Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ZAZÁ E ZUZU
Saulo Piva Romero

HOUVE UM TEMPO EM QUE ZAZÁ SÓ QUERIA FICAR CONVERSANDO COM A ZUZU, A SUA CALOPSITA QUE PARECIA SER COMO UMA ESPÉCIE DE SUA MELHOR AMIGA, JÁ QUE ELA TINHA SE MUDADO DE BAIRRO HÁ MUITO POUCO TEMPO E AINDA NÃO TIVERA TEMPO SUFICIENTE PARA FAZER NOVAS AMIZADES PARA COLOCAR AS FOFOCAS EM DIA E CONTAR SEUS SEGREDOS MAIS SECRETOS COMO TODA ADOLESCENTE DE QUINZE ANOS NORMALMENTE FAZ. ENTÃO, CABIA NESSE MOMENTO A ZUZU, A CALOPSITA DE ESTIMAÇÃO DE ZAZÁ FAZER ESSA TAREFA. CERTA VEZ, ZAZÁ E ZUZU SAÍRAM JUNTAS E COMO DE COSTUME, ZUZU SUBIA NA CABEÇA DE ZAZÁ E COMEÇAVA A CANTAROLAR FAZENDO UMA GRITARIA DE DOR OS OUVIDOS E ENTRAR BEM FUNDO DO CÉREBRO DE ZAZÁ. ESSA ATITUDE DA CALOPSITA FAZIA COM QUE ZAZÁ FICASSE IRRITADA E ENVERGONHADA DIANTE DAS PESSOAS QUE PASSAVAM NA RUA. ZAZÁ ESTAVA INDO AO SUPERMERCADO COMPRAR ALGUNS INGREDIENTES QUE A SUA MÃE HAVIA PEDIDO PARA FAZER UM BOLO DE CHOCOLATE PARA COMEREM NO CAFÉ DA TARDE. QUANDO ZAZÁ ESTAVA CHEGANDO NO MERCADO NOTOU QUE DE REPENTE ZUZU, A CALOPSITA ESTABANADA ESTAVA QUIETA DEMAIS PARA O SEU GOSTO. ENTÃO, MAIS QUE DEPRESSA PASSOU A MÃO NA CABEÇA E NÃO SENTIU NADA NA SUA MÃO E A PRIMEIRA REAÇÃO DA GAROTA FOI SENTIR UM ARREPIO NA ESPINHA. ZAZÁ NÃO ESTAVA ACREDITANDO NO QUE ESTAVA ACONTECENDO E LOGO TREMIA FEITO UMA GELÉIA, POIS, ELA SÓ CONSEGUIA PENSAR NO PIOR PORQUE NEM ELA E NEM A CALOPSITA CONHECIA AINDA DIREITO AS RUAS DO BAIRRO. ZAZÁ TOMADA PELA ANGUSTIA E PELO DESESPERO, AFINAL DE CONTAS AQUELA CALOPSITA REPRESENTAVA MUITO PARA ELA. ZUZU ERA O NORTE E O PORTO SEGURO DA GAROTA, POIS, ZAZÁ CONFIDENCIAVA A ZUZU TODOS OS SEUS PROBLEMAS MAIS, SECRETOS QUE ELA NÃO CONTAVA NEM PARA A MÃE E NEM AO PAI. ZAZÁ SENTOU-SE NA CALÇADA E CABISBAIXA COMEÇOU A CHORAR SÓ DE PENSAR QUE A SUA MELHOR AMIGA PODERIA NESSE MOMENTO ESTAR EM APUROS E LOGO, SENTIU –SE CULPADA PELO SUMIÇO DE ZUZU, A CALOPSITA TAGARELA , IRRITANTE E TEIMOSA. ZAZÁ LEMBROU-SE DOS MOMENTOS MAIS MARCANTES VIVIDOS AO LADO DE ZUZU, COMO NO DIA QUE CONFIDENCIOU A ELA O NOME DO GAROTO POR QUE ELA HAVIA SE APAIXONADO E A FOFOQUEIRA ESPALHOU O NOME DELE EM ALTO E BOM SOM COM TODAS AS LETRAS. DEPOIS, DE ALGUNS MINUTOS, ELA LEVANTOU-SE DA CALÇADA ERGUENDO A CABEÇA E SEGUIU CAMINHO COM A CERTEZA DE QUE IRIA ENCONTRAR A SUA CALOPSITA A QUALQUER MOMENTO. ZAZÁ FOI PERGUNTANDO PARA QUEM SE APROXIMASSE DELA SOBRE ZUZU E NINGUÉM VIU A CALOPSTA DESCRITA POR ELA. ENTÃO, ZAZÁ PENSOU E REFLETIU:
- SERÁ QUE ELA VOOU PORQUE NÃO ESTAVA ACOSTUMADA COM TANTA LIBERDADE?
NOSSA! SERÁ QUE ALGUM CARRO A ATROPELOU?
-NÃO, EU PREFIRO PENSAR POSITIVAMENTE!
E PARA NÃO PENSAR MAIS BOBAGENS, ENTROU NO SUPERMERCADO, PEGOU OS INGREDIENTES QUE A SUA MÃE HAVI PEDIDO E LOGO EM SEGIDA SAIU PRA RUA NOVAMENTE A PROCURA DA SUA. NESSE MOMENTO, ZAZÁ ESBARRA NUM MENDIGO QUE ESTAVA USANDO UM PALETÓ TODO ESFARRADO E NOTOU QUE ALGO SE MEXIA NOS BOLSOS DO PALETÓ DO POBRE MENDIGO QUE PRONTAMENTE PEDIU-LHE DESCULPA PELO ESBARRÃO NELA E ZAZÁ CURIOSA COM OSMOVIMENTOS NO BOLSO DELE PERGUNTOU-LHE:
- TIO, O QUE VOCÊ CARREGA NOS SEUS BOLSOS?
ELE ARREGALOU OS SEUS OLHOS NA DIREÇÃO DE ZAZÁ E FOI LOGO DIZENDO:
- GAROTA, EU NÃO ROUBEI NADA! EU SOU HONESTO! SÃO APENAS AVES QUE EU ENCONTRO PERDIDAS POR AI E ELAS ME FAZEM ESQUECER UM POUCO DA MINHA SOLIDÃO.
NISSO, O POBRE HOMEM COLOCA A MÃO NO BOLSO DO PALETÓ SUJO E RASGADO E MOSTRA A ZÁZÁ ALGUNS SABIÁS, PARDAIS E NO MEIO DELES ESTAVA ZUZU PARA A FELICIDADE DE ZAZÁ.
E IMEDIATAMENTE, A GAROTA FICA CUROSA NOVAMENTE.
- TIO, ESSA CALOPSITA É MINHA! COMO ELA FOI PARAR NO SEU BOLSO?
E QUANDO ELE FOI ABRIR A BOCA PARA RESPONDER A PERGUNTA DE ZAZÁ
A CALOPSITA TAGARELA E MEXERIQUEIRA INTERROMPEU O MENDIGO.
- QUANDO, EU PERCEBI QUE VOCÊ IRIA ENTRAR NO MERCADO, TRATEI LOGO DE DAR O FORA, POIS, NÃO GOSTO DE FAZER COMPRAR E AQUELE BARULHINHO DA CAIXA REGISTRADORA IRRITA-ME PROFUNDAMENTE, MINHA QUERIDA ZAZÁ, ENTÃO, EU VI ESSE SIMPÁTICO TIOZINHO CARREGANGO ESSAS FOFURINHAS NO BOLSO DE SEU PALETÓ QUE RESOLVI FAZER UM POUCO DE COMPANHIA A ELE E APROVEITEI PARA CAÇAR ALGUNS ALIMENTOS PARA SACIAR A FOME TANTO DESSES INDEFESOS SABIAZINHOS E PARDALZINHOS COMO DO TIOZINHO QUE NÃO COMIA HÁ VÁRIOS DIAS.
ZAZÁ FICOU COM O QUEIXO CAÍDO COM A LIÇÃO DE AMIZADE, COMPAIXÃO, CARIDADE E DE AMOR AO PRÓXIMO QUE AQUELA PEQUENINA SERVA DE DEUS HAVIA PRATICADO E ENSINADO A ELA NAQUELE DIA ABENÇOADO.
                                                              


