Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A Jornada nos Mundos
Osny Mattanó Júnior

Resumo:
A Jornada no espaço entre mundos e extraterrestres e seus contatos com Deus.

OSNY MATTANÓ JÚNIOR




A JORNADA NOS MUNDOS





17/06/2017
A JORNADA NOS MUNDOS.
CAP. 1
     E lá no centro do Sol lutavam os seres de luz e os nórdicos em busca de poder, os seres de luz tentavam controlar a luz e os nórdicos tentavam controlar o fogo, enquanto isso na Terra lutavam os insetóides e os seres humanos pelo planeta Terra, os insetóides lutavam pela mundo inferior, das cavernas, e os seres humanos lutavam pelo mundo superior, das planícies, das cidades, os seres holográficos viajavam pelo universo em busca de outro local para se projetarem num universo 2D ou holográfico, esta é a Jornada nos Mundos, uma jornada pelo poder no Universo, pela luta pela vida e pela adaptação, pela reprodução e pela sobrevivência, pela dominação; havia também os seres celestiais que lutavam contra os seres demoníacos numa guerra desde o princípio dos tempos entre Deus e Satanás, que lutavam pelos seus reinos e pelas suas almas, os seres humanos também lutavam entre si dividindo-se em diversos grupos e subgrupos, havendo divisões e territórios que causavam lutas e conflitos, guerras e muitas mortes, muitas transformações sociais, suas sociedades se preocupavam mais com essas transformações do que com a vida de cada indivíduo e de cada família. A Jornada nos Mundos está apenas começando e até onde ela vai nos levar? Só embarcando nessa viagem e lutando sua guerra pessoal contra um mundo diferente e injusto!
CAP. 2
     Enquanto isso num planeta distante os telepaths lutavam contra os hominídeos numa guerra pela sobrevivência de suas espécies, a primeira, lutava pela soberania da telepatia e os hominídeos lutavam pela supremacia da força, havia multidões de hominídeos que lutavam contra poucos telepaths que tinham considerável vantagem sobre os outros hominídeos pois conseguiam manipulá-los e controlá-los mentalmente e comportamentalmente, obrigando-os a viverem seus princípios, valores, normas, leis e desejos, os telepaths tinham vantagem cerebral e mental e os hominídeos vantagem física e muscular, ambas as espécies jamais se extinguiram da face desse planeta chamado Nibiru.
CAP. 3
     E num outro planeta não muito distante dali os animais selvagens corriam desesperados nas florestas e nas savanas em busca de proteção, abrigo e segurança, era a era dos eternos tsunamis, a nova guerra dos animais marinhos contra os animais selvagens no planeta k-22, esses eternos tsunamis invadiam e tomavam as florestas e as savanas levando tudo, a vida, a fauna e a flora, devastando e matando de tudo, no alto do universo viam-se as composições estelares se alinhando para expressar, informar e defender trazendo seus exércitos de criaturas nebulosas até aquele outro planeta chamado k-22, essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 4
     Os insetóides já se espalharam por todo o mundo inferior dominando o subsolo da Terra espalhando medo e terror na face da Terra, os seres humanos tentavam bombardeá-los mas eles eram osteogenicamente perfeitos e não sofriam com as explosões, então os seres humanos criaram venenos vivos artificiais para povoar e matar os insetóides mas eles os comeram antes de agirem, os insetóides eram superiores aos seres humanos e suas tecnologias, então os seres humanos começaram a cair nas crateras provocadas pelas explosões das bombas lançadas contra os insetóides e foram todos devorados vivos como forma de ritual mágico e de guerra.
CAP. 5
     E num sistema solar distante os répteis gigantes lutavam contra as criaturas do gelo por território e dominação, os primeiros queriam ampliar as densas florestas e os últimos as extensas margens de gelo onde habitavam, seu planeta YI-45 era pequeno e distante do Sol, mas rico em formas de vida animal extraterrestre, capazes de sobreviverem em ambientes extremamente difíceis de haver vida, mas lutavam tentando expandir seus territórios através da luta e do combate entre indivíduos e grupos de forma animal e violenta para sobreviverem e se reproduzirem no planeta YI-45. Essa era a Jornada nos Mundos, uma viagem pelos inacreditáveis e surpreendentes mundos do Universo.
