Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Um novo começo
Daniel Alvarenga

Resumo:
Como entender as tristezas da vida , como entender o fim ....

’’ Queria ser um louco para viver na sua loucura e da insanidade confundir Freud , ter lembranças suas que a lógica na explica e viver com você o que ainda não foi pensado ’’ , é eu ainda penso nela , todos os dias , sabe a gente tinha um laço , conversas que durante anos foram diárias mas como a vida apresenta uma capacidade extraordinária para nos entristecer , ela se afastou e num deslize, num detalhe a circunstância mudou as conversas passaram a ser semanais , quinzenais , mensais e você já pressupõe o resto , bem ela encontrou outro ,isso é o amor uma competição por atenção e vínculo, inspirado por expectativas . Meus caros , a felicidade é uma equivalência entre a expectativa e a realidade , você tem que ter mente que nossas expectativas mudam , o tempo todo , um namoro ,um casamento , um instante de risos enfim ,e que não importa a dor ,o fracasso ou a tristeza infelizmente a realidade continuará a mesma .Não nego é difícil lidar , eu ainda tento entender , mais vejo que nem mesmo a minha razão encontrará uma explicação , sabe somos resultado das nossas escolhas , bem ela escolheu eu entendo mas..., uma vez eu vi num livro que a melhor maneira de esquecer um amor é transformá-lo em literatura , mas sem sombra de dúvida levo a decadência humana de Nietzsche nas minhas opiniões , com sua célebre frase ( o homem criou o ideal para negar o real ) , e vejo que o amor se existir é isso uma idealização daquilo que você via como positivo , porque a vida é uma graça e o destino é uma piada , o tempo passa e a solidão me conforta junto com as xícaras de café tomadas na praça de alimentação do shopping , observando as dores , as tristezas , os risos, os beijos , os abraços , as brigas e cada vez ao olhar as expressões humanas eu entendo que não adianta olhar a vida de uma mesa com um café do lado eu tenho que vivê-la , as lembranças me corroem junto com a ruína existencial mas o fim é apenas um novo começo e as memórias que levo são experiências que suavizarão as dores , e que as vezes para acabar com a solidão basta se levantar da mesa, dispensar o café e encarar as expressões humanas que mundo nos oferece.


Biografia:
Um vivenciador das peculiaridades da vida .

Este texto é administrado por: Lenid Ansel
Número de vezes que este texto foi lido: 456


Outros títulos do mesmo autor

Discursos A dívida Daniel Alvarenga
Discursos Um novo começo Daniel Alvarenga
Discursos A MORTE EXISTENCIAL Daniel Alvarenga
Discursos Amor existe? Daniel Alvarenga


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185366 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 163207 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 162227 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130497 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 117621 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 79905 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69682 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 64511 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 60078 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55572 Visitas

Páginas: Próxima Última