Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O Homem de Caráter Reto
Thomas Watson



Título original: The Upright Man”s
                   Character


Por Thomas Watson (1620-1686)

Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra




Introdução e Definição

"Nota o homem sincero, e considera o reto, porque o fim desse homem é a paz." (Salmo 37:37)

A sinceridade é de importância universal para um cristão. É o molho que tempera a piedade e a torna mais salgada. A sinceridade é a joia que faz Deus ficar mais satisfeito, como o vemos expressado no Salmo 51:6, "Eis que desejas a verdade no íntimo". Falar francamente - tudo será um show pomposo de santidade da nossa parte, sem esta alma de sinceridade para animar isto – seria senão “loucura piedosa”. É, senão ir para o inferno de uma forma mais devotada do que os outros!
Esta consideração levou-me a abordar este assunto para chamar a sua atenção, você tem o próprio Deus lhe chamando a tomar conhecimento com as seguintes palavras: "Nota o homem sincero, e considera o reto, porque o fim desse homem é a paz."
A palavra hebraica para “reto” tem dois significados.
1. Significa ter um coração plano; o justo não é entrançado em dobras; "em cujo espírito não há dolo", Salmo 32: 2.
O justo não tem subterfúgios, sua língua e seu coração andam juntos, e ele é absolutamente sincero.
2. Esta palavra reto significa um homem aprovado. O justo é aquele que Deus tem em alta conta. Melhor ter a aprovação de Deus, do que aclamação do mundo. O mais claro diamante é o mais rico; quanto mais simples é o coração – mais ele brilha aos olhos de Deus.
Nas palavras existem três partes:
1. O Prospecto - o homem reto.
2. O Aspecto – veja.
3. A Razão – porque o fim desse homem é a paz.
Ou assim.
1. Aqui está o caráter do homem de Deus - ele é reto.
2. Sua coroa - o fim desse homem é paz.
As palavras nos apresentam essa conclusão doutrinária – o fim de um homem justo é ser coroado com paz.
Para que eu possa ilustrar isso, vou mostrar-lhe:
1. Quem esse homem reto é, para que possamos conhecê-lo quando nos encontramos com ele.
2. O fim abençoado dele - o fim desse homem é a paz.



