Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Entrevista EXAME Brasil no Mundo com o Mestre Puma
Para falar de história!
Paulo César Almeida do Prado

Resumo:
As movimentações dos escravos junto aos desprovidos de bens materias: criolo, indio,branco desenvolveram à capoeira.Tudo começou com os negros que chegaram ao Brasil por conta da safra canavieira na primeira metade do século XVI, procedentes principalmente de Angola.
Na bagagem cultural logicamente, como todos nós, os mesmos trouxeram o significado da palavra n'golo, conhecida como: dança da zebra. Interpretando-a no mais alto nível da expressao e levando em consideração a epstemologia da palavra n'golo, que significa, luta (força ou poder), junto à nessesidade de defesa e do sofrimento, embutida na escravidão. Não tendo armas, usando pés e mãos, Teve que lutar como qualquer ser vivo fazem busca da liberdade.
O jogo da capoeira na maioria dos movimentos, inicialmente, vem de baixo para cima, “o jogo no chão” quanto menor o escravo ficasse, menor seria área atingida pelo açoite, quando que de repente, surgia um “golpe”, o elemento supresa no corpo do oponente, um rabo de arraia certeiro.

Brasil no Mundo: Para falar de história, quando nasceu a Capoeira?
Mestre Puma:
“Quem inventou a Capoeira foi o negro quando fugia,
O açoite da chibata era coisa que doía”. Puma

