Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
NOSSOS SONHOS 4 IND 18 ANOS
DE PAULO FOG
ricardo fogaça

Resumo:
BOM

Natália aproveita sua viagem ao máximo porém como tudo nesta vida tem seu inicio e seu fim, ela se despede das Bahamas e segue em jato para Nova Iorque de onde pega um outro jato para o Brasil.
    - Quando ela chega?
    - Acho que nesta madrugada.
    - Quem vai busca-la, nós?
    - Sim, ela me pediu, por favor Irineu.
    - Com certeza que não, tenho certo que você insistiu para irmos, é sempre assim amor.
    - Nossa amor, ela é minha mãe, sua sogra, temos que nos dar bem , vocês tem que se entenderem.
    - Tá, tudo bem, vou levar aquele celular que tem mais musicas, só assim não fico ouvindo ela e você juntas. Risos.
    - Olha, acho que fundo vocês se amam.
    - Só se for no fundo do mar. Risos.
    Breno também recebe mensagens de Natália e já vai bolando a desculpa para deixar Miguel plantado e ir curtir a volta de sua melhor cliente.
    - O que, você vai me deixa aqui em casa sozinho, de novo, não, sabe não conheço mais morro de vontade de conhecer esse seu amigo que te arruma estes trabalhos, quando ve-lo vou dizer a ele umas verdades, sabe?
    - Fazer o quê, são ossos do oficio.
    - Que oficio Breno, sou eu quem te banca, acorda pra vida garoto, você me pertence, sabe muito bem disso.
    - Não fale desse jeito sabe que eu não gosto.
    - Quem tem de gostar ou não aqui sou eu, não você.
    - Me desculpe.
    - Onde ficam minhas regalias com o meu max bofe, hein onde ficam?
    - Por favor entenda, só que hoje eu não posso, vou ficar fora a noite toda e só retorno amanhã pela manhã.
    - Tá, faça o que quiser é sempre assim mesmo.
    - Me perdoe.
    - Esta com pressa?
    - Tenho que estar no local daqui uma hora.
    - Tem tempo.
    - Não, sabe muito bem que gosto de estar bem arrumado, limpo e cheiroso em meu trabalho.
    - Não sei pra quê, afinal vai ser o quê lá, daminho de honra, esta é querendo ser o centro das atenções das mulheres, isso sim.
    - Ja vamos começar de novo.
    - Vai se arrume, perdi o interesse em você.
    - Não diz assim.
    - Vai logo. Breno se aproxima de Miguel lhe beijando o rosto, Miguel tenta agora um beijo na boca, sem sucesso.
    Irineu e Fernanda terminam de se arrumar e saem para o aeroporto, ele dirige o carro enquanto Fernanda fica a atualizar suas redes sociais.
    Após uns 40 minutos eles chegam no aeroporto, Fernanda cobra do amrido um cafe expresso da lanchonete dali, o homem paga sob protestos devido ser muito mais caro do que em outra lanchonete fora do aeroporto.
    - Sabe que eu te amo?
    - Sei, sei muito bem, também sei que adora luxo.
    Natália chega por perto das 2 da manhã, ali no saguão ela faz a festa com a filha, sempre demosntrando seu amargor para com o genro, momentos depois na estrada eles seguem para a casa de Fernanda.
    - O quê?
    - Vai, fique com a bagagem, depois eu peço que venham buscar, agora vou me divertir um pouco.
    - Como assim mãe?
    - Sabe, tenho que alimentar meu ego, olhe só meu garoto ali naquele carro.
    - Não acredito nisso, ainda esta nestes esquemas, mãe?
    - Tchau.
    - Mãe.