CAP. 6
     Enquanto isso no centro do Sol os seres de luz saiam de dentro de si mesmos para multiplicarem-se numa tentativa de aumentarem seus exércitos e vencerem suas lutas e batalhas e os nórdicos faziam-se esfumaçar como uma névoa cinza e azul tentando se disseminar por todo o centro do Sol e assim derrotarem os seres de luz, essa luta apenas estava começando, apenas viam-se sair do Sol explosões solares gigantescas que atordoavam os sistemas de comunicação na Terra e nos demais planetas com vida inteligente, mas não conheciam a verdade dos fatos pois o centro do Sol era inatingível para suas tecnologias e capacidades orgânicas.
CAP. 7
     Os seres de luz se multiplicaram e comprovaram que não eram divinos mas eram de outra natureza diferentemente da dos seus outros semelhantes seres de luz divinos que eram poucos, aqueles eram milhares e os nórdicos também, estes atacaram os seres de luz tentando roubar-lhes sua luz e apagando ou desligando sua luz e fonte de luz que era o próprio Sol, mas também estavam lutando pelo fogo, por isso não foram bem sucedidos, não conseguiram apagar o Sol, já que suas intenções e desejos os impediam de conseguir tal feitio, então os seres de luz lançaram bombas de fumaça para tentar diluir os nórdicos e muitos perderam suas características sumindo na fumaça, mas a guerra ainda não havia acabado, era apenas uma batalha. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 8
     Lá no outro mundo os telepaths usavam sua força telepática para vencer e dominar os hominídeos tornando-os seus escravos para construírem e erguerem seu novo mundo com pirâmides e construções maravilhosas, mas não somente isto, também para servirem aos seus projetos e propostas ideológicas renovadoras com contribuições racionais, e os hominídeos se juntavam em bandos ferozmente com pedras e pedaços de pau para se defenderem e atacarem os telepaths numa luta sem fim, o clima era tenso e ninguém vencia essa guerra, morriam poucos telepaths e alguns hominídeos eram seduzidos para a escravidão e se punham nas mãos dos telepaths para trabalhar em suas civilizações, a confusão ainda não acabou..., essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 9
     Enquanto isso na Terra os seres humanos divididos em grupos dividiam-se ainda mais com fatos devastadores como os que aconteciam no Governo das Galáxias, o Presidente das Galáxias fez um pedido de ordem de serviço e solicitação de material para o Ministro dos Transportes Cósmicos buscá-los no setor de almoxarifado do Governo, ele foi buscar a pé e ao chegar lá descobriu que era uma caixa grande de força, pois bem, ele a levou até o Governador das Galáxias e ele começou a rir e quando abriu a caixa só havia pedras grandes e ele disse ¨isso era a caixa de força¨, o Ministro dos Transportes Cósmicos engoliu um ódio, medo, humilhação e vergonha pois era hierarquicamente inferior ao Governador, então este o mandou para o Ministério das Comunicações Cósmicas para fazer fotocópias de documentos e quando chegou lá tentaram estuprá-lo agarrando-o e dizendo coisas e palavras obscenas pesadas e horríveis através de um pedófilo ajudado por mais uns 7 ou 9 funcionários, o Ministro dos Transportes Cósmicos enlouqueceu pois foi muito mal recebido no Governo das Galáxias e começou a roubar para se vingar e por causa de loucura, ficou doente mentalmente, ele já havia sido abusado sexualmente antes e nunca havia roubado mas no Governo das Galáxias passou dos limites pois lhe deu muito ódio e medo, pânico, depressão e esquizofrenia e o obrigaram a trabalhar doente e incapaz de trabalhar na época, o que gerou mais problemas para ele e para o Governo das Galáxias, o que ele não sabia é que o Governo das Galáxias já vinha vigiando ele 7 anos antes clandestinamente e o forçou a trabalhar no Hospital por duas semanas correndo risco de morrer e pegar doenças incuráveis e nunca recebeu seu salário, nem indenização e o próprio Governo das Galáxias jogou no lixo todas as provas sobre isto. O Governo das Galáxias começou a ameaçar o ex-Ministro dos Transportes Cósmicos depois que ele foi fazer tratamento psicológico e psiquiátrico e até médico para as consequências de tantos erros e