Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Encorajamentos para o Progresso Cristão
John Angell James


Título original: Encouragements to christian progress

Por John Angell James (1785-1859)

Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra


Não há, talvez, maior obstáculo por parte de alguns do que um medo desanimador de progredir na vida divina. Eles veem tanto em si mesmos o que é imperfeito - tal ignorância, tal corrupção, tal mornidão; tanto em sua situação e circunstâncias que se opõem ao seu avanço; e há estagnação ou declínio em outros, que parece tornar improvável que eles serão melhor bem-sucedidos do que seus amigos e conhecidos; tanto que isto torna inútil, como eles supõem, que eles sempre desejem o progresso – senão que o abandonem em desânimo. "Ah", dizem: "é realmente desejável crescer na graça. Felizes aqueles que podem realizar uma condição de alma tão cobiçosa... Muitas vezes anseio por ela - mas é como os desejos de quem vê o objeto de seus desejos incomensuravelmente acima de seu alcance, às vezes suspiro em meio às minhas baixas realizações em conhecimento, fé, alegria e santidade, e em outras coisas boas e úteis, mas termino como eu comecei, em lamentações desesperadas. Parece-me proibido esperar a melhoria." Proibido! Por quem? Certamente não por Deus. Desanimado! Por quê? Deixe seu desânimo ceder às seguintes considerações.
I. Para aqueles que estão realmente preocupados com o progresso cristão, a ESCRITURA está cheia de encorajamentos. Quão confiante é a linguagem de Jó em meio a todas as suas tristezas. "O justo se apoderará do seu caminho, e aquele que tem as mãos limpas será cada vez mais forte." (Jó 17: 9). Aqui não está sendo citada apenas a continuação, mas o progresso. As "mãos limpas" são projetadas para denotar uma vida santa. Entre o antigo povo de Deus, elas eram consideradas indicativos de pureza de coração. Que a linguagem de Jó seja a certeza de que um homem santo pode e deve se tornar ainda mais santo. Sua própria prática de justiça tende a estabelecê-lo em seu caminho, para confirmar seus princípios, e torná-lo fácil pelo hábito, para aquilo que está obrigado pelo dever. A piedade, como tudo, se fortalece com o exercício.
Quão bela é a linguagem do salmista: "Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro no Líbano. Estão plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos, serão viçosos e florescentes, para proclamarem que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça." (Salmo 92: 12-15). A palmeira é indígena para climas tropicais e outros climas quentes. Cresce a uma altura considerável, e apresenta uma aparência bonita. Seus frutos, que são chamados de tâmara, são muito valorizados e são comidos tanto frescos e preservados, e também são pressionados para xarope e vinho. Mas não é só por seu fruto que a palmeira é tão valiosa. Dos ramos, que são cortados anualmente das partes mais baixas do tronco, são feitas cestas, gaiolas de pássaro, cordas, e sacos; das folhas são feitos colchões, sandálias, etc. É uma sempre verde, e tem um tempo de vida extremo - a madeira é durável e muito usada. Como um emblema de um homem piedoso - ele florescerá como a palmeira.
O cedro era considerado pelos hebreus como o rei do mundo vegetal, por causa de sua magnitude, majestade, número e extensão de seus ramos, e a durabilidade de sua madeira, que era tão notável que alguns supunham que era incorruptível. Além disso tudo o cedro tem um forte odor balsâmico, e, portanto, toda a floresta fica tão perfumada com sua fragrância que uma caminhada através dele é deleitável. O Monte Líbano foi em tempos antigos coberto com florestas de cedros, dos quais no entanto, existem agora apenas poucos exemplares. Novamente dizemos ao cristão: Eis o teu emblema. "Ele crescerá como cedro no Líbano."
Semelhante a esta representação é a linguagem extraordinariamente pitoresca que encontramos no livro de Oséias: "Eu serei para Israel como o orvalho; ele florescerá como o lírio, e lançará as suas raízes como o Líbano. Estender-se-ão as suas vergônteas, e a sua formosura será como a da oliveira, a sua fragrância como a do Líbano. Voltarão os que habitam à sua sombra; reverdecerão como o trigo, e florescerão como a vide; o seu renome será como o do vinho do Líbano.” (Oséias 14: 5-7). Esses versículos contêm graciosas promessas do favor de Deus e bênçãos sobre seu povo. No quinto verso é descrito aquele refrigério que copiosos orvalhos dão à grama no verão. Se considerarmos a natureza do