Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A CORTINA DE FERRO QUE AINDA NOS SEPARA...
SALETI HARTMANN

Resumo:
O mundo evoluiu bastante, em termos de tecnologia, mas está involuindo e até regredindo em termos de ideias, transformando a manifestação das mesmas em atos de violência e insensatez. Há uma verdadeira cortina de ferro separando mentes evoluídas de mentes que teimam em trazer o passado de volta, através de teorias ultrapassadas e nefastas. Precisamos aprender a olhar para o futuro, trazendo para nossas vidas reais atos e ideias que tragam o progresso com paz e oportunidades dignas de vida para todos.

Numa época não muito distante, mais conhecida e vivida pelas pessoas de mais de 50 e 60 anos, o mundo estava dividido em comunistas e capitalistas. O Muro de Berlim e o isolamento obrigatório dos povos russos e da Alemanha Oriental, eram chamados, politicamente, de Cortina de Ferro. Tal era a força das ideias seguidas pelos governos de outrora, forçando nações inteiras a simplesmente estagnarem no tempo, sem evolução em nenhuma área a não ser na científica-militar.

Pessoas de uma mesma família foram separadas, com a construção do Muro, na Alemanha, logo após o término da 2ª Guerra Mundial, e jamais puderam se reencontrar, a não ser quando, finalmente, em 1989, quase 70 anos depois, o Muro foi derrubado por pessoas sedentas de liberdade e revoltadas ao máximo com a situação paupérrima, política e econômica que o mesmo escondia.

Gostaria de fazer um pequeno paralelo entre aquela situação do passado, que pensávamos nunca mais repetir, e a situação atual do nosso país, em questão de ideias que são defendidas até com fanatismo, pelos amantes da ideologia, tanto de direita como de esquerda, produzindo assim, uma verdadeira Cortina de Ferro entre o nosso povo, fazendo com que voltem ódios e antagonismos antigos, que jamais poderiam estar de volta num país que tem a Liberdade de expressão como objetivo principal.

O fanatismo por certas ideologias – tanto de esquerda como de direita – já causou milhares e milhões de mortes ao redor do Planeta. Não é possível que não aprendamos as lições que o passado tem a ensinar, libertando-nos completamente do ódio e do fanatismo que tentam nos governar a todo custo.

Famílias se dividem envolvidas em rancores, amizades são desmanchadas sem perdão, pessoas se isolam ou isolam outras pessoas pelo simples fato de levarem o rótulo “de direita” ou “de esquerda”.

Nosso país acabou de viver mais uma eleição, creio plenamente que em perfeita liberdade, com o livre arbítrio dos eleitores, que escolheram um Presidente à altura dos seus sonhos e esperanças. Como vivemos na Terra e não no Céu, somos todos imperfeitos, e as pessoas que chegam ao Poder são somente humanas, com seus defeitos, sua personalidade e ideologia definidas. Não podemos esperar que sejam deuses ou que agradem igualmente “gregos e troianos”. A maioria que elegeu o novo Presidente é uma maioria que deve e precisa ser respeitada, assim como o próprio que foi eleito, dentro da máxima liberdade possível.

Aprendi, com meus pais, ainda quando era criança, esse respeito e gostaria de transmitir essa lição que nos foi dada de forma tão nobre. Quando era época de eleição, meu pai nos apresentava fotos de todos os candidatos que concorriam à eleição, e nos pedia que escolhêssemos aquele que mais se identificava com nossos sonhos de Brasil. Jamais nos impôs uma escolha, sempre quis que fôssemos livres e responsáveis também na área política.

Quando, enfim, o Presidente escolhido não era aquele que gostávamos, meu pai nos dizia que, mesmo assim, devíamos respeito a este ser humano, que não chegou nesse cargo máximo da Nação por um acaso, mas pela vontade da grande maioria do Povo... e por que não, de Deus! Dessa forma, assistimos e votamos em Presidentes, ora queridos por nós, ora do nosso desagrado, mas sempre lembrando das palavras sábias do nosso pai.

O respeito por quem foi eleito com o voto do povo – mais da metade – significa que concordamos em, acima de todas as nossas ideias contrárias, cooperar em tudo o que for necessário para o Bem do país como um todo, em todas as áreas possíveis, muito mais nos nossos empregos, sejam de grande nível ou apenas de colaboração, onde o serviço bem feito reflete a nossa boa vontade com esse Brasil imenso que é de todos, não de pequenas minorias.

É preciso conhecer o passado, não através de uma ideologia, mas através da História contada de todos os lados, do vencedor e do vencido, para não trazer de volta os ódios e rancores que causam tanto isolamento, tanta separação dentro de uma Nação que diz amar esse país de coração.

Vamos derrubar essa verdadeira Cortina de Ferro que está querendo se estabelecer no Brasil, com a força do senso de irmandade e fraternidade, para que todos possamos melhorar juntos, e assim, nos tornarmos o grande país que já deveríamos ser desde há muito tempo.

Não nos guiemos pelo fanatismo das ideologias, mas pelo sonho de vermos nossos jovens e crianças crescendo em liberdade, com a possibilidade de novas ideias, novas esperanças e de um novo futuro, onde, sim, podemos pensar diferentemente, mas não agir uns contra os outros por causa dessas diferenças tão naturais do ser humano.

Saleti Hartmann
Professora e Poeta
Cândido Godói-RS


Biografia:
Saleti Hartmann nasceu em 28/07/1958 em Cândido Godói-RS, e já na adolescência começou a escrever. De lá para cá tem 8 livros publicados, divulgando suas poesias, crônicas e artigos, que falam sobre a Paz, Educação, e um mundo sem drogas e violência. Tem 59 anos. Solteira. Acredita na Civilização do Amor. Participa de Antologias poéticas em várias regiões do país, tendo recebido prêmios em alguns concursos literários. Saleti é Professora, Pedagoga e Psicopedagoga, além de Poetisa. Ama a leitura, a natureza, música e pessoas sensíveis à fraternidade humana.
Número de vezes que este texto foi lido: 28493


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas ANJOS E ESTRELAS SALETI HARTMANN
Artigos SOBRE O PORTE DE ARMAS SALETI HARTMANN
Artigos A DESTRUIÇÃO DE FIGURAS PÚBLICAS SALETI HARTMANN
Crônicas DA INTENSIDADE DO AMOR SALETI HARTMANN
Crônicas QUANDO A VIDA ENSINA SALETI HARTMANN
Crônicas O MOMENTO É DE AMAR DE VERDADE!!!! SALETI HARTMANN
Crônicas 31 DE MARÇO: SALETI HARTMANN
Artigos BOLSONARO NÃO É UM MARGINAL! SALETI HARTMANN
Artigos MARIA... NOSSA SENHORA... SUPREMO PODER FEMININO... SALETI HARTMANN
Crônicas PARA SER FELIZ: AMOR! SALETI HARTMANN

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 38.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 47136 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 38818 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 31733 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 31235 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31156 Visitas
Amores! - 30800 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30601 Visitas
Desabafo - 30541 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29892 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29884 Visitas

Páginas: Próxima Última