Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
MARCOS 14
NOVEL GLS DE PAULO FOG
ricardo fog

Resumo:
MELHOR


                             CAPITULO 18



                     Ja faz mais de 3 semanas que Fabiana recebeu alta do hospital, Marcos ficou sabendo através do médico que ela não tinha bebê, porém fora constatado que ela tivera um aborto.
- Você já pode falar sobre isso Fabiana?
- Eu ja tinha dito, estava grávida mais não de ti.
- O que aconteceu?
- Eu perdi.
- E decidiu se entregar as drogas?
- De certa forma, eu sentia que ia perder a Vera.
- Cara muito louco isso também, quer falar sobre ela?
- Eu a conheci numa noite, ela foi acompanhar um primo playboyzinho na boate em que eu trabalhava.
- E?
- Ficamos no quarto nós 3 e ao fim da primeira noite o primo dela se foi deixando 2 noites a mais pagas para a gente.
- Que festa hein.
- Ela nunca vai me perdoar Marcos.
- Se existe realmente amor entre vocês acho que vai sim.
- Bem, ja não importa, também ja não sirvo mais para seus planos.
- Ja deixei de lado aquele plano.
- Então por que me quis por perto?
- Sabe me sinto bem contigo, como amigo.
- Amizade?
- Sim, por que não podemos sermos amigos?
- De qualquer forma acabou, vou ligar para um tio e ir embora.
- Tem certeza?
- Sim, não ha mais nada para mim aqui.
- Te desejo sorte.
- Obrigado. Marcos tira do bolso uma certa quantia e entrega para ela.
- Para que isto, ao fim eu é que te devo.
- Nada fique com isso, por sermos amigos.
- Obrigado.
- Juizo hein.
Fabiana abraça Marcos depois vai para o quarto e minutos depois sai deste com sua bolsa de viagem.
- Obrigado de novo.
- Que nada.
Na rodoviária ela compra a sua passagem para Bauru e fica no aguardo do ônibus, após uns 40 minutos este para plataforma 5, Fabiana entrega seu bilhete ao motorista, o auxiliar de embarque da empresa a ajuda colocando a bolsa grande no maleiro externo e ela com uma bolsa pequena a tiracolo se prepara para entrar no ônibus.
- Fabiana.
Ela olha para trás, ali no embarque mais antes da grade, Marcos, Bruno, Gustavo, André e Vera.
- Meu Deus o que vieram fazer?
- Dizer um tchau, um até breve pode ser?
- Bruno eu tenho de ser a ultima pessoa que você quer ver na frente.
- Deixa disso, sua boba.
- Me perdoa vai.
- Ja esta tudo certo.
- Obrigado. Todos se despedem e Vera ali frente a ela.
- Vá com Deus, estarei te esperando.
- Não guarde mágoas Vera, por favor.
- Eu gosto de ti.
- E eu te amo muito.
- Tchau.
- Tchau.
Fabiana entra no ônibus e assim deixa para trás Presidente Prudente.
- Acha que ela volta?
- Não, ela sabe muito bem que não, o tempo dela aqui neste lugar se foi.
- Tem certeza que não quer ir junto Vera?
- Não precisa se preocupar Bruno, tivemos um bom romance que teve um fim de certo modo verdadeiro.
- Nossa não te entendo mais você ficou profunda hein, amiga.
Vera abraça Bruno e Marcos, André ali com eles e Gustavo sempre no watz pelo celular.
- Agora tenho grandes amigos, não é?
- Com toda certeza.
- Amo vocês.
- Nós que te amamos.
Eles saem dali todos em papos e risadas, mais Vera ainda guarda um certo sentimento misturado a ressentimento por Fabiana.
Param em um bar onde bebem algumas cervejas com excessão de Gustavo que fica no refri, depois partem para outro local onde há karaokê e eles cantam muito, no final cada um para sua casa e Vera segue com Bruno e Gustavo ja que ficará por alguns dias na companhia deles.
- Tchau.
- Tchau.
Marcos chega em seu prédio e o porteiro lhe diz que um alguém o espera na sala comum.
- Obrigado.
- Nada.
Ele segue para esta e vê ali sentado de costas um homem.
- O sr quer falar comigo?
- Finalmente criei coragem e vim te ver meu amor.
- Gilberto?
- Sim.
Após uma xícara de chá, bolachas, Marcos ali na banqueta olhando para o seu ex a degustar daquilo em sua cozinha.
- Quando chegou?
- Hoje.
- Por quê?
- Saudades.
- Fala sério.
- Preciso de motivos para ver meu homem?
- Ex.
- Nunca houve ex, Marcos sabe que eu te amo.
- Não, realmente não, eu não sei.
- Pois vou lhe mostrar. Gilberto vai até ele e o agarra, logo tirando as roupas e num beijo suculento fazendo Marcos gritar com as mordidas nas orelhas.
- Diz, vai me diz que não estava com saudades?
- Não, não quero mais você.
- É da boca para fora. Gilberto conduz Marcos para o quarto porém na porta ele tem uma surpresa.
- Eu não posso.
- Por quê?
- Não quero.
- Vai deixa disso, eu ja te perdoei.
- O quê?
- Você ouviu, esta perdoado. Marcos se desvencilha e encosta do outro lado encarando Gilberto.
- O que você pensa que eu sou?
- Ja disse, meu homem, macho, amor.
- Chega Gilberto, cansei de ser a segunda opção.
- De novo isso.
- Além do mais eu estou com outra pessoa.
- Sério?
- Sim.
- Pois eu quero conhecer.
- Você não tem que querer.
- Vai Marcos, vamos deixar tudo de lado, recomeçar.
- Não.
- Tudo bem, vamos falar sobre o que nos distanciou.
- Não quero mais, não quero falar de mais nada, por favor siga sua vida Gilberto.
- Então é sério?
- Sim.
- Eu posso ficar aqui?
- Por poucos dias sim.
- Quem sabe eu te reconquiste hein?
- Dificilimo, se for com estes propósitos melhor ir para outro lugar.
- Tudo bem fico como amigos.
- Amigos.
- Sim.
- Então tá, vamos ver como o sr vai se sair nestes dias. Marcos entra no quarto e retorna com roupas de cama e tolhas limpas para Gilberto.


Biografia:
escrevo para trazer a tona meus sentimentos anseios desventuras talvez.
Número de vezes que este texto foi lido: 89


Outros títulos do mesmo autor

Contos MARCOS 17 NOVEL GLS ricardo fog
Contos SUSSURROS 19 TERROR ricardo fog
Contos SUSSURROS 18 TERROR ricardo fog
Crônicas LÁ VAI MAIS UMA ricardo fog
Contos SUSSURROS 17 TERROR ricardo fog
Contos MARCOS 16 NOVEL GLS ricardo fog
Crônicas O PROFESSOR A LENDA ricardo fog
Contos MARCOS 15 NOVEL GLS ricardo fog
Contos SUSSURROS 16 TERROR ricardo fog
Contos SUSSURROS 15 TERROR ricardo fog

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 67.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 182772 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 148800 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 148199 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 128307 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 67361 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 64637 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 58754 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 58594 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 57516 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 53509 Visitas

Páginas: Próxima Última