    - Vai cuidar do seu love que eu vou cuidar do meu menino da noite.
    Natália sai e entra no carro de Breno, que seguem para um motel em beijos e caricias, sendo que alguns foram assistidos por Fernanda antes que eles fossem embora.
    No motel, Natália recebe as boas vindas dignas de seu gosto, com direito a um strip e o corpo de Breno sendo regado a champa, a língua do cara passeia pelo corpo dela fazendo-a gritar alucinadamente.
    Na banheira, eles fazem a festa mais gostosa, até que o rapaz finaliza na cama, Natália se joga ao lado dele, cansados, dormem até o meio dia.
    Miguel já fora até o seu estúdio e comprara os alimentos para o preparo das refeições por 4 dias, Breno entra no apartamento, ressaquiado vai para o refrigerador, bebe e joga água gelada por cima da cabeça.
    - Pelo jeito a noitada foi das melhores?
    - Bom dia.
    - Que bom dia, boa tarde.
    - Ai tô morrendo de dor de cabeça.
    - Volta lá para a sua orgia.
    - Esta louco, estive trabalhando em pé a noite toda, amor, pare de ser ruim comigo, por favor, me cuide tá.
    - Sei, esta mais para uma festinha daquelas proibidas, você cheira álcool.
    - Trabalhei com bebidas, entende?
    - Não ia ser o hostel da festa?
    - Garçom, foi o que sobrou para mim era isso ou ter que voltar de mãos abanando.
    - Por quê?
    - O cara que ia faltar decidiu ir no último tempo, me lasquei.
    - Me passe o numero desse seu amigo vou dizer umas verdades para ele, ah ele vai me ouvir ah vai.
    - Não deixe quieto, por favor, sabe que preciso dessa grana.
    - Tá, tá certo, fizeram dodói em você meu querido, fizeram?
    - Não, vou tomar um banho, só isso, posso?
    - Claro meu love, meu gostoso.
    Breno vai tirando sua roupa e segue para o banho, Miguel vai atrás recolhendo as peças caidas no chão, joga-as no cesto e entra no banho com ele.
    - O que foi Miguel?
    - Agora estas indefeso, vou te atacar.
    - Sério?
    - Agoraaaaa, huhulllllllllll. Miguel ataca Breno ali no chuveiro e eles se beijam enlouquecidamente, o amor acontece ali.
    Natália entra no escritório da filha já pedidndo comprimidos para dores de cabeça e um martini com suco de limão bem forte.
    - Sim senhora.
    Fernanda vem a ela, a secretária fora buscar o pedido de Natália.
    - E ai foi bom?
    - Melhor do que imagina.
    - Nem quero, olhe mãe, por favor se contenha, ontem fizeste um show na nossa frente.
    - E eu com isso sou de maior, vacinada e ainda sou tua mãe, portanto faço o que eu quiser.
    - O Irineu ficou morrendo de vergonha de seus beijos com aquele homem.
    - Por mim, que ele fique como ele quiser, não devo satisfação para aquele entulho, isso que seu marido é.
    - Mãe.
    - Ai cadê meu comprimido, tá dificil, vou ter de ligar na farmácia e pedir que entregue aqui?
    A secretária entra com o pedido de Natália que engole o comprimido e logo derruba goela adentro o martini e o suco de limão juntos.
    - Meu Deus, mãe olhe só como está, ainda esta sob efeito de álcool com certeza, deixe me cuida-la.
    - Cuide do sonso do seu marido, afinal foi o que escolheste, agora fique em cuido com ele e me deixe viver, por favor, querida.
    - Me desculpe.


