Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
CONCHA
Gabriel Groke

Dentro da livraria
Livreiro fui, sou eu
Ali encontrei o aconchego do universo vitalício
Resiliência emerge bruta e sempre suave
Pântano úmido
Concha quente
Lentidão necessária
Gramofone confortante, mas rebelde
Círculo viciado naturalmente, sem querer
Sutil e sempre o mais poderoso
Vício é vício
Entre universo e os sabores
Sabor submerso, o primordial
O topo do inferno na palma do céu.


Biografia:
Ilustrador, designer, músico, letrista, astrólogo.
Número de vezes que este texto foi lido: 128


Outros títulos do mesmo autor

Poesias BAILARINA Gabriel Groke
Poesias CALOR Gabriel Groke
Poesias CÉU Gabriel Groke
Poesias 4 ELEMENTOS Gabriel Groke
Poesias DIMENSÕES Gabriel Groke
Poesias CONCHA Gabriel Groke


Publicações de número 1 até 6 de um total de 6.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 184618 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 159350 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 158206 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 129870 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 106015 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 73856 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69114 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 62929 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 59267 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 54912 Visitas

Páginas: Próxima Última