As movimentações dos escravos junto aos desprovidos de bens materias: criolo, indio,branco desenvolveram à capoeira.Tudo começou com os negros que chegaram ao Brasil por conta da safra canavieira na primeira metade do século XVI, procedentes principalmente de Angola.
Na bagagem cultural logicamente, como todos nós, os mesmos trouxeram o significado da palavra n'golo, conhecida como: dança da zebra. Interpretando-a no mais alto nível da expressao e levando em consideração a epstemologia da palavra n'golo, que significa, luta (força ou poder), junto à nessesidade de defesa e do sofrimento, embutida na escravidão. Não tendo armas, usando pés e mãos, Teve que lutar como qualquer ser vivo fazem busca da liberdade.
O jogo da capoeira na maioria dos movimentos, inicialmente, vem de baixo para cima, “o jogo no chão” quanto menor o escravo ficasse, menor seria área atingida pelo açoite, quando que de repente, surgia um “golpe”, o elemento supresa no corpo do oponente, um rabo de arraia certeiro.
Consequentemente, por estrategia defensiva durante aos treinos, estes movimentos foram disfarçados em brincadeiras, “o jogo da Capoeira”. Era marcado pelos “couros”(tambores) o som chamava a atençao e trazia capoeiristas e outras pessoas que por ali passavam; dessa maneira, pode ter surgido a roda de capoeira.
Querendo ser livres,os negros em terras brasileiras desenvolveram esta luta de ataques e defesas, contemplando volume de jogo e interação de golpes traumatizantes, desequlibrantes e variações. Com o passar do tempo, aperfeiçoaram os movimentos e provaram no século XVII a eficiência da luta, nos quilombos, principalmente Palmares.
Brasil no Mundo: Capoeira Regional, Capoeira de Angola, Capoeira Desportiva, como a Capoeira se desenvolveu?
Mestre Puma: Capoeira Regional
“O calouro entrava na academia, olhava logo para o chão;
Lá estava o esquema da ginga, e o mestre segurando a mão”. Puma
O termo regional surgeem 1928, por Manoel dos Reis Machado,o Mestre Bimba, em Salvador- BA. Após 09 anos de jogo de capoeira do período, o mestre Bimba em 1920 com 21 anos; começou a elaborar e a organizar o seu estilo “Regional Bahiana”.
Isso quer dizer que o mestre Bimba levou mais ou menos 10 (dez) anos para desenvolver a regional com todo método de ensino, usando como base a capoeira que existia naquela época, criando outros golpes, para defesa dos que já se praticava.
Tendo em vista que mestre Bimba lutava com vários adversários de diferentes estilos de lutas, fez com que desenvolvesse algumas saídas para determinadas situações, como os golpes de projeção e ligação, complementando, também, a luta, trazendo do batuque os golpes duros, como as bandas trançadas.
Ficando assim: Capoeira Regional com 52 Golpes:
1-     Ginga Movimento fundamental (não conta)
2-     29- Golpes traumatizantes
3-     19- Golpes desequilibrantes
4-     04- Golpes básicos
Existem as variações desses golpes, que aumentam,aproximadamente, 96 movimentos. Tal fato não significa que a Capoeira Regional tenha mais de 52 (cinqüenta e dois) golpes. Esta movimentação complementa, na maioria das vezes, o mesmo golpe, só que é feito de outro ângulo.
“A capoeira é o único esporte verdadeiramente nacional.”, Após ver uma representação do mestre Bimba. Palavras do ex – presidente Getúlio Vargas.
Capoeira de Angola
“A capital é Salvador, do Estado da Bahia;
Terra da capoeira, terra do mestre Pastinha” Puma
O termo angola já vem com a escravidão no Brasil, mais conciliado como lugar de origem; aparecendo como estilo de capeira logo apos o surgimento da Regional Bahiana. Quem não fosse Regional era “Angoleiro”.
Tomando como referência Vicente Joaquim Ferreira Pastinha “O Mestre Pastinha”, que iniciou na capoeira com 10 anos de idade; ele foi o legítimo representante da capoeira Angola na Bahia, no Brasil e no mundo, junto com seus discípolos fundamentais no desenvolvimento e defesa da Capoeira Angola.
O Mestre João Pequeno e Mestre João Grande (a Cobra e o Gavião) com suas movimentações unicas, desde “o debalé até o passo a dois”, enriqueceram a expressão no jogo. Hoje, esta maneira jogar virou um ritual nas rodas de Capoeira Angola, mantendo vivas as tradições dessa escola.
Capoeira Desportiva:
Fazendo um estudo desde o guia da capoeira ou ginástica brasileira 1907, discionario Giringonça Carioca de Raul Perdeneiras 1910,Guia nacional (capoeiragem), metodizada e regrada 1928 de Aníbal Burlamaqui no Rio de Janeiro- RJ, Luta Regional Baiana de Mestre Bimba Salvador-BA 1930, Nomenclatura Oficial da Capoeira, Confederação Brasileira de Capoeira CBC 1993 Guarulhos–SP. Através destes aprimorei e identifiquei os nomes e origens dos e movimentos da Capoeira.
Levando em conta a necessidade de melhor esclarecer a nomenclatura da Capoeira resolvi organizar os mesmos. Nessa preparaçãoinclui o livro “Trivial da Capoeira” de minha autoria,primeiro livro da “coleção formar” da CBC, em 1998,oProfessor Me. Sérgio Luiz de Souza Vieira Antropólogo, professor de educação física e presidente da CBC, me fez o convite na epoca para ser o Diretor Técnico da CBC.“Puma não se propõe a criar algo de novo, muito menos é este o seu interesse. “O Trivial da Capoeira” é uma contribuição a sistematização e reorganização biomecânica de uma linguagem técnico-desportiva baseado no que simplesmente nos foi legado por aqueles que construíram a Capoeira como ela é hoje, resgatando-a inclusive, principalmente neste momento de grande crescimento de nossa modalidade a nível internacional”.Me. Sérgio Luiz.
Em seguida após ser aprovada em congresso técnico da CBC em Guarulhos – SP,Projeto Nomenclatura Oficial da Capoeira Desportiva, das páginas 99,100 do Trivial da Capoeira como nomenclatura de golpes e movimentos da CBC, foi encaminhada para o Comité Olímpico Brasileiro – COB,o projeto Capoeira Desportiva junto com o Estatuto e documentos comprovando o quanto a Capoeira tinha plenas condições de se organizar, muito mais que um desporto, um desporto de identidade nacional. Na sequência o reconhecimentoda Capoeira como esporte olímpico Brasileiro.
Projeto nomenclatura da capoeira desportiva = 50 golpes:
Movimento fundamental = 01
Golpes básicos = 07
Golpes desequilibrante- projeção = 07
Golpes desequilibrantes- direto = 08
Golpes traumatizantes – direto – joelhose pés = 10
Golpes traumatizantes - direto-cotovelo/mão = 07
Golpes traumatizantes com as mãos – intermediários = 04
Golpes traumatizantes pés e cabeça – intermediários = 06
Volta ao mundo- sempre no sentido anti horário. Chamada ou passo a dois- podem ser de frente,costas,lado, alta e baixa. Na lista não tem as variações.
A margem do que foi exposto nos paragrafos acima, dentro da imensidão da Capoeira, existe outras formas de desenvolver e praticar esta Arte, inclusive a única Luta acompanhada commúsica regrada normalmente pelos instrumentos: berimbaus (gunga ou berra boi, médio e viola),Dois pandeiros e atabaque com as cantigas (ladainhas,quadras e corridos).
Diversificada pode ser treinada sem seguir as normas e nomenclaurasjá citadas. Com grandes seguidores desde a chegada dos escravos e passada de mestres para alunos, destacando-se no cenário a Capoeira de Mestre Cobrinha Verde que foi aluno e primo de Bezouro Mangagá, que independente de regras estabelecidas engloba tudo.
Brasil no Mundo: O Brasil é o berço? Como os grandes mestres se desenvolveram no Brasil?
Mestre Puma: Sim! O Brasil é o berço da capoeira no mundo. Não existem registros de Capoeira em outros países e os que os têm, foram levados por capoeiristas brasileiros.
A mestria vinha através da consagração popular, isso no seculo passado, de maneira que o mestre era uma figura conhecida na comunidade e sua fama corria pela cidade. Só era considerado mestre um exímio capoeirista. Exemplos de Mestres: Bezouro, Pastinha, Bimba, Cobrinha Verde e outros.
Brasil no Mundo: A Capoeira é um esporte olímpico?
Mestre Puma: Sim como citei antes, faz parte do COB e do Comité Olípico Internacional – COI e de criação nacional, Lei Federal 9696/98.
Brasil no Mundo: Quantos “capoeiristas” existem no Brasil e no Mundo? E como está o crescimento da modalidade no Brasil?
Mestre Puma: o número de pessoas que entraram na roda no Brasil é de aproximadamente de 10 milhões de capoeiristas. Segundo o último censo da CBC com relação a outros países, este número crece em cerca de 5%.Existem vários grupos e associações de Capoeira mundo afora.
A capoeira é treinada, na sua grande maioria, por tribos lideradas por seus mestres,com suas linhas e métodos de ensino. Essa diversidade vem crescendo e ganhando adeptos de todas as idades e sexos. A Capoeira tem todos os requisitos para se transformar em uma modalidade esportiva atraente sob todos os aspectos.
Brasil no Mundo: Existem muitos preconceitos em relação à Capoeira, como se deu isso? E como os adeptos da Capoeira estão lutando contra o preconceito?
Mestre Puma: o preconceito existe! Porque a Capoeira vem dos escravose principalmente, porque mesmo em “liberdade” depois de 13 maio de 1888, tranformo-se em sinónimo de fugas, homicídios de senhores de terras e dos feitores, esses acontecimentosapavoraram a ordem do Império.O ex-escravo ficou com uma imagem dertupada pelo sofrimento e uma vida dificil, sem moradia e sem emprego, restando a Capoeira que foi usada em prol da liberdade e no contextofoiaplicada para marginalidade, chegando até o Codigo Penal Brasileiro, Decreto número 847, de 11 de outubro de 1890.
“Antigamente a capoeira era coisa de malandragem, quem fosse pego jogando era preso por vadiagem”Puma.
Vencemos isso jogando e cantando nossas ladainhas, quadras e corridos, sendo projetada nas universidades como discíplina obrigatória no curso de Educação Física, bem como em grandes academias, escolas federais, estaduais e municipais. Falando a nível mundo, citamos como exemplo a existência em alguns estados dos estados Unidos - USA o uso da capoeira como estudo das américas. Dentro deste aspecto, ressaltamos a criação da Federação Internacional de Capoeira - FICa, cujos criadores são Brasil, Argentina, Canadá e Portugal, onde nossa arte foi batizada como neta.
“Hoje em dia a capoeira passa ate na televisão, já tem filme americano e com muita aceitação.”Puma
Brasil no Mundo: Na sua opinião, qual o futuro da Capoeira no Brasil e no Mundo?
Mestre Puma: o futuro da Capoeira a longo prazo será fantástico por conta da nova definição da palavra Capoeira (história, geografia, línguas, matemática, filosofia, metodologia, dança, musica e outras dísciplinas)podendo se transformar em uma nova “Ciência”, não apenas a definição de hoje contida nos dicionários. Acredito que logo logo sera criada uma Faculdade de Capoeira. Espero que seja aqui no Brasil.







