Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O CÉU DAS ESTAÇÕES
DIRCEU DETROZ

Quando falamos das estações no ano, logo lembramos suas principais características. O calor do verão. O frio do inverno. Flores e perfumes da primavera. O dourado das folhas caindo do outono. Em proporções distintas, todas elas têm seus fãs.

Entretanto, o verão e o inverno possuem outra característica que por diversos motivos poucas pessoas conhecem. Para percebê-la é preciso olhar o céu. Quem olhou para o céu em qualquer noite do último mês levante o dedo. Se você não levantou o dedo, não vou culpá-lo.

Não é só nas metrópoles das selvas de concreto que o céu tem se tornado cada vez mais invisível. Nos pequenos centros urbanos já acontece o mesmo. Se isto não bastasse, a tecnologia faz uma pergunta: Por que vou erguer meus olhos para o céu, se posso mantê-los no celular, no iPhone?

Se não existissem calendários marcando o início as estações, quando a pino duas constelações facilmente reconhecíveis nos diriam que uma nova estação estaria começando. Escorpião no inverno. Órion no verão. Conta a lenda que Órion o caçador, está na sua eterna caçada ao Escorpião. Quando um vem surgindo no céu do leste, o outro vai sumindo o céu do oeste.

O inverno nos dá muitas chances de apreciar um céu estrelado. Além de Escorpião com sua estrela alfa Antares 880 vezes maior que o sol e do Cruzeiro do Sul, as formas leitosas da Via-Láctea são facilmente visíveis. Por quase duas décadas me deliciei com noites assim, quando voltava a pé para casa após às 21 horas.

Só que as noites estreladas de inverno, nem de perto se comparam com as noites estreladas de verão. Uma das minhas poucas tristezas é saber que noites estreladas durante o verão são raras. Pelo menos aqui na Região Norte de Santa Catarina.

Olhar para o céu de verão e encontrar Alnitak, Alnilam e Mintaka, popularmente conhecidas com “Três Marias” é como estar olhando a fivela do cinturão de Órion. Isto sem contar o espetáculo cintilante das estrelas azuis que formam as Plêiades.

Assim como Carl Sagan escreveu em “Cosmos”, eu também gostaria de saber o que nossos ancestrais pensavam, quando ao redor das fogueiras olhavam para o céu tentando entender aquilo, de um jeito que nunca mais poderemos olhar. É fato que evoluímos. O que não significa saber tudo sobre as estrelas.

Eles eram pontinhos no Universo. Nós também somos. Podemos ter uma noção do gigantismo que nos rodeia. As estrelas que formam as Plêiades estão distantes de nós 444 anos-luz. Isto equivale dizer, a luz do cintilar que vemos hoje saiu de lá por volta de 1570. O Brasil acabava de ser descoberto. Perturbador, e ao mesmo tempo fascinante!


Biografia:
Sou catarinense, e tenho 59 anos. Natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Escrevo no jornal há oito anos. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br. Também mantenho um blog com todas as minhas colunas. http://dirzz.blogspot.com.br/ .
Número de vezes que este texto foi lido: 62


Outros títulos do mesmo autor

Poesias UIVOS DIRCEU DETROZ
Crônicas QUANDO A REALIDADE ENGOLE A FICÇÃO DIRCEU DETROZ
Poesias ARMADILHAS DIRCEU DETROZ
Crônicas O QUE VOCÊ FARIA DIRCEU DETROZ
Poesias HIPNÓTICA DIRCEU DETROZ
Crônicas O FILÓSOFO DO RÁDIO DIRCEU DETROZ
Poesias GARGANTA PROFUNDA DIRCEU DETROZ
Crônicas O CÉU DAS ESTAÇÕES DIRCEU DETROZ
Poesias PARÁBOLAS DIRCEU DETROZ
Artigos O MURO DA EVOLUÇÃO DIRCEU DETROZ

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 772.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 182804 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 148882 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 148385 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 128325 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 67382 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 64806 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 58835 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 58663 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 57541 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 53551 Visitas

Páginas: Próxima Última