I. O caráter do homem reto.
Vou delinear quem é este homem reto. Vou mostrar-lhe a inocência da pomba de Cristo. Nós vivemos em uma época em que a maioria finge ter a santidade, mas é de se temer que eles sejam santos não retos; senão, como a mulher no evangelho, que "Satanás encurvou" (Lucas 13:11). Vou dar-lhe vários sinais característicos de um cristão reto.
1. O CORAÇÃO do homem reto é para Deus. Daí a frase "retos de coração" Salmo 64:10. É o coração que Deus pede, Provérbios 23:26: "Meu filho dá-me o seu coração!" O coração é uma virgem, que tem muitos pretendentes e, entre estes muitos, o próprio Deus se torna um pretendente. O coração é como o móbile principal, que carrega todas as outras esferas junto com ele. Se o coração é para Deus, então as nossas lágrimas, nossas esmolas, tudo é para Deus. O coração é o forte real que comanda todos os demais fortes. Quando o sumo sacerdote ia cortar o animal para o sacrifício, a primeira coisa que ele olhava era o coração, e se esse tivesse algum defeito, era rejeitado. Não é o dom, mas o coração que Deus requer. "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim!" (Isaías 29:13). Eles são como aquelas estátuas que têm seus olhos e as mãos levantados para o céu, mas nenhum coração para animar essa devoção. Na religião o coração é tudo, Ef 5: 9. "cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração." É o coração que faz a música. O justo dá a Deus seu coração. É relatado de Cranmer, que depois de sua carne e ossos terem sido consumidos no fogo, seu coração foi encontrado intacto. Da mesma forma, um homem justo no meio de suas enfermidades - o coração é mantido inteiro para Deus, ele não tem dois corações, um coração para Deus, e um coração para o pecado. Deus ama um coração quebrado, não um coração dividido!
2. O homem reto trabalha por uma REGRA reta. Existem muitas regras falsas e tortas que o justo não se atreve a usar. Como:
Falsa Regra 1. Opinião Pública. "É a opinião dos que são teólogos e letrados." Esta é uma regra falsa, não é a opinião dos outros, o que pode tornar algo ilegal ou legal. Se um sínodo de teólogos, ou se um conjunto de anjos, dissesse que se deve adorar a Deus através de uma imagem, a sua opinião não poderia tornar isto legal. Um cristão reto não fará da opinião de outros a sua regra, senão a de sua Bíblia.
Os melhores guias podem às vezes errar. Pedro pregou a circuncisão, a própria doutrina dos falsos apóstolos, Gal. 2: 1. O próprio Pedro não era infalível. O justo não é adorador da opinião pública. quando o fluxo do arianismo inchou tão alto que transbordou uma grande parte do mundo, Atanásio nadou contra a correnteza; e ele foi invencível na verdade.
Falsa Regra 2. Costume. "Isto tem sido o costume do lugar, ou a religião dos nossos antepassados." Esta é uma regra falsa; "Os costumes dos povos são vaidade", Jer. 10: 3. Quantos de nossos antepassados ​​viveram em tempos de paganismo e tropeçaram para o inferno no escuro? São, portanto, obrigados a seguir o seu zelo cego? Um homem sábio não irá ajustar o seu relógio por outro relógio, mas pelo sol!
Falsa Regra 3. Consciência. "Minha consciência me diz isso." Esta não é uma regra para um homem justo; pois a consciência de um pecador está contaminada, Tito 1:15. A consciência estando contaminada, vai errar; uma consciência que erra não pode ser uma regra, Atos 26: 9. "Eu, na verdade, cuidara que devia praticar muitas coisas contra o nome de Jesus, o nazareno"; aquele que é um herege pode invocar a sua consciência. Uma vez admitida a consciência para ser uma regra, isto abre uma porta para todo tipo de anarquia. Se o diabo entra na consciência de um homem - onde não poderá levá-lo!
Falsa Regra 4. Providência. A providência senta-se no comando, e dispõe de todos os eventos e contingências; mas a providência não é uma regra para o homem reto seguir. Devemos de fato observar a providência de Deus, Salmo 107: 43. "Quem é sábio observe estas coisas"; mas não devemos ser infalivelmente liderados por ela. A providência é um diário do cristão - mas não a sua Bíblia!
Quando os ímpios prosperam, não se segue que seu caminho seja bom, ou que Deus os favorece. A vela de Deus, como diz Jó, "pode ​​brilhar sobre sua cabeça", e ainda a sua ira cair sobre a sua cabeça! É o maior julgamento de Deus - prosperar em uma forma de pecado! Dionísio, quando ele tinha roubado o templo, depois houve um vendaval que ajudou a trazer para casa o seu saque roubado. "Veja", diz ele, "como os deuses amam o sacrilégio!" Uma calmaria às vezes é o precursor de um terremoto. O banquete de Hamã fez, senão abrir caminho para a sua execução. Deus pode deixar que os homens procedam de tal forma que o juízo deles venha a exceder! "Você está acumulando ira contra si mesmo para o dia da ira de Deus, quando o seu justo julgamento será revelado." (Romanos 2: 5).
