Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Meus tempos de soldado
André Leite

Sim, confirmem os boatos
O que as bocas malditas dessa vez profanam é verdade
Na minha juventude a muitos senhores eu servi
E o meu papel foi o de soldado

Lutei guerras, venci e perdi batalhas
Vi meus companheiros dilacerados a carne por peças de metal
Lhes rasgaram a pele, lhes tiraram a vida
Seus corpos apodreceram em campos abertos, seus restos serviram de banquete a animais

Meus amigos que comigo lutaram só existem hoje
Na memória de algumas das suas viúvas
No vazio das crianças que cresceram seus seus pais
E na solidão dos velhos que não tem seus filhos para lhes prestar cuidado

Como soldado,
Feri e matei diversos inimigos
Seu sangue jorrava ao solo, formava poças
E sujava minhas botas, minha roupa, minhas armas e meu rosto

Vi-lhes expirar a vida
Nesse momento alguns sussurravam, quase ao meu ouvido
Nome de pessoas amadas
Palavras de dor
Ou sonhos aos quais agora nunca poderiam realizar

Quando fui soldado,
Saqueei cidades
Munido de metais, capacetes e rifles
Mandei à vala comum mulheres, homens e crianças
Violentei rapazes e moças às centenas
Pilhei-lhes os bens e a alma, queimei suas casas

Ah, a quantos senhores servi!
Construíram opulentos palácios, cercaram-se de luxo e criados, deram festas
Festas estas que que de tão excessivas e pecaminosas
Seus convidados ainda as narram com um misto de prazer e vergonha

Fui soldado! E hoje pouco me resta
Gastei o ouro que saqueei em bordeis luxuosos a beira de estradas
Agora me sobraram as cicatrizes e os pesadelos
As memórias dos meus companheiros
E os palácios dos meus senhores


Biografia:
Caipira radicado na cidade de São Paulo. Poeta por gosto ou necessidade, ainda a definir
Número de vezes que este texto foi lido: 90


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Dia feliz André Leite
Poesias Relógio Antigo André Leite
Contos Contos de Maria - parte 2 André Leite
Contos Contos de Maria André Leite
Poesias Primeiro Ensaio André Leite
Poesias Breve roteiro para uma história de amor André Leite
Poesias O ser e o sentir André Leite
Poesias Meus medos André Leite
Poesias Poema ao homem sádico André Leite
Poesias A nossa lua André Leite

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 16.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 182798 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 148880 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 148307 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 128322 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 67380 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 64760 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 58822 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 58642 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 57537 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 53548 Visitas

Páginas: Próxima Última