Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O letreiro luminoso com a xícara azul fumegante
On

Resumo:
#crônica #On_se_aime

O letreiro luminoso com a xícara azul fumegante


Queria terminar este 2017 ressaltando a importância de reservarmos um lugar tranquilo como nosso refúgio diário.
Algumas pessoas conseguem se defender dos estresses e rudezas do dia com meditação, com rezas, com chocolatess.
Eu, na maioria das vezes, preciso de um café com leite quentinho, um pão de queijo, num lugar reservado, com pouca iluminação ...

____

O italianinho atendia a todos com um grande sorriso e me indagou:
_ Boa tarde, o que senhora deseja?

Entrei na lanchonete-cafeteira, por impulso. Não estava com fome, nem sede, mas vi o letreiro luminoso na rua quase escurecida, sentia o vento frio invadir as frestas de meu casaco surrado, e decidi que estava na hora de me dar um descanso.

O dia fora extenuante tanto emocionalmente quanto fisicamente. Acompanhar meu parente amado lutar para se recuperar de um A.V.C. e suas sequelas, a mim, exigia forças muito além das que eu supunha ter.

Eu creio que ele superará esses obstáculos todos, no tempo devido, pois sempre fora grande guerreiro. Todavia, deixou-me aterrorizada a constatação crua de que nosso corpo é tão frágil e a vida pode, a qualquer momento e em qualquer lugar, nos derrubar inertes, desamparados e sem voz.

Absolutamente mais nada será como antes, mesmo que aparentemente haja semelhança. Nem eu, nem ele poderemos e queremos ser o que éramos.

É que todo fato-ato traz consigo duas categorias de consequências: a má e a boa. Uma vez que a consequência má chegou de rompante, sem pedir licença, acabando com nossas antigas e, de certa forma, confortáveis estruturas de vida, a consequência boa é/será a renovação total, desde as infraestruturas.

E tudo está sendo reconstruído em bases mais fortalecidas, com a percepção mais fiel da realidade. Quanto mais sabemos o que somos, mais podemos ser, mais amamos, mais agradecemos, mais lutamos, mais queremos que todos vençam, e mais podemos ser felizes.

___

Saí da cafeteira tão mais leve. O café com leite estava excelente, o pão de queijo delicioso. O italianinho continuava a atender sorrindo.

Aquele letreiro luminoso, definitivamente, não anunciava ilusões.




Biografia:
Nasci quando o dia começou, e tudo me era ensolarado ...
Número de vezes que este texto foi lido: 556


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Único #on On
Poesias O Fio da Poesia #on On
Poesias Arquivo XX On
Poesias Ciclo #on On
Poesias Tão fácil ... On
Cartas Falas #on On
Crônicas O letreiro luminoso com a xícara azul fumegante On
Poesias Parceria On
Poesias Sobre chuveiros On
Poesias Amor, onde está? On

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 15.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185968 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 165784 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 165332 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 131096 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 118159 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 81454 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 70185 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 65784 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 60895 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 56176 Visitas

Páginas: Próxima Última