violências de que era vítima, sua saúde não mentia o que havia acontecido, era gritante, e começaram a tentar a assassiná-lo e a sua família, inclusive a outras testemunhas juntando em seus exércitos a população e os criminosos daquele país para matá-los e inventarem sobre seu estado de saúde, como por exemplo, que ele era telepático, pois ele fez exames que comprovaram que ele não era telepático, ou seja, na Terra o problema é o ser humano e suas divisões. Os mass mídia noticiavam que o Governo das Galáxias estava em trevas e que o Governador das Galáxias não poderia ter feito o que fez com o ex-Ministro dos Transportes Cósmicos torturando-o. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 10
     Ainda na Terra havia outras notícias sobre médicos estupradores e que tentavam estupro, mas a população não se revoltava contra essas vítimas desses médicos, um deles era o Dr. Abdmassi que tentou e estuprou dezenas de mulheres em seu consultório, depois que descobriram e o julgaram ele pegou mais de 100 anos de prisão e o que diriam de suas vítimas se durante ou na época da cena e da tentativa de estupro elas o roubassem para se vingar, chamar a polícia, prejudicá-lo, por loucura ou doença mental? Diriam que eram corruptas essas vítimas? Diriam que eram criminosas? Até se começassem a ter problemas psicológicos piores? Até se ficassem incapazes? Até se as chamassem de loucas? Até se ficassem cada vez mais doentes física e mentalmente? Os mass mídia e as autoridades, os políticos defenderiam esse Dr. Abdmassi? Ou defenderiam suas vítimas? Quem são os verdadeiros criminosos e corruptos? Essa era Jornada nos Mundos.
CAP. 11
     Na Terra depois de alguns anos a maioria dos médicos e psicólogos começaram a explorar sexualmente e moralmente seus clientes por causa do Presidente das Galáxias, quando seus clientes questionavam-nos sobre o ex-Ministro dos Transportes Cósmicos e a equipe do governo dizia que a culpa e que o corrupto era ele, o ex-Ministro dos Transportes Cósmicos, aqueles profissionais de saúde tinham conhecimento da verdade pois alguns conheciam os fatos, haviam trabalhado no Governo das Galáxias na época da tortura do ex-Ministro dos Transportes Cósmicos, e começaram a ocultar, omitir e negligenciar os fatos, faltando com a verdade e disseminando uma história falsa e abusiva, prejudicando todos os profissionais de saúde que não conheciam os fatos, aqueles que conheciam exploravam seus clientes sexualmente e moralmente para obterem vantagens econômicas, profissionais e políticas, para não serem punidos, pois haviam sido corruptos e prejudicado muita gente, inclusive o ex-Ministro dos Transportes Cósmicos, na Terra vence o mais forte, a polícia tinha muito trabalho pela frente. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 12
     No planeta YI-45 os répteis gigantes ficavam cada vez mais ferozes e mortíferos, atacavam as criaturas do gelo indiscriminadamente em seu território pois estas tentavam congelá-los com a ampliação dos seus territórios e crescente aumento de sua população de seres vivos do gelo, estas também eram agressivas e atacavam os répteis gigantes pulando sobre eles em grupos na tentativa de vencê-los derrubando-os e fazendo-os sangrar até a morte, eram combates mortais no planeta YI-45, até que uma extensa população de répteis gigantes foram derrotados e os que sobreviveram retiraram-se para suas florestas para se aquecerem, suas energias estavam se esgotando e as criaturas do gelo estavam eufóricas.
CAP. 13
     Os animais marinhos do planeta K-22 continuavam contando com os eternos tsunamis quando fantasticamente vieram os eternos terremotos que fizeram fossas no fundo dos mares e oceanos sugando a água salgada para seu interior e levando para a morte milhares de animais marinhos, em terra os animais selvagens não sofreram tanto pois a terra não rachou com os eternos terremotos e não matou tantos animais selvagens, matando apenas aqueles que dependiam de grandes montanhas, penhascos e árvores, talvez a guerra nesse planeta seja do próprio planeta K-22 contra os animais marinhos e os animais selvagens, isso criava e aumentava um clima de insatisfação entre os animais do planeta K-22.