clima e a necessidade do orvalho em um país tão quente, não só para refrescar, mas também para preservar a vida; se considerarmos também a beleza dos lírios orientais; a fragrância dos cedros que crescem sobre o Líbano; a bela aparência que as oliveiras circundantes proporcionam; a frescura exuberante causada pela sombra dessas árvores; e o cheiro aromático exalado pelos cedros; se acrescentarmos a isso o reavivamento do grão com todo o verdor da primavera; e as uvas enrubescendo na videira - entenderemos em seguida a força das metáforas aqui empregadas pelo profeta - mas sua energia plena ninguém pode conceber até que ele sinta tanto a necessidade como a vantagem dos detalhes a que se refere àquele clima onde o profeta escreveu.
Que profecia gloriosa! Quão sublime, quão enérgica, quão justa! E esta descrição é para todo o verdadeiro Israel espiritual de Deus. Pode ser que haja uma referência nacional – mas, todos os cristãos têm uma grande no assunto. Deus coloca seu amor sobre nós; derrama sua graça sobre nós; e cumpre tudo isso - para aqueles que têm fé para crer na promessa de seu Espírito. Não é meramente a beleza poética desta passagem que destacamos, embora esta seja extraordinariamente grande, e é uma daquelas joias de composição que tão profusamente se encontram na Bíblia, que são recomendadas ao gosto, bem como à piedade - mas são as promessas de graça e de crescimento que ela contém para o encorajamento e consolação de todo o povo de Deus até o fim dos tempos.
Quão cheia de encorajamento é também a linguagem do profeta Isaías: "Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão." (Isaías 40:31). Esta bela passagem refere-se primeiramente, embora não exclusivamente, aos judeus cativos em Babilônia, e encorajou os piedosos entre eles a exercerem confiança na capacidade e disposição de Deus para cumprir suas promessas e esperar com paciência por sua aparição graciosa em seu favor. Contudo, contém uma promessa geral de provisões contínuas de graça e força para todos os que realmente desejam servir ao Senhor com integridade e simplicidade. A imagem da águia é muito linda, e este não é o único lugar onde ela é empregada. O profeta alude à força e à visão possuída por este pássaro nobre, pelas quais ele ascende a uma altura elevada, subindo mesmo acima das neblinas e névoas das regiões inferiores do ar, montando acima das nuvens, não se desanimando pelo relâmpago, e flutuando no puro azul acima. Assim, todos os que esperam no Senhor se elevarão cada vez mais alto, na poderosa força da devoção e com o olho da fé sem pestanejar, nas regiões da celestialidade; e aproximar-se-á cada vez mais de Deus - o sol do nosso dia espiritual.
Então as outras expressões, se menos figurativas, não são menos encorajadoras, "correrão" na corrida celestial, para a coroa da glória imortal, "e não se cansarão". Sua força, em vez de estar exausta, será, ao contrário do que ocorre no esforço corporal, aumentada pelo esforço. Nenhum comprimento ou grandeza de trabalho será demais para eles. Deus derramará em suas almas a energia fresca para cada esforço novo. Assim, eles serão capazes de avançar ao longo da marca para o prêmio de seu chamado em Cristo Jesus. "Eles caminham e não se fatigam." Sua peregrinação pode ser árdua; a estrada pode ser longa e áspera; frequentemente subindo íngremes subidas, e descendo em profundos e rochosos desfiladeiros, onde cada passo é um trabalho - mas não perderão o coração ou a esperança; eles não devem desmaiar, nem parar, nem voltar para trás, mas ir para a frente, sustentados por um poder maior do que o seu próprio.
Mas, talvez uma simples citação didática e não poética do Novo Testamento, terá, afinal, mais peso com algumas mentes do que essa profusão de belas imagens orientais. O que, então, pode ser mais consolador do que as palavras do apóstolo à igreja de Filipos: "tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus". (Fp 1: 6). Ele terá respeito e deleite na obra de suas mãos. Ele é honrado e glorificado pela perseverança de seu povo em fé e santidade, e dará todos os suprimentos de graça necessários para a obra. Ele ama ver seus filhos crescerem em tudo o que é excelente, assim como faz um sábio e bom pai terreno - e muito mais prontamente, Ele contribuirá com tudo o que é necessário para este propósito.
