Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Bastidores do Brasil
Rafael da Silva Claro



É óbvio que a primeira impressão que dá é que o desenho é apenas mais uma cópia de South Park. Mas a criação do policial Ricardo Cruz tem um resultado, ao contrário da primeira impressão, bem original.

O canal de desenhos animados se chama Bastidores do Brasil. Feitos num celular, os desenhos não são muito animados na movimentação, mas sim no roteiro, que, além de divertido, é criativo, informativo e parece reproduzir exatamente o que é conversado nos bastidores de Brasília.

Os episódios traduzem tão bem o que mais está “bombando” na política brasileira, que a impressão que fica é que o jornal é dispensável para se inteirar, pelo menos naquele assunto abordado. Além disso, o acesso à internet, o crescente interesse por política, o descrédito na velha imprensa, a coragem dessa molecada para contestar e a facilidade para criar conteúdo origina não vão deixar os políticos agirem nas sombras. Nunca mais.

A estratégia de Antonio Gramsci deu muito certo, o pensamento esquerdista invadiu as escolas, a academia, as redações, a arte, a cultura etc. Enquanto isso, o que sempre foi considerado “de direita” ficou estigmatizado, de modo que era ruim dizer-se como “de direita”. O discurso socialista se tornou tão natural que ficou comum a pessoa adotar esse discurso sem ser socialista.

Hoje, várias pessoas, incólumes à doutrinação e dotadas de coragem, se dizem “de direita” (conservador e liberal) sem medo de ser canceladas; dependendo da área de atuação, são perseguidas e ficam sem trabalho.

Ė justamente com coragem que surge uma turma criativa produzindo na área editorial, cultural e jornalística, sem as amarras ideológicas e o medo da perseguição que tolhem a criatividade. Diferente do indivíduo que age impulsionado pela doutrinação ou com a preocupação de agradar um grupinho, sinalizar virtude ou “pagar pedágio ideológico”.

Essa produção editorial, associada à nova direita, atende a uma demanda reprimida. Essa demanda é justamente o brasileiro que era “calado” pela vergonha de assumir a carga do que era ser considerado “de direita” e aquele que sofreu a doutrinação. Detalhe: o brasileiro é majoritariamente conservador.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 50557


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios L’etat c’est moi Rafael da Silva Claro
Ensaios Lula e Alckmin — Teatro das Tesouras Rafael da Silva Claro
Crônicas O Quadro Rafael da Silva Claro
Resenhas Doutor Castor Rafael da Silva Claro
Ensaios “Você me ajuda, eu te ajudo” Rafael da Silva Claro
Crônicas Instituto Médico (nada) Legal * Rafael da Silva Claro
Ensaios O Blogueiro Bolsonarista e o Empastelamento Rafael da Silva Claro
Ensaios Bastidores do Brasil Rafael da Silva Claro
Crônicas Guarabyra vai às compras * Rafael da Silva Claro
Ensaios Pizza em Nova York Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 166.


escrita@komedi.com.br © 2022
 
  Textos mais lidos
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 56663 Visitas
Ano Novo com energias renovadas - Isnar Amaral 56292 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 56114 Visitas
NÃO FIQUE - Gabriel Groke 55011 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 54951 Visitas
saudades de chorar - Rônaldy Lemos 54889 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 54559 Visitas
Coisas - Rogério Freitas 54357 Visitas
1 centavo - Roni Fernandes 54071 Visitas
Amores! - 53376 Visitas

Páginas: Próxima Última