Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
É como dor que a flor cresce
Sergio Ricardo Costa




De tanto amar e assim chega
A atrás da porta, mais perto
Dos nossos olhos,
Bem-vinda:
Nas mãos terá o seu mundo
                                      Melhor,
Além do mais puro
                           Odor
Das folhas, bom tempo
A olhar suave e tão frio,
A cada vez que o sol queima,
A cada vez que não morre
A cada instante da vida.

É como flor que a dor volta

Sorrindo hoje tão perto
                            De sóis,
Um mundo mais doce
Em nós,
              Ou corpo mais leve   
                                    No ar,
Até que um homem
Pesado surja aqui
Sobre os seus pés,
Até que não negue
A amigos, era o mal, era
A ação do tempo e quer seja
Moderno ou mesmo bom, quase
Comum, sublime, vem vindo (a)
Manhã

— Tal como flor morta,

E é como flor que a flor volta,
E chega quase às ruas.

                        Fatal
A dor aqui rosna,
Não vale o bom humor cada
Percalço.

Ou sempre à mão, nunca
Certeza, quase à mão coisas
Reais, conhece bem duas
Presenças, ou nas mãos flores
Mais bem provadas que sente,
Pois algo morre aqui, sempre
Bem saiba deva dar prova
De vida e não viver tanto,
Suponha negro, o céu onde
Está entregue,
Ou seus cantos
De terra
Mostram ser feitos
De amor, se escolhe a flor dentro
Das mãos: azul, talvez negra,
Talvez cinzenta flor morta,

É como disse adeus hoje

Ainda. 


Biografia:
-
Número de vezes que este texto foi lido: 464


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Há mais tormentos em ser que em esperar Sergio Ricardo Costa
Poesias No silêncio milenar Sergio Ricardo Costa
Poesias Parceiros pelos pares de pênis Sergio Ricardo Costa
Poesias Restrições em concluir Sergio Ricardo Costa
Poesias Alma, esta coisa suja protegendo os corpos Sergio Ricardo Costa
Poesias Pano, linha, pano... Sergio Ricardo Costa
Poesias Nem sei que o mundo Sergio Ricardo Costa
Poesias A aproximar-se se desfaz Sergio Ricardo Costa
Poesias É como dor que a flor cresce Sergio Ricardo Costa
Poesias A cor do eu acordou em mim Sergio Ricardo Costa

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 208.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 186165 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 167132 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 166914 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 131327 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 118345 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 81779 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 70360 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 66205 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 61158 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 56370 Visitas

Páginas: Próxima Última