CAP. 14
     Os seres holográficos que viajavam pelo universo em busca de      algum local para se projetarem num universo 2D encontraram um planeta anão chamado JH-76 onde começaram a projetar seu universo 2D, aos poucos um novo universo começava a existir novamente, antes ele havia sido banido do universo porque perderam uma guerra e foram punidos e enviados ao vazio do espaço sideral, mas agora parecia que estavam novamente livres e projetaram seu universo 2D, causando uma grande transformação visual e sensorial em todo o universo, mas desta vez não havia ser alienígena algum contrário a essa projeção 2D, os planetas ficaram 2D e os seres vivos também, mas havia a realidade factual, agora eram duas realidades, a normal e a 2D, tudo ficou diferente e atravessado. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 15               
     E num outro plano os seres celestiais oravam e vigiavam as criaturas do universo que eram tentadas pelos seres demoníacos que tentavam levá-las para os infernos, para Satanás, mas Deus sempre era o mais poderoso e com seu poder superava as adversidades provocadas por Satanás, Deus ajudava tanto na Criação quanto na Revelação, era Providência Divina que derrotava os inimigos, os seres celestiais faziam uma grande festa no outro plano, pois Deus os amava.
CAP. 16
     Conforme a confusão aumentava em Nibiru os hominídeos tentavam se libertar dos telepaths que os escravizavam torturando-os, forçando-os ao trabalho forçado, então alguns hominídeos resolveram atear fogo nas pirâmides que eles eram obrigados a construir, os telepaths se enfureceram e começaram a planejar uma penalização massiva violenta, como por exemplo, decapitar os hominídeos transgressores, começou uma grande guerra sangrenta onde os hominídeos escravos saíram vencedores dessa vez e os telepaths que sobreviveram tiveram que fugir para bem longe se refugiando para se salvarem, agora Nibiru era dos hominídeos?! Essa era a Jornada nos Mundos!
CAP. 17
     Os seres de luz e os nórdicos no Sol em meio as suas lutas batalhas, perdas e ganhos, começaram a cultivar símbolos de fogo e de luz, os seres de luz cultivavam símbolos de luminosidade e claridade e os nórdicos cultivavam símbolos de calor e de destruição, os símbolos ajudaram os seres de luz a se organizarem socialmente e a se reproduzirem com seus ritos e discursos, com seus mitos, e os nórdicos ganharam novas armas para atacar os seres de luz com fogo e destruição, mas sua ambição ia mais longe, era atear fogo no Universo. A sociedade dos nórdicos se reorganizou e começou a fazer ritos com danças mágicas de guerra e de loucura, era tudo uma questão de tempo... essa era a Jornada nos Mundos!
CAP. 18
     Enquanto isso no planeta anão JH-76 os seres holográficos expandiam seus territórios se adaptando ao planeta anão JH-76. Primeiro vislumbraram as condições de vida e de adaptação, depois de sobrevivência e de saúde, de alimentação, de agricultura e de água, de animais alienígenas hostis, de perigos geográficos e nos territórios holográficos. Passado este período de reconhecimento para sua espécie holográfica se instalaram definitivamente no planeta anão JH-76 e começaram a estudar as estrelas e os planetas com sua astronomia holográfica visando desenvolver seu novo mundo holográfico 2D.
CAP. 19
     Os seres humanos no planeta Terra lutavam por causa de Ideias e Teorias Psicológicas, era a Era das Ideologias sobre a Vida e a Ordem Política Mundial, todo mundo queria fazer pior que uma ao outro, uns gritavam que nem sempre se pode ser Deus e outros que a culpa era de Deus, mas culpar a Deus é culpar a Criação, é não aceitar a própria vida e o preço que ela própria nos cobra! A Era das Ideologias marcava a história da humanidade com suas divisões culturais e linguísticas, normativas e de satisfação, nada disso diminuía o drama da humanidade que se dividia em dois mundos, um a favor e o outro contra determinadas Ideologias, essa Era criou um mecanismo de controle que foi além do já conhecido na Terra, submetendo a todos ao abuso e a exploração sexual, a telepatia e a violência, tudo porque estavam divididos em seus problemas internacionais. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 20
     E no planeta anão JH-76 os seres holográficos dominavam seu meio ambiente com suas projeções holográficas, com suas cidades holográficas, meios de transportes holográficos, água e alimentação holográfica, agora pensavam em explorar suas luas, eram 3 luas próximas ao planeta anão JH-76, mas tinham medo de se expor e de serem punidos com outra perseguição e uma nova guerra onde poderiam ser banidos novamente do sistema planetário, os seres holográficos maquinavam intensamente como poderiam viver e da melhor forma possível sem serem percebidos no sistema planetário. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 21
     Voltando ao planeta Terra e a Era das Ideologias... houve uma Grande Guerra das Palavras em todo o mundo, onde os analfabetos e os mais pobres e carentes foram ¨esmagados¨ ou reduzidos a condição de escravos sexuais e de Ideologias dos alfabetizados e poderosos, ricos e empresários, essa Grande Guerra destruiu a classe social mais pobre alienando-a e até mesmo exterminando-a, acabando com ela em muitos territórios do mundo sob justificativas de que eram criminosos, imorais, arruaceiros, que na trabalhavam e nem estudavam o suficiente, ou seja, que não produziam o que o mundo exigia, mas o que o mundo deveria exigir em primeiro lugar era o amor de uns pelos outros, a convivência, a fraternidade, a misericórdia e a acolhida universal, o mundo não exigia mais o amor no planeta Terra, pois nunca amou coisa alguma, os seres humanos eram abusadores, exploradores e traficantes em sua gênese e não amorosos, por isso não exigiam o amor! Por não exigirem o amor a Grande Guerra destruiu a classe social mais pobre como que num grande genocídio!
