Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Reflexão Sobre Mãe
Minha Mãe
Rodrigo Nascimento

Resumo:
Lembranças finais de minha Mãe.

Reflexão sobre Mãe


                                                           Minha mãe está quase no fim, ainda resiste ao sofrimento da velhice, a perda de suas forças, a sua incapacidade para se alimentar, conversar, se locomover e realizar suas funções...
                                                            Sempre a encontro encostada de frente, debruçada sobre uma revista, sua expressão é de que lê atentamente, porém sinto que somente tenta preencher um espaço, como o de uma fotografia.
                                                             Seus pés estão inchados, suas unhas começam a cair e o principal, seu cheiro começa a enfraquecer, aquele cheirinho gostoso de mãe, como se o espírito quisesse se desprender do corpo.
                                                             Acho que persiste em preencher esse espaço para manter o poder agregador de nossa família, minha família...
                                                             Nós estamos dispersando, perdendo o interesse de mantermos algum contato, estamos nos dissolvendo na vida, procurando relocar esse espaço que estamos perdendo.
                                                             É quase Natal, minha mãe sempre nos dava a ilusão com seu amor que receberíamos o que Papai Noel prometia, a felicidade condensada em presentes...O que você ganhou? Eu ganhei um disso outro daquilo, enfim, coisas que um estrangeiro não entendia muito bem.
                                                             Parece que em pouco tempo vamos ficar efetivamente sem ela, porém mais ainda, vamos encerrar o elo que nos unia e não sabíamos, sua imagem em nós, a imagem de sempre haver um lugar mais aconchegante que o mundo lá fora, um lugar onde podíamos mostrar nossa fraqueza e matar a nossa fome.
                                                             A sensação é que quando aquela casquinha de ovo se for, eu vou sentir o vazio que sinto como na casa de minha tia, sua irmã, onde todos morreram e eu tomo conta sozinho da casa, os móveis, os retratos que parecem ter-se desconectados da memória...
                                                             Em pouco tempo, meus filhos e mais ainda meus netos não vão saber quem foi aquela senhora, com aquele olhar caridoso e forte, em pouco tempo a vida vai somente deixar dentro de nossos corações a sensação de que recebemos o amor e devemos passá-lo à frente, todo aquele exemplo que aquela mulher, aquela mãe deixou em nossos corações.
                                                             Dois meses depois ela nos deixou, e se apossou mais que nunca de nossos corações!






Biografia:
Do autor
Número de vezes que este texto foi lido: 52962


Outros títulos do mesmo autor

Monografias Meu Currículo de Agronomia. Rodrigo Nascimento
Crônicas O café. Rodrigo Nascimento
Romance As coisas. Rodrigo Nascimento
Humor Um sonho delicioso e muito perigoso. Rodrigo Nascimento
Artigos Cai na real Facebook! Rodrigo Nascimento
Humor Uma Caminhada Engraçada. Rodrigo Nascimento
Contos Viajando no Tempo Rodrigo Nascimento
Crônicas Futebol e Política Rodrigo Nascimento
Contos O Bagaço Mais Feliz Do Mundo Rodrigo Nascimento
Roteiros No Palco dos Meus Olhos Rodrigo Nascimento

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 21.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 68971 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 57894 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 56714 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55790 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 55039 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 54936 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54838 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 54812 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 54723 Visitas
O TEMPO QUE MOVE A ALMA - Leonardo de Souza Dutra 54711 Visitas

Páginas: Próxima Última