Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Pretérito mais-que-perfeito
Flora Fernweh

Não basta uma lembrança perfeita, o bom passado é a mais que perfeita recordação. Não se contenta em se trancar na jaula com o cadeado da resistência poética, não espera uma memória desocupada para subir à mente e dela se apoderar com a chave pesada de sua emoção ou de seu remorso. O mais legítimo representante da legião nostálgica, aquele que mergulha no mar sem espumas das horas vagas da noite sem fim e sem começo, não é aquele que remói cada fresta do que foi e que jamais voltará a ser, e que é facilmente identificado por qualquer outro como ele. A verdadeira nostalgia está impregnada pelos ares repentinos de um sonho futuro, o exercício de lembrar se inicia antes do momento que um dia ele migrará para a caverna do eterno ontem. Sim, o verdadeiro homem que se ocupa do passado e vive em função do que ele ensinou, não apenas o transporta de forma involuntária para o presente, que para ele, pode ser o pretérito de uma vida, mas idealiza seu futuro, desafiando a rima do tempo e a métrica de seu limite, personifica o que ainda será e o ornamenta com a perfeição intocada em que um dia se transformará. Eis a grande diferença, o homem comum olha para frente com as lentes da oportunidade de um bem-viver, enquanto que o horizonte do ser nostálgico não se estagna simplesmente no que foi, não se estabiliza, está além de qualquer linha, pois a única certeza que tem diante de um futuro tão inexato, é a de que logo tudo não passará da visão do mundo na perspectiva da serra que o vê de cima, o que resta é construir a história ansiosa do depois de amanhã com a lembrança querida do amanhã que se converterá em ontem. Por que somos tão afoitos em capturar momentos a fim de que se transformem em memória? a resposta é certeira e até rima: porque queremos ser história. Escrever amores, aventuras e batalhas, viver para contá-las, isso move o ser humano, bem sabe ele de suas limitações em se tornar eterno, os registros são a melhor lembrança que o mundo já caduco dispõe, e a melhor maneira de alcançar o posto da imortalidade de suas ideias. O passado ainda é o motor do mundo, e será até o dia em que esperança e lembrança rimarem e se fundirem como amantes. Os homens que se dedicam à história dos povos e dos tremores, devem entender do que falo, há peças vivas no que já foi, que se encaixam no hoje e no agora. Seguir em frente e ignorá-lo seria sinônimo de perda de uma vasta sabedoria remanescente. O futuro está aí, na ponta de um passado inacabado, precisamos de tudo aquilo que está em seu poder, ele é a lembrança pura de um dia que ainda não chegou, e não é, mas que simplesmente, já se foi, como tudo se vai, como tudo que fica.


Biografia:
Sobre minha pessoa, pouco sei, mas posso dizer que sou aquela que na vida anda só, que faz da escrita sua amante, que desvenda as veredas mais profundas do deserto que nela existe, que transborda suas paixões do modo mais feroz, que nunca está em lugar algum, mas que jamais deixará de ser um mistério a ser desvendado pelas ventanias. 
Número de vezes que este texto foi lido: 33821


Outros títulos do mesmo autor

Artigos A escrita é o novo divã Flora Fernweh
Contos Reflexão: ENEM 2020 Flora Fernweh
Haicais Parto Flora Fernweh
Artigos Moradia e acessibilidade Flora Fernweh
Contos Em prol da humanidade Flora Fernweh
Artigos Autoeficácia na gerontologia Flora Fernweh
Contos Efeito tóxico Flora Fernweh
Poesias Desangústia em ói maior Flora Fernweh
Artigos Análise da Marselhesa e da obra A Liberdade guiando o povo Flora Fernweh
Poesias Educação em pregos Flora Fernweh

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 195.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 52125 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 44202 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43848 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 41921 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 41325 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 41142 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 41138 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 41021 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 40763 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 40707 Visitas

Páginas: Próxima Última