CAP. 22
     Ainda no planeta Terra, mas agora no mundo inferior, das cavernas, os insetóides continuavam devorando os seres humanos que haviam caído em suas crateras, devido as explosões, eles, os insetóides ficavam cada vez mais agressivos e violentos, com sangue na boca e a fim de invadir o mundo superior dos seres humanos que resistiam, em parte, aos problemas, mas com a Grande Guerra das Palavras, na Era das Ideologias, uma Era que não afetava diretamente o comportamento dos insetóides que também se dividiam em classes sociais e de trabalhadores, assim, alguns eram militares, outros, profissionais da saúde, da ciência, da educação, da política, da comunicação, dos serviços gerais, etc., a vida dos insetóides era regida segundo outros fenômenos como a luz, pois eles viviam se esquivando da luz em suas cavernas e mundos subterrâneos, já os seres humanos eram regidos por fenômenos como a libido, a comunhão e o exercício da força ou os processos sociais, o planeta Terra era muito abundantemente rico em fenômenos da vida, com espaço para as criaturas da Terra e do espaço, como uma grande casa que abriga diferentes raças e religiões, um celeiro natural do Universo. Essa era a Jornada nos Mundos.
CAP. 23
     No planeta YI-45 os répteis gigantes, agora em maioria nas florestas, resolveram se concentrar na história de sua espécie, no que já havia acontecido com ela, naqueles que já haviam lutado e morrido por eles ou terem sido castigados e mortos injustamente por causa deles como mártires de suas espécies..., foi assim que eles se dividiram em diversos grupos para diferentes atividades, como pesquisar, coletar dados, coletar vestígios e fósseis, investigar cientificamente, criar novas teorias e novos conhecimentos, mudar a realidade ou contextualizá-la. Cada réptil ficou com um grupo que recebeu uma ordem e uma atividade, e foi assim que os répteis gigantes mudaram sua realidade no planeta YI-45, já as criaturas do gelo se fecharam ainda mais e hibernaram por vários ciclos planetários.
