes sociais, mas sim pela influência que seu sorriso tinha sobre ele mesmo.
Foram tantos os dias em que se cruzam nos corredores do prédio em que viviam, sempre com pressa,vez ou outra arrumando os óculos, ou as vezes prendendo o cabelo em um rabo de cavalo simples, que aliás na opinião dele a deixava muito sexy, vez ou outra ela dizia um bom dia, ou então dizia algo que fizesse dona Maria rir enquanto pegava o elevador, foi assim que ele descobriu o seu senso de humor.
Tão próximos, mas para Carlos não era suficiente, queria mais, queria desvendar tudo que havia por detrás dos olhos verdes de Adele, o que o deixava intrigado, ela não tinha nada a ver com suas antigas namoradas totalmente oposto, mas ele não conseguia evitar sentir-se assim.
Certa vez então, quando já não aguentava mais de curiosidade sobre essa mulher, resolveu bater em sua porta, apartamento 201, ela abriu a porta com o cabelo preso com alguns fios soltos roçando em sua nuca com os grande olhos verdes por debaixo dos óculos lhe olhando, e então lhe perguntou em que poderia-lhe ajudar, com uma das suas piores desculpas disse que precisava de uma xícara de açúcar, ela tão amigável como sempre pediu que esperasse, quando voltou com uma xícara com o que ele havia lhe pedido, ela perguntou se ele gostaria de entrar e tomar um café com ela, ele obviamente aceitou, ao entrar prestou atenção em cada detalhe, nos livros na mesa de centro da sala, Nas almofadas só de um lado do sofá de dois lugares, nas fotos dos porta retratos da estante, e por fim olhou a mesa com apenas uma xícara e o café, concluiu então que a moça tão cativante com todos, poderia ser uma jovem solitária, e então ao subir seus olhos e olhar para ela, teve certeza de que não queria mais sair da vida dela, não saberia o que esperar dali em diante, de quantas desculpas esfarrapadas iria precisar só sabia que não queria deixar com que ela se fosse, e então faria tudo para conquistá-la.


Continua...


Biografia:
Escrever é expressar as vozes que vêm da alma; Escrever é buscar a verdade que lhe pertence; Escrever é transbordar sentimentos que ao invés de lagrimas derramam-se em palavras. Por isso escrevo, como simples admiradora das palavras que se derramam em tantos cenários. Aceito feedback pelo e-mail: samicandeo@gmail.com
Número de vezes que este texto foi lido: 553


Outros títulos do mesmo autor

Romance O que o acaso nos oferece. Samara Candeo
Crônicas Ser jovem Samara Candeo
Romance Os olhos de Adele Samara Candeo


Publicações de número 1 até 3 de um total de 3.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 68620 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55732 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44444 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44155 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43779 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43504 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42224 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41389 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41360 Visitas
Amores! - 39910 Visitas

Páginas: Próxima Última