II. Reside no amor e na ternura de nosso Senhor Jesus Cristo. Deixe-me dirigir a sua atenção, antes de tudo, para aquela representação maravilhosamente bela e terna onde se diz: "Como pastor ele apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos, e os levará no seu regaço; as que amamentam, ele as guiará mansamente." (Isaías 40:11). Agora você vai notar que estão aqui representados como os objetos de seu cuidado, "os cordeiros", o que significa não só aqueles de tenra idade - mas de recente posição na verdadeira religião. Aqueles que são jovens na experiência cristã; e também aqueles cujos espíritos são naturalmente tímidos, cuja força é fraca, e cujo perigo é grande. Você que foi recentemente trazido a Cristo por arrependimento e fé, você é objeto da especial atenção, cuidado e solicitude de Cristo. Vocês são aqueles que ele toma nos braços de seu poder, e os deita no seio de seu amor. Ele conhece sua fraqueza, sua timidez, seus perigos. Ele dirige para você sua mais terna simpatia e exercerá para você sua maior vigilância e seu poder mais poderoso.
Esta expressão, no entanto, não só transmite a ideia de grande cuidado dos fracos, mas o exercício desse cuidado com vista à sua preservação e crescimento; significa não só que ele os recebe cordialmente, providenciará a sua segurança, estará preocupado com seu conforto e acomodará sua conduta às suas necessidades, mas também os nutrirá através de sua existência infantil e os elevará à maturidade e à força. Você deve se debruçar sobre a ternura requintada da passagem, mas não apenas sobre isso, mas por sua indicação de que ele irá ajudá-lo em seu crescimento. O Bom Pastor não deseja nem pretende que seus cordeiros sejam sempre cordeirinhos. Seu objetivo é que eles sejam ovelhas adultas, e ele não deixará nada desfeito para que isso possa ser realizado; e é por esta razão, bem como de piedade e bondade que ele toma tal cuidado deles. Assim é com o nosso Senhor Jesus em referência ao jovem convertido.
Portanto, cada cordeiro do rebanho de Cristo, vá até ele pela fé e oração, e diga: "Bem-aventurado Jesus, venho a ti como uma criatura pobre, fraca e trêmula, duvidosa da minha própria continuidade, e alarmada com as minhas numerosas dificuldades e inimigos... Eu sou apenas um cordeiro, e muitas vezes temo que nunca serei algo melhor, mas que perecerei como eu sou. Mas, não foi em relação a tal fraqueza que você tem se satisfeito em pronunciar essas palavras graciosas e ternas? E a minha alma se arriscará a fugir para ti como o cordeiro desamparado ao seu pastor, quando tiver fome para alimentá-lo, quando perseguido por animais selvagens para que o defenda. Senhor, toma-me nos braços de teu poder e ponha-me no seio do teu amor, embora eu seja uma criatura tão pobre e insignificante, espero no teu poder e amor pastoral, que eu não só continuarei, mas crescerei, e que um dia te regozijarás em mim como um do rebanho que você comprou com seu próprio sangue. "
III. Mas, talvez, você possa encontrar algum incentivo, mesmo em sua própria experiência. Às vezes, você está desanimado e abatido. Você faz pouco ou nenhum progresso na piedade. Você não é mais sábio, mais santo ou mais feliz do que era há anos, e teme que nunca será! Você começa a ficar desanimado. Profundamente sensível às suas deficiências, você teme que elas nunca serão providas; você sente suas corrupções remanescentes e tem poucas esperanças de subjugá-las. Você vê alturas acima de sua cabeça, que você duvida que você nunca alcançará. Na corrida você não está mais perto da meta, e no conflito ganha poucas vantagens sobre seus inimigos. Permanecer como você se encontra, é o máximo que você agora espera! Você empenha seu esforço mais forte, apenas para que não vá para trás! Para você, o progresso está fora de questão. Novamente eu pergunto, Por quê? Só porque você pensa assim. Eu lhe mostrei as promessas de Deus - a graça e a intercessão de Cristo - os exemplos dos outros; mas agora deixe-me referir-me à sua própria história e experiência.
Estou supondo que você experimentou a graça convertida de Deus; que realmente começou a grande obra da salvação; que, em suma, você não é o que você foi uma vez. As coisas velhas passaram, e todas as coisas se tornaram novas. E se este for o caso, é para você duvidar se você pode avançar? É motivo para desesperar àquele que tem sido permitido começar? É para se perder a esperança por aquele que foi capacitado para continuar? Você por graça tomou o passo poderoso, pois passou de um estado não convertido para um estado convertido - e você duvida se você seguirá passo a passo depois? Você já passou pela porta estreita, e não poderá avançar também no caminho estreito?
