Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ao som de cantilenas
Matilde Diesel Borille

Terna saudade do tempo em que me habitava um som de paz
que quando a lua elevava-se igualava-se às vozes de mil anjos,
e a minha criança interior adormecia ao som de cantilenas,
e eu aprendia palavras que apenas se pode dizer em prece.
Magoa-me a saudade, pois naquele tempo eu tinha minha mãe
e na voz aveludada dela, os sussurros de Deus em meus ouvidos;
a primeira oração - versos divinos de minha vida - foi ela quem deu.
E agora não há dela senão uma inefável e velada lembrança,
como a rosa invisível pintada na parede da casa da chuva,
que eternamente em pétalas e espinhos fere minha ternura.
Guardo-as, rosa mãe e rosa flor, no pedaço do céu de dentro
do bolsinho daquele vestido de menina.
Oh, eu nunca mais o tirei,
esperando o meu primeiro infinito chegar propondo um acordo íntimo:
beijar cá dentro, meus desejos de descansos,
e ficar em mim até o fim.
Sim, sim, lindas, minhas lindas,
pra fazer valer ter memória,
eu quero aprender ver no invisível
e até no infinito ver
o amor assaltar minha alma,
ocupar o que ainda vou ser.


Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 410


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Peregrino de coração Matilde Diesel Borille
Poesias Céu lindo Céu Matilde Diesel Borille
Poesias Iluminar-se Matilde Diesel Borille
Poesias Dom de amar Matilde Diesel Borille
Poesias Júbilo Matilde Diesel Borille
Poesias Girassóis na janela Matilde Diesel Borille
Poesias Bons solos Matilde Diesel Borille
Poesias Elos infinitos Matilde Diesel Borille
Poesias Pão para os outros Matilde Diesel Borille
Poesias Ó meu presépio Matilde Diesel Borille

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 64.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 62761 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53954 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 42919 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 40104 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39982 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 37850 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 37032 Visitas
Amores! - 35076 Visitas
Desabafo - 34617 Visitas
Faça alguém feliz - 33024 Visitas

Páginas: Próxima Última