CAP. 24
     Os hominídeos no planeta Nibiru onde venceram os telepaths que tentaram escravizá-los mas foram derrotados pela revolta dos hominídeos, estes fugiram das florestas para as savanas e começaram a sofrer mutações morfológicas, fisiológicas e comportamentais, devido a funcionalidade e ao contexto, devido ao meio ambiente ao qual se relacionavam agora, a maioria dos hominídeos tinha a aparência de primatas mas com a hominização começaram a mudar, começaram a mudar a forma de caminhar, de comer, de falar, de se proteger, de se alimentar, de se procriar, de cuidar de sua família, de lutar e de caçar, de coletar, começaram a perder pelos e a ganharem tamanho, seu mundo começou a ficar inteligente e simbólico, com rituais como quando tinham que encarar a morte e o luto e até o cortejo e o acasalamento, tudo foi mudando e ficando mais complexo, a sociedade foi mudando, surgiram figuras de poder simbólico como o ¨mediador¨ ou o ¨sacerdote¨, a ¨deusa mãe¨, o ¨deus Sol¨, o ¨eixo do mundo¨, etc., os hominídeos entraram num processo de hominização, surgiram novas espécies de hominídeos, algumas sucumbiram, outras venceram as adversidades e resistiram, a verdade é que os hominídeos eram criaturas fascinantes, as únicas capazes naquele planeta de desenvolverem a inteligência e a afetividade, havia uma centena ou mesmo milhares de outras espécies de formas de vida que viviam nas savanas mas não se desenvolviam e não se desenvolveram como se desenvolveram os hominídeos, era como se fosse um privilégio da realidade, que a evolução não dá as mesmas ferramentas para todas as espécies, como a inteligência, a cognição, a linguagem, a afetividade, a socialização, a família, o trabalho, a educação, a religião, a justiça, etc.. Ou seja, a evolução não tem como oferecer as mesmas ferramentas ou comportamentos para todas as espécies, ela depende da história do organismo bio-psico-social, filosófico e até espiritual, para que ofereça suas ferramentas e assim o indivíduo possa usufruir delas através da entropia e da neguentropia.
     Já os telepaths se esforçavam para reerguer suas pirâmides que foram destruídas pelos hominídeos.
CAP. 25
CAP. ??
     Deus apareceu nos Céus em todos os lugares ao mesmo tempo através do Seu Poder de Se Fazer Presente através da Criação na Criação onde quer que seja, e disse ¨a minha Presença é a resposta para a falta de respostas que vocês encontram em suas razões sobre Deus, a vida, o universo e a Criação, é através dela que vocês encontrarão a saída dos labirintos de suas mentes especulativas. Deus é a Verdade e a Verdade é o Verbo, esta é a resposta! Não existe especulação quando abordamos a Verdade! Portanto, não existe especulação quando abordamos Deus!¨ Para Deus tudo é possível!
CAP. ?
     E assim falou Jesus Cristo: ¨são tantos os mundos e tantas as formas de violência mas o amor é um só, sempre será um só, sempre será o mesmo, e a solução para essas guerras, lutas e conflitos ou horrores que só causam mortes e sofrimento, o amor vem de dentro para mostrar o que nos diz de bom, que o Universo é bom, é fonte e pode ser fonte de amor e não de guerras!¨
CAP. FINAL
     E no final desta Jornada nos Mundos ficou para sempre no cosmos para todos os mundos por onde Jesus Cristo passou e deixou sua mensagem evangelizando e pacificando com amor cada planeta e cada espécie de vida inteligente e até aquelas menos privilegiadas, mas que até então lutavam entre si cruelmente tentando ser uma superior a outra, um sinal em forma de Cruz Luminosa, a mensagem de amor as fizeram compreenderem melhor a vida e as relações da vida e entre as formas de vida no planeta e no universo, elas entenderam com Jesus Cristo que o amor é o melhor caminho e que sua Cruz era a prova desse amor.
     A Jornada nos Mundos tinha uma finalidade: mostrar epistemologicamente o universo e sua espiritualidade, fruto do Criador, ou seja, o poder do Pai Celestial.


Osny Mattanó Júnior
Londrina, 24 de junho de 2017.


Biografia:
Professor e Pesquisador em Psicologia, Compositor, Cantor e Multi-instrumentista.
Número de vezes que este texto foi lido: 218


Outros títulos do mesmo autor

Monografias A Pulsão Auditiva Não Existe?! Osny Mattanó Júnior
Contos A Voz Materna de Nossa Senhora Osny Mattanó Júnior
Ensaios Hidratação Osny Mattanó Júnior
Ensaios Novos Modelos Administrativos Osny Mattanó Júnior
Juvenil Pessoa X Osny Mattanó Júnior
Juvenil 3 Netinhos e uma Família Osny Mattanó Júnior
Juvenil A Jornada nos Mundos Osny Mattanó Júnior
Artigos Alfabetização Musicalizada Osny Mattanó Júnior


Publicações de número 1 até 8 de um total de 8.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
Amei! Que droga! - Fabiano Vaz de Mello 207862 Visitas
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 182195 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 143376 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 143229 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 127853 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 66917 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 61473 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 57088 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 56886 Visitas
Entenda de uma vez por todas o Hino Nacional - Fabbio Cortez 56734 Visitas

Páginas: Próxima Última