Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O pintor de paredes
jbcampos

O pintor de paredes

Um dia, há várias décadas o amanuense
pensava em ser pintor. Não, não é de parede não;
até porque de parede já o era e naquela espera de pintar
tela, também meditava naquilo que acreditava. Em sua falta
de modéstia meditava em Rafael, Da Vinci, Van Gogh, enfim como
deve ser um poeta sonhador. Numa confortável tarde, num profun-
do relaxamento, após já haver pintado mil telas, ouviu uma meiga
voz: Escreva meu filho, essa é a sua missão, o pintor retrucou,
mas; meu Senhor, “ um quadro fala por mil palavras”, ouviu-
se a tréplica, levanta-te daí vagaroso ser, pois, acabo de
me compadecer de ignóbil ser sem querer me abor-
recer, quando um quadro fala por mil palavras
não se lavra para qualquer ser, esse ser há
de ser quase iluminado, como esse aí ao teu
lado. Ao meu lado? Pensou que fosse o seu cunhado
o qual passava todo empertigado, o cara era meio enjoado.
Ah… Qual era o assunto mesmo? Ah… Sim sobre o cara que
queria   pintar e bordar o sete. Porém, o pintor era teimoso e
manhoso,   passando   a   mão num cinzel    foi quebrar pedras
para disfarçar   a insensatez   da   sua   morbidez como se   bu-
rilasse os céus, porém, naquela virtual   besteira,   sobre   uma
esteira ao esculpir tanta poeira não a resistiu. Mas aquela ben-
dita poeira o fez desistir ao invés, êpa, ou em vez de resistir?
Ah… Só por essa vez, ou por esta vez, agora sou escritor, faça-
me o favor, que se lasque o português, ele que fique lá na sua
padaria todos os dias com seu freguês, somente desta vez.
com o circunflexo e tudo, seu português barrigudo. A medi-
tação foi a sua salvação, foi de lá que veio a
amorável imposição. A musa o tomou pela
mão e o fez escrever ao lado duma tela para sair
daquela megera rejeição e partir para uma nova
era qual não era a sua menor intenção, ou era?
Lembrou-se do seu quadro chamado: Pantera
Negra, enquanto em sua testa formava uma nesga,
quando o pintor acordou, acordou que uma no-
va era chegou, então pintor-poeta pensou, a-
gora vou escrever poesias, tentando sair da
pintura, qual tortura o fez escritor estético
com   teclado cheio de pinceladas enxoval-
hando o monitor de uma dessas máquinas
modernas com tinta azul claro, como di-
ria Pablo Neruda a um Carteiro qualquer
em seu poema raro na intenção de que
dali saísse um salvador Dali
esperando Gala e Pablo Picasso
dentro de tempestuosa Guernica violenta.
Ah… o pintor já estava esquecendo de Victor
Brecheret empurrando uma manada numa praça
da São Paulo da Garoa um “Monumento às Ban-
deiras”. Daí pra frente passou a escrever até que
perdeu o senso tornando-se dependente do vício.
Até o velho negro felino do poeta ficou boquiaberto,
já, meio digitalizado com qualquer editor apropriado.
Aí, meio contrariado o poeta resmungou: Que se dane
a orelha de Van Gogh e foi escrever todos os dias suas
poesias!
Pode?

O vício da arte é um problema muito sério!

MUNDO MÁGICO DAS ARTES.


Biografia:
Aposentado
Número de vezes que este texto foi lido: 46


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O Redentor chorou jbcampos
Poesias O pintor de paredes jbcampos
Poesias Um violino por acaso jbcampos
Poesias versando a morte jbcampos
Poesias trouxa da bola jbcampos
Poesias gosto jbcampos
Poesias anacoreta jbcampos
Poesias mente secreta jbcampos
Poesias Nada jbcampos
Poesias Piscar d'olhos jbcampos

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 831.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 184910 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 160332 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 160068 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130135 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 113392 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 75447 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69359 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 63444 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 59560 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55179 Visitas

Páginas: Próxima Última