Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Meu Demônio Particular - Parte I
Matheus R Botelho

Conversas ao redor da mesa com amigos próximos são as melhores possíveis. Cada um tem um caso para contar, seja ele cômico, romântico, fantasioso ou aterrorizante, buscando a aprovação dos ouvintes que o cercam ou a admiração. Poderia eu recitar aqui dezenas, ou centenas de histórias que ouvi sentado àquela mesa; histórias bonitas e feias, tristes e felizes . Mas nenhuma delas me marcou tanto como o "caso do corpo ressecado".
          Contou-nos um amigo próximo, e em seus olhos se notava o medo, afirmando sua fidelidade, sobre os terrores que estava passando.
    - "Onde moro está assombrado, e isso eu juro por tudo o que é mais sagrado!" Afirmava.

          Tudo começou, de acordo com ele, quando aquela mulher se mudou para lá. Eram condôminos felizes, estavam sempre de acordo e não tinham problemas, tudo corria bem. Quando a mulher chegou com sua mudança, todos a receberam de forma gentil e alegre, a fim de realçar a visível amizade que ali havia. Mas ela ( ele a descreveu como uma mulher de meia idade, cabelos longos, bonita, mas com olhos extremamente infelizes ) ficou impassível diante do gesto, apenas agradecendo de forma fria e distante. Os boatos não tardaram a vir, e nas semanas subsequentes, todos tinham sua teoria a respeito daquele assunto, mas como ninguém se prontificava a ir falar com ela, não se sabia até onde era verdade todas aquelas teorias.
            Cansada de esperar, Dona Margaret, uma matrona com uns prováveis 80 anos (ela não revelava nem sob tortura), resolveu dar a "cara a tapa" e foi bater na porta da mulher para "prosear". Ela, extremamente infeliz, parecia, de início, nem saber que a idosa estava à sua frente, desvencilhando-se de todas investidas da curiosa dona Margaret. Mas o ditado é correto e diz "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura", e assim foi; a mulher foi se abrindo aos poucos, revelando cada vez mais sua vida à incansável anciã. Logo, o porquê de tanta infelicidade apareceu: ela, antes casada e com um filho pequeno, viu sua vida se desmoronar por completo após um fatídico acidente que matou ambos. Largou o emprego, afastou -se da família e se entregou a dor. Vendeu tudo o que tinha e foi embora da cidade onde tudo ocorrera, não suportando conviver com o fato cruel. "Não pude dar o último adeus" repetia à velha, com lágrimas visíveis em seus olhos, "daria qualquer coisa para vê-los numa última vez ".

            Dizem que, quando você deseja muito algo, Deus pode ouvir e realizar, se assim lhe aprouver. Mas não dizem que Satã, o pai da maldade, também escuta os homens. Qual foi a nossa surpresa, ao ouvir de seu apartamento, algum tempo depois, risadas de alegria e júbilo.
- Ninguém entendia mais nada, achávamos que ela estava louca - dispara meu amigo.

Foi quando viram pela primeira vez a criança. Não era uma criança comum; possuía, ao invés da amável pureza das crianças, um olhar diabólico e desconcertante, encarando-os com um sorriso maldoso. Seus pés eram tortos e ela andava como um bebê que aprende seus primeiros passos.


Número de vezes que este texto foi lido: 57


Outros títulos do mesmo autor

Contos Meu Demônio Particular - Parte III Matheus R Botelho
Contos Meu Demônio Particular - Parte II Matheus R Botelho
Contos Meu Demônio Particular - Parte I Matheus R Botelho
Biografias A coisa mais importante Matheus R Botelho
Poesias Triunfo Matheus R Botelho
Poesias O BARCO Matheus R Botelho


Publicações de número 1 até 6 de um total de 6.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 68619 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 55731 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 44444 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 44155 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43779 Visitas
IHV (IAHU) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43504 Visitas
Amor e Perdão - Amilton Maciel Monteiro 42224 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 41389 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 41360 Visitas
Amores! - 39908 Visitas

Páginas: Próxima Última