Biografia:
Paulo César Almeia do Prado - Arquiteto & urbanista, Eng. de Segurança do Trabalho, Bacharel em Teólogia, pós-graduado em Psicopedagogia institucional, Mestre corda branca com Lacre Prata 21º graduação mestre efetivo do Conselho Superior de Mestre da Confederação Brasileira de Capoeira. Também Já foi: Professor da Universidade Federal de Sergipe, Professor do Instituto Federal de Sergipe, PRONATEC, Presidente da Federação Sergipana de Capoeira, Diretor Técnico e Regional Nordeste da CBC, Conselheiro técnico da Federação Internacional de Capoeira, 40 anos de capoeira, Mestre da Academia Brasileira de Capoeira – ABC e autor do livro O Trivial da Capoeira Coleção formar 01 da CBC.
Número de vezes que este texto foi lido: 14


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios Entrevista EXAME Brasil no Mundo com o Mestre Puma Paulo César Almeida do Prado
Discursos Casamento muncupativo Paulo César Almeida do Prado


Publicações de número 1 até 2 de um total de 2.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 181810 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 135823 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 135336 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 127511 Visitas
Amei! Que droga! - Fabiano Vaz de Mello 92444 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 66595 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 56363 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 56323 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 55728 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 52911 Visitas

Páginas: Próxima Última