                                      08052020...........






                    Tânia termina o café, Yolanda se prepara para o trabalho quando seu celular toca, ela atende passando o aparelho para a irmã.
    - É para você.
    - Para mim?
    - Sim.
    - Quem é?
    - De uma empresa eu acho.
    - Vou ver.
    Tânia atende.
    - Oi.
    - Tânia?
    - Sim.
    - Pode estar aqui no shopping ás 2 para uma entrevista com a gente, sou gerente da Botus.
    - Botus?
    - Sim, por que não quer trabalhar com a gente, não gosta da marca?
    - Sim, eu tenho e muito.
    - As duas esta bom?
    - Estarei ai.
    - Obrigado, então a gente vai se ver.
    - Sim, obrigado.
    - Tchau.
    - Tchau.
    Assim que desliga, recebe algumas mensagens, Yolanda lhe devolve o aparelho.
    - O que é isso?
    - Acho, que um tipo de tutorial escrito, tipo como você deve se portar em uma entrevista neste lugar que você vai.
    - Quem me mandaria isso?
    - Com certeza alguém que te quer muito bem, um grande amigo ou amiga.
    - Meline.
    - O quê?
    - Nada, só pensei alto.
    - Bem vou trabalhar, olhe, fique com o meu celular, depois compre um para você.
    - Vou fazer isso.
    - Tchau.
    - Tchau.
    Yolanda sai dando um beijo de longe para i irmã, Tânia fecha a porta, na cozinha o café posto e um envelope de onde ela tira algumas cédulas e um recado.
    " Boa sorte, fique tranquila, vai dar tudo certo, acredite."
    Ela começa a chorar ali e guarda o dinheiro que Yolanda lhe dera.
    Ainda faltam 20 minutos quando Tânia entra no shopping deserto devido ao COVID19.
    - Boa tarde.
    - Boa tarde.
    - Poderia me dizer onde fica o box da Botus?
    - Bem, você deve ser a nova funcionária?
    - Ainda não, vou fazer uma entrevista, quem sabe......
    - Com certeza a vaga ja é sua.
    - Obrigado.
    - Me acompanhe, por favor.
    - Sim.
    Ela acompanha o segurança até o segundo andar onde a deixa frente a porta dupla da loja.
    - Obrigado.
    - Foi um prazer.
    Ela espera ali alguns segundos até que uma mulher morena a recepciona, deixando-a numa cadeira frente a uma grande mesa de vidro.
    - Boa tarde.
    - Boa tarde, sou Tânia e vim.........
    - Tudo bem, já tenho sua ficha, sou Dolores, diretora de vendas, bem, como sabe, nossas lojas estão temporariamente fechadas devido a ordem sanitária mais estamos a toda em vendas por nosso site.
    - Que ótimo.
    - Sim, maravilhoso, agora me fale sobre você em 2 minutos, por favor.
    - Tudo bem, como disse.........   Quinze minutos depois, Tânia já esta tirando as medidas para o seu uniforme, fará vendas no tel, receberá o salário base e todos os beneficios de uma grande empresa.
    Já de posse do seu crachá, recebe alguns livros de vendas para seu treino, a partir do próximo dia estará em treinamento por duas semanas, depois irá para o mágico campo das vendas por site.
    Dolores fica admirada com o esforço e desempenho de Tânia ali, logono terceiro dia fechara uma excelente venda e com oito dias já fizera o minimo estabelecido pela empresa no mês corrente.
    - Nossa, não te perco garota, você é muito boa nisso, parabéns.
    - Obrigado.
    - Só preciso lhe dizer algo, sabe, não aceitamos flertes aqui dentro.
    - Como assim?
    - Olhe, sei algumas coisas sobre você, te aceitamos por que fora bem recomendada, mais prefiro deixar bem claro, gosto do seu jeito de trabalhar, mais não pise na bola, por favor, entendeu?
    - Me desculpe, mais seja lá o que for, preciso que saiba, também fui vitima, sim, preciso e muito desse trabalho e vou me dedicar muito mais, pode confiar.
    - Acredito, mais mesmo assim, não cruze certas linhas aqui, não quero ter de demiti-la.
    - Tudo bem.
    - Certo, volte ao trabalho, quero vendas e sei que consegue.
    - Sim.
    Dolores se afasta deixando Tânia ali a trabalhar, ja sabendo que esta mais do que observada ali por praticamente todos.
    Três meses depois, Tânia já subira de grau sendo vendedora star 3 que a faz ter diversos beneficios a mais, entre eles, um melhor plano de saúde, Yolanda é comtemplada sendo a única irmã e adjunta no plano.
    Igor ainda a procura, sem sucesso, Tânia só tem cabeça e alma para o seu trabalho e seus novos planos, ele por outro lado ainda investe em flores, mensagens, telefonemas, mais nada consegue, agora ele tenta saber o numero dela.
    Após um dia de trabalho em vendas, ela chega em sua casa, cansada, toma banho e ajuda Yolanda no preparo de pães.
    - E então?
    - O quê?
    - Não vai me dizer se esta namorando, agora que sua vida melhorou e muito, precisa de um rapaz nela, entende......
    - Por que Yolanda, você tem alguém em sua companhia?
    - Não e nem quero.
    - Eu também.
    - O que, seremos duas solitárias nesta casa?
    - Bem, vou te dizer, estou vendo um apartamento maior pra gente.
    - Como assim, eu me mudar daqui?
    - Nós vamos, você é minha irmã e me ajudou, vai morar comigo.
    - Não sei se quero me mudar.
    - Pare, você sabe que temos esse direito, um lugar melhor.
    - É, mais moro aqui tanto tempo.
    - Lembra do que o velho dizia, não somos plantas para criarmos raízes tão profundas.
    - Acho que tem razão.

                               10052020..........


Biografia:
amo ler e muito mais escrever, sou assim
Número de vezes que este texto foi lido: 151


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas O NEGRO, SERÁ NOSSA VEZ? ricardo fogaça
Crônicas O SURTO, O SUSTO A VIDA ricardo fogaça
Poesias NOSSOS SONHOS 9 IND 18 ANOS ricardo fogaça
Contos NOSSOS SONHOS 8 IND 17 ANOS ricardo fogaça
Contos NOSSOS SONHOS 7 IND 18 ANOS ricardo fogaça
Crônicas O VÍDEO DO PRESIDENTE ricardo fogaça
Contos NOSSOS SONHOS 6 IND 17 ANOS ricardo fogaça
Crônicas A PANDEMIA SOLTA ricardo fogaça
Crônicas PANDEMIA ENLOUQUECIDA ricardo fogaça
Contos NOSSOS SONHOS 5 IND 18 ANOS ricardo fogaça

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 56.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 65744 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 54853 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43514 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 43151 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 42292 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40618 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 39091 Visitas
Amores! - 37442 Visitas
Desabafo - 36805 Visitas
Faça alguém feliz - 35058 Visitas

Páginas: Próxima Última