Oh, pense em todas as dificuldades que estavam no caminho quando você entrou pela primeira vez no caminho para a glória. Lembre-se do que você teve de encontrar dentro e fora. Esqueceu-se das apreensões trêmulas com as quais, quando a decisão devia ser tomada para Cristo, a salvação e a eternidade - duvidava se alguma vez seria feita? A angústia com que, em um exame de tudo que você teve que encontrar, você exclamou, "quem é suficiente para estas coisas!" No entanto, foi feito. A graça de Deus foi suficiente para você nesta tremenda crise de sua história espiritual e eterna. E agora você pode duvidar se a graça que o converteu, pode levá-lo adiante? O que! Plantado e não ser capaz de prosperar? Nascido, e não ser capaz de crescer? Começou a corrida, e não ser capaz de correr? Vitorioso, e não ser capaz de conquistar?
Você desprezará tanto a graça que foi dada - como para duvidar da sua continuidade; e o trabalho que tem feito - como para temer o seu futuro? Você já não aprendeu mais da sabedoria, do poder e do amor de Deus no passado - do que questionar se eles o ajudarão naquele caminho para o qual eles o apresentaram? Por que alguém estaria pronto a supor que você estaria sempre cheio de expectativa alegre e exultação também, exclamando: "A que medida de conhecimento, fé, santidade, alegria e utilidade - não posso esperar alcançar - desde que eu fui convertido pelo poder de Deus das trevas para a luz, e do reino de Satanás para Deus? "
Você mesmo, no que Deus já fez por você, é uma prova do que ele pode e fará por você - se você pedir a ele, e confiar nele. Acabe, então, com todos os seus medos desanimadores, suas baixas expectativas, suas dúvidas indignas; eles desonram a Deus - assim como lhe afligem a si mesmo. Você é a prova mais forte de que pode avançar, pois já avançou antes. "Aquele que começou a boa obra em você, a completará até o dia de Jesus Cristo". Lembre-se das palavras e entre no argumento do apóstolo: "Já que agora fomos justificados pelo seu sangue, quanto mais seremos salvos da ira de Deus por meio dele!" Se, quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados a ele pela morte de seu Filho, quanto mais, tendo sido reconciliados, seremos salvos por sua vida!" (Romanos 5: 9-10)
ENDEREÇAMENTO FINAL PARA O LEITOR
O assunto inefável, infinito, eterno, momentoso, está agora diante de você, em comparação com o qual todas as outras questões, mesmo as mais valiosas - diminuem em insignificância, se encolhem em nada e desaparecem nas trevas. Tenho falado sobre progresso - mas progresso em quê? Não na ciência, literatura, riqueza, poder, fama. Não! Estes são importantes, mas o que são para a verdadeira religião? Eles se relacionam com a terra, isso com o céu; eles pertencem ao tempo; isso para a eternidade. Seu valor cessará com a morte; o valor deste será então perpetuado para sempre e sempre. Cada passo dado no caminho da piedade é um passo para a glória, honra e imortalidade; as consequências dependem de cada passo que nenhuma mente pode compreender, mas aquilo que agarra a infinidade e a eternidade. Você está assustadora e maravilhosamente colocado, pois você está passando por uma provação que deve emitir no tormento - ou na felicidade - que olho não viu, nem ouvido ouviu, nem entrou na imaginação da mente humana. Coloquei diante de vocês a necessidade desse progresso - sua natureza - seus meios - seus obstáculos - seus erros - seus motivos - e seus encorajamentos - que pertencem à verdadeira religião.
Ao ler este livro, você assumiu uma nova responsabilidade e está sob um peso mais solene de obrigação do que antes. Se você voltar em seu curso, teria sido melhor se você nunca tivesse lido; ou tendo lido, você acharia uma misericórdia se você pudesse apagar o seu conteúdo de sua memória. Mas, isso você não pode fazer. Nenhum "mar do esquecimento" pode ajudá-lo a lançar no esquecimento, o que você leu. Sua vinda em suas mãos formará um fato novo em sua existência, de grande importância para você; pois será um novo agravamento do pecado e da condenação do retrocesso, ou um novo meio de crescimento na graça. Pode ser negligenciado, e por um tempo perdido de vista - mas ele vai se erguer uma e outra vez, se você ir para trás - e irá encontrá-lo como um espectro de franzir a testa em seu caminho declinante. Segui-lo-á na eternidade, para dar a agudeza e o veneno ao dente do verme que nunca morre, e a ferocidade do fogo que nunca deve ser extinguido!
