Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Livro de Fantasia
Sandro de Menezes Azevedo

Resumo:
Por que somos tão egoístas, tão covardes, incapazes de penetrar na dor alheia, porque acreditamos somente, no que sentimos, e naquilo que consideramos?

Tenho pensado muito no Brasil, pensado ainda mais nos brasileiros. Aliás, tenho pensado muito nas pessoas, nas crianças, nos jovens, nos "combatentes" da terceira idade; Tenho refletido sobre o papel de cada um, diante de cada momento, e de cada circunstância; Tenho reparado no semblante dos que caminham, dos que apenas observam, dos que gritam, e dos que choram...

Às vezes me pergunto, por que somos tão egoístas, tão covardes, incapazes de penetrar na dor alheia, porque acreditamos somente, no que sentimos, e naquilo que consideramos; Tratamos as pessoas como se elas fossem personagens de um "livro de fantasia", onde nada acontece de verdade; Preferimos juntar méritos individuais, à promover mudanças coletivas; Questionamos a verdade nos outros, porque no fundo, sabemos o quanto ainda nos alimentamos de mentiras; Deixamos de viver solidamente, e assim, logo entristecemos, pelo simples fato de concluirmos que a vida não segue, em função dos nossos desejos e caprichos; Já que todos estão errados, quem afinal está certo? Não se ama de coração ferido, não se transforma um tempo, condenando o tempo perdido, não se governa a palavra em silêncio, e não se muda um pensamento, aprisionado sob a mesma ideia.

Precisamos pensar mais nas pessoas, e valorizar menos as coisas; Afinal, tudo o que vivemos é fruto daquilo que realizamos...

Não existe, na sociedade em que vivemos, quem marche sem equívocos, sem medos, sem tormentos, gerando aflições, quando pretendia acertar, e produzindo dor, quando no fundo, apenas intentava promover a paz.

Eu sei que eu preciso pensar em mim, mas também sei, que não posso esquecer dos outros!


Biografia:
Escritor, poeta e existencialista. No transcurso de minha vida, adquiri conceitos e desbravei horizontes diversos, nos caminhos do sentimento, da emoção e da visibilidade...Retrato a minha existência em palavras, frases e versos. Estrofes, parágrafos e Rimas. Sou o que sinto, e represento o que faço, na obra da vida sou criança que aprende e homem que domina; autor, personagem, pensador e palhaço...
Número de vezes que este texto foi lido: 27652


Outros títulos do mesmo autor

Cartas Existência Sandro de Menezes Azevedo
Cartas Livro de Fantasia Sandro de Menezes Azevedo
Cartas Um Raio de Luz Sandro de Menezes Azevedo
Discursos O País da Vergonha Sandro de Menezes Azevedo


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 29092 Visitas
Um céu de estrelas - Angelita Penalva 27858 Visitas
Gratidão a um amor verdadeiro - Paulo Vieira da Silva 27831 Visitas
Vida de perro: el rimbaldiano "caso Udonge" - udonge 27791 Visitas
Amores! - 27791 Visitas
Pra Mim, Fui Eu - Carlos Artur Paulon 27789 Visitas
Desabafo - 27781 Visitas
O Eterno Retorno - Angelita Penalva 27747 Visitas
Sentença poética - Jhonata Antonio 27742 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 27738 Visitas

Páginas: Próxima Última