Biografia:
Saulo Piva Romero, professor de Língua Portuguesa e Poeta, 46 anos. Nasceu em São Paulo no dia 9 de março de 1972. Começou a escrever poesias aos 18 anos. É formado em Letras pelas Faculdades Associadas do Ipiranga com Licenciatura Plena em Língua Portuguesa, Inglesa e Literatura.Em 2000 publicou seu primeiro livro Vida, amor e esperança.
Número de vezes que este texto foi lido: 27872


Outros títulos do mesmo autor

Contos ÁGUA SOLITÁRIA E OS CURUMINS Saulo Piva Romero
Contos A PONTE QUE NOS LEVA AO CÉU Saulo Piva Romero
Contos O JARDIM DAS BORBOLETAS Saulo Piva Romero
Contos PARABÉNS PRA VOCÊ! Saulo Piva Romero
Contos O HOMENZINHO TORTO Saulo Piva Romero
Contos AO VENCEDOR, AS BATATAS! Saulo Piva Romero
Contos O GIGANTE DA COLINA Saulo Piva Romero
Contos A CURA DE NAAMÃ Saulo Piva Romero
Contos A CADEIRA DE BALANÇO DO VOVÔ Saulo Piva Romero
Contos O PROFESSOR MACHADO Saulo Piva Romero

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 99.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 31293 Visitas
Amores! - 28414 Visitas
Desabafo - 28356 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 28270 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 28194 Visitas
Faça alguém feliz - 28171 Visitas
Vivo com.. - 28103 Visitas
aliens - alfredo jose dias 28063 Visitas
viramundo vai a frança - 28048 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 28047 Visitas

Páginas: Próxima Última