Mas "espero coisas melhores de vocês, e coisas que acompanham a salvação, embora eu assim fale". Espero que os motivos que tenho sugerido prevalecerão para exortá-lo a avançar; e os incentivos prevalecerão para encorajá-lo a avançar. Tudo o que você pode desejar ou imaginar que seria útil é com você e para você. Os atributos do Deus eterno - o caráter e os ofícios de Cristo - as influências e operações do Espírito Santo - o ministério dos anjos - os trabalhos dos ministros cristãos - a literatura cristã da época - as orações de todos os homens piedosos - estão com você, para ajudar e incentivá-lo em seu progresso. Isso não é nada? É pouco? Pelo contrário, não é muito? Não é tudo? O que mais você pode precisar - ou você pode ter?
E agora, deixe-me conjura-lo a procurar avançar na vida divina. Você não deve - não ousar - e espero que, pela graça de Deus, não esteja satisfeito em ser sempre o que você é agora - sem mais conhecimento, fé, santidade ou paz do que você tem agora. O que Deus ordenou que fosse dito aos filhos de Israel - que eles fossem para a frente, é dito para você: vá em frente! Por toda a autoridade, os mandamentos, as promessas de Deus - por todo o amor, poder, graça e intercessão de Cristo - por toda a obra do Espírito Santo, tão suficiente para sua necessidade, imploro que você avance! Por todo o valor de sua alma imortal e todas as bênçãos incluídas em sua salvação, eu imploro que você vá em frente! Por todo o prazer da religião real agora, e toda a aptidão que ela fornece para a felicidade eterna daqui em diante, eu imploro que você vá em frente! Por todo o respeito que você tem para o crédito da profissão cristã e o bem-estar das almas de outros homens, eu imploro para você ir em frente! Por todas as solenidades do juízo - todas as glórias do céu - todos os tormentos do inferno - todas as eras da eternidade, peço-lhes que avancem! A todos estes argumentos e súplicas, tão urgentes como tão numerosos, que o juízo, o coração, a vontade, a consciência, respondam: "A partir de então, no caminho da santidade, da felicidade e do céu! Eternidades eternas!
Agora fechem o livro, e apresentem com sinceridade, fé e fervor, a seguinte oração -
"Pai Todo-Poderoso e misericordioso, concede-me, por Jesus Cristo, o poder do teu Espírito Santo, para seguir as orientações estabelecidas neste livro, e me impressionar cada vez mais profundamente com a necessidade do progresso na vida divina. Compreender a sua verdadeira natureza. Preserva-me de todos os erros sobre este assunto momentoso. Abençoa-me no uso de meios adequados para o crescimento na graça. Permitir-me evitar e colocar de lado todos os obstáculos ao progresso para me estimular pela aplicação à minha consciência e coração de todos os motivos aqui sugeridos, e alegrar-me pelos estímulos que me foram oferecidos. Por sua infinita misericórdia nunca me permita recuar para a perdição - mas me numerar com aqueles que acreditam na salvação da alma. Esquecer as coisas que estão por trás e avançar para a marca para o prêmio de nosso alto chamado em Cristo Jesus, e após o aumento contínuo da graça aqui na terra, trazer-me para o progresso eterno de seus santos em glória eterna. Para as riquezas da vossa graça, por Cristo Jesus. Amém."


Este texto é administrado por: Silvio Dutra
Número de vezes que este texto foi lido: 75


Outros títulos do mesmo autor

Artigos A Religião Prática Deve Ser Vista em Tudo John Angell James
Artigos A Preeminência do Amor John Angell James
Artigos A Fé em Relação à Santificação John Angell James
Artigos A Crise John Angell James
Artigos Felicidade John Angell James
Artigos A Necessidade da Influência do Espírito Santo John Angell James
Artigos Encorajamentos para o Progresso Cristão John Angell James
Artigos A Alegria do Amor John Angell James
Artigos A Alegria do Amor John Angell James
Artigos As Cartas às Sete Igrejas John Angell James

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 35.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 181420 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 131674 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 131039 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 127230 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 66314 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 55523 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 53937 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 53414 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 52608 Visitas
Piscianas, as mulheres mais próximas dos sentimentos. - Nandoww 49831 Visitas

Páginas: Próxima Última