Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Conjuração Lunar - parte 6
Caliel Alves dos Santos

Resumo:
O agente secreto tenta investigar o encontro dos conjuradores, mas sua missão se coloca em grande risco.

O jipe 4x4 atravessou o terreno acidentado rapidamente. Aquela era a fronteira com o lado escuro da Lua. Na infância ele tinha ouvido falar de coisas bizarras sobre a Lua: “que era feita de queijo”, “que havia um cavaleiro a digladiar-se com um dragão eterna-mente” e até “que robôs habitavam aquele pedaço”. Mas no fim os únicos habitantes nativos da Lua eram pedras, bactérias e porque não alguns vírus? Mas agora, trajado numa roupa especial, percebia que a Lua poderia ser muito mais misteriosa e perigosa do que supunha.
    O termolocalizador mostrava que logo atrás do morro a frente estavam reunidos cerca de uma dúzia de pessoas. Ele estacionou o veículo e subiu o monte, tomando uma boa posição do alto. Ele preparou o tripé para eliminar o máximo possível o recuo da arma. Em poucos minutos o rifle de precisão antimaterial, com munição .308 Win e supressor de gases estava montado. A mira telescópica com visão térmica aproximou o atirador dos seus alvos. Tobias lambeu os lábios grossos por trás da viseira do capacete.
    Na sua mira estava Leopold, atrás dele, mais 11 homens fortemente armados. Ao fundo o esqueleto do espaçoporto. Chegando a cena, Franz e seus capangas em um veí-culo lunar. Os VAT não funcionavam fora da cúpula devido à falta de eixos magnéticos polarizados como os da Terra. O magnata desceu com uma maleta na mão.
    Provavelmente deve ser o pagamento, pensou Tobias.
    Ligando o comunicador, ele hackeou a frequência dos conjurados e ouviu a conversa:
    — Pontual como um inglês — disse Leopold.
    — E viril como um alemão — respondeu Franz, ambos eram descendentes de ale-mães.   — Lembre-se do nosso negócio, Luna deve ser sua, o lunádio será nosso.
    — Não se preocupe, temos apoio do Judiciário, do Legislativo e a alta cúpula do Exército é minha, não à toa sou chamado de Grande Líder — disse o líder da conjuração pegando a maleta estendida pelo empresário. — E quanto aquele rato vindo da Terra?
    — Não se preocupe, ele está exatamente onde o queremos.
    Droga! Raciocinou o agente secreto.
    Stump, foi colocado pra dormir com uma coronhada.


Biografia:
Comecou a escrever depois de um concurso em sala de aula. Dois anos depois ele publicou seu primeiro livro.
Número de vezes que este texto foi lido: 28659


Outros títulos do mesmo autor

Resenhas Literatura eletrizante! Caliel Alves dos Santos
Resenhas Eternas aventuras de meninos Caliel Alves dos Santos
Resenhas A nova onda cyberpunk Caliel Alves dos Santos
Resenhas Costurando as lembranças de uma vida Caliel Alves dos Santos
Resenhas Um pequeno livro de grandes coisas Caliel Alves dos Santos
Resenhas O olho que tudo vê Caliel Alves dos Santos
Resenhas A gênese do caos Caliel Alves dos Santos
Artigos Monstro verde à espreita Caliel Alves dos Santos
Releases Uma vida Cyberlife Caliel Alves dos Santos
Releases Entrevista com Erick Alves e Nayara Nunes Caliel Alves dos Santos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 77.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 55128 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 52834 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39179 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 33965 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 33256 Visitas
Amores! - 32616 Visitas
Desabafo - 32252 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31590 Visitas
Faça alguém feliz - 31160 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 31027 Visitas

Páginas: Próxima Última