Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O Andarilho
BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Certo dia,no terminal rodoviário de Belém, estando eu a viajar ao interior.   Deparei-me com um senhor que estava deitado em um dos bancos daquele lugar, uma mochila velha, sob a cabeça, lhe servira de travesseiro.Chegara eu adiantado para a viagem. Resolvi sentar-me ao lado daquele senhor, quando o despertei do sono tranquilo.Conhecendo-o então aquele senhor; nos apresentamos e conversando, descobri que aquele era um andarilho, e passou-me a contar sua longa aventura de estrada que em prosa e versos ei-la de transformar.
_Sou João Malaquias, filho de Zeferina e de seu João Adamastor. Criado no roçado do sertão da Parnaíba, exímio lavrador das brenhas secas do interior, do pacato Nordeste. Pai de Paulo Malaquias e Zeferina Malaquias…que um dia decidiram abandonar o arado, estudar na capital e se tornar doutor, para não mais voltar. Venho da Caatinga nordestina, lugar de homens bons de coração. Minhas mãos tão calejadas, são horas trabalhadas, arando a terra seca para plantar. Lutador e sonhador de pés no chão. Sou João Malaquias sim senhor. . Minha história começa com a perda de minha amada esposa, companheira, namorada, a única lembrança que me acompanha e que me faz pela estrada seguir e andar. Certo dia, já cansado daquela vida de sofredor, resolvi sair, me aventurar por ai.Conhecer novos horizontes, agarrado a esta velha mochila desgastada que me acompanha desde então por esta longa estrada.Peguei algumas economias que tinha e pude trazer, seguindo pela estrada empoeirada, fugindo da melancolia e da seca que matava e se alastrava com cheiro de morte sem parar. Resolvi viajar por este chão de terras brasileiras, país afora, conhecendo lugares e hospedarias. Atarantado do juizo, sem planejar, por longa estrada resolvi caminhar, deixando para trás a calmaria e a saudade daquele lugar .Sou um velho andarilho, aventureiro, conhecedor de vários lugares. Caminhando sob chuva e sob sol, e como destino, cheguei aqui em Belém do Pará.. me encantei com o que tudo o que vi. Do jeitinho paraense, tão diferente do meu nordeste.Das ervas, dos cheiros, senti bem de pertinho todo o aconchego, bem característico do povo de cá . Da maniçoba, tucupi,tacacá, açaí…., pouca coisa eu sabia , mas resolvi deles provar. Encantei-me com a cultura,culinária, com a beleza amazônica, senti que a natureza fora generosa por cá; fazia falta por lá. Muita água em abundância a minha frente, meio matuto, com um olhar diferente , não consegui me controlar. Muita fartura, muito peixe…., vindo lá do nordeste para o norte do Brasil, na capital do Pará, fez este velho João Malaquias, matuto, repensar. A saudade da calmaria que deixei para trás, começou a falar mais alto, fazendo este velho andarilho pra sua terra hoje voltar.Contar tudo o que vi neste grande Pará. O carimbó,festa de aparelhagem,o brega….cultura diversificada……. E o clima de alegria...chuva tem todos os dias.. fazendo este matuto repensar… quem dera meu Deus um dia, meu Nordeste fosse o Pará. E assim, chegara a hora deste andarilho também viajar..




Biografia:
"As obras do artista só têm valor, quando consegue atingir a sensibilidade daqueles que entendem"
Número de vezes que este texto foi lido: 28501


Outros títulos do mesmo autor

Poesias ANDAR BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Crônicas A CHACINA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel INDIAZINHA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias TUDO PASSA, LIA. BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel MINHA PÁSCOA BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Cordel Simplemente “DELEGADO” BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias CHORA BELÉM BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Contos O Andarilho BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias PEQUENAS RIMAS BENEDITO JOSÉ CARDOSO
Poesias MULHER DE VERDADE BENEDITO JOSÉ CARDOSO

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 95.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 38727 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 38343 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30455 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 30083 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29766 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29758 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29730 Visitas
Amores! - 29669 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29551 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29496 Visitas

Páginas: Próxima Última