O justo não vai usar estas regras. Mas deixando esses falsos guias, ele faz com que a palavra de Deus seja a sua estrela guia. Este é o juiz e árbitro de todas as suas ações; "Para a lei, e para o testemunho," Isaías 8:20. O Antigo e o Novo Testamento são os dois lábios pelos quais Deus nos fala! Eles são o compasso pelo qual o homem reto desenha toda a circunferência de sua vida.
Os Montanistas e entusiastas falam de revelações, e de "uma luz dentro deles." A Escritura está acima de qualquer suposta revelação. "Ninguém atue como árbitro contra vós, afetando humildade ou culto aos anjos, firmando-se em coisas que tenha visto, inchado vãmente pelo seu entendimento carnal," (Colossenses 2:18).
O apóstolo fala de uma voz do céu, 1 Pe 1:18. "e essa voz, dirigida do céu, ouvimo-la nós mesmos, estando com ele no monte santo."; no entanto, diz ele, "temos uma palavra mais segura", ver. 19. A Palavra de Deus deve ser mais sagrada e infalível para nós, do que uma voz do céu!
3. Um homem reto funciona a partir de um PRINCÍPIO reto. E isto é, "A fé que trabalha pelo amor," Gal. 5: 6.
1. Um homem reto age a partir de um princípio de fé. Hab. 2: 4, "O justo viverá pela sua fé".
O justo ouve em fé. Isto é chamado de "pregação da fé", Gal. 3: 2. A fé recebe a palavra.
2. O justo ora em fé. Isto é chamado de "oração da fé", Tiago 5:15. Davi asperge fé em sua oração, Salmo 51: 7: "Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo, lava-me," etc; no hebraico isto é colocado no futuro, "Você deve me limpar, você deve lavar-me." É a voz de alguém que tanto crê quanto ora. A oração é a flecha, e a fé é o arco que a atira para o trono da graça; uma oração sem fé é uma oração infrutífera. A oração sem fé é como uma arma descarregada sem uma bala. O justo ora em fé.
3. O homem reto chora em fé. Marcos 9:24, "O pai do menino, clamando, com lágrimas, Senhor, eu creio." Quando as lágrimas caíram na terra, sua fé alcançou o céu.
2. Um homem reto age a partir de um princípio de amor. Cant. 1: 4, "Os retos te amam". O amor move as rodas de obediência. O cristão reto é levado para o céu num carro de fogo de amor. O amor transforma e amadurece todos os deveres, e faz com que sejam realizados de uma forma melhor. O amor divino perfuma todos os nossos serviços. Um pequeno sinal enviado com amor é aceito por Deus. "Os retos te amam".
Os hipócritas servem a Deus apenas por medo, como o escravo trabalha na cozinha; ou como os Partos adoram o diabo – para que não sejam feridos por ele. Os pensamentos do inferno de fogo fazem a água de lágrimas cair de seus olhos! O cristão reto atua puramente por amor, 2 Cor. 5:14, "O amor de Cristo me constrange!" Uma alma reta ama a Cristo, mais do que ela teme o inferno.
4. Um cristão reto funciona para um fim reto. Ele faz da glória de Deus seu fim último; seus desejos são certos. A glória de Deus é a marca do homem reto, e embora ele atire aquém da marca, mas porque ele visa atingi-la, isto o torna aceito por Deus.
Esta é a pergunta que o homem reto propõe a si mesmo: "Será que isto vai trazer glória a Deus?" Ele prefere a glória de Deus antes de tudo o que vem em concorrência a ela, ou que esteja em oposição contra ela.
Se a vida é colocada em uma balança, e a glória de Deus em outra, a glória de Deus vence. "Eles não amaram as suas vidas até a morte," Apo 12:11. "Se minha esposa e filhos", diz Hieroni, "se pendurassem sobre mim, e me dissuadissem de fazer meu dever - gostaria de passar por cima de tudo, e de voar para a cruz!"
O homem reto prefere a glória de Deus, antes de sua própria salvação, Romanos 9: 1. “Porque eu mesmo desejaria ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne;” Paulo sabia que era impossível que ele pudesse ser separado de Cristo. O livro da vida não tem nenhuma errata no mesmo; além disso, Paulo sabia que seria ilícito desejar ser separado de Cristo; mas o significado é, supondo que, por sua separação, alguns dos judeus pudessem ser enxertados em Cristo. Para que Deus pudesse ser mais honrado, tal era o seu zelo pela glória de Deus, que ele poderia até mesmo desejar se separado de Cristo, para que a glória de Deus fosse maior do que na sua própria salvação.
1. O hipócrita serve a Deus por INTERESSE. Ele olha para os benefícios e os lucros que vêm pela religião. Não é o poder da divindade que o hipócrita ama, mas o ganho através da piedade. Não é o fogo do altar, mas o ouro do altar, que ele adora. Esta é uma maldade religiosa. São os pães, e não os milagres, que eles chamam de religião. Demétrio chorou pela deusa Diana, Atos 19:27, mas não era o seu templo, senão seus nichos de prata que ele vendia que lhe importava. Muitos se apaixonam com a religião, não por sua beleza, mas por suas joias.
Há uma história de um monge, que andava como um homem humilde com seus olhos para baixo sobre a terra, que foi feito mais tarde abade; e sendo perguntado por que ele andava com aquela postura humilde com os seus olhos para baixo, Ele disse, "eu estava procurando as chaves da abadia, e agora eu as descobri!" O hipócrita é como a vespa que vem ao pote por causa do mel! O hipócrita faz uso da religião, apenas como o pescador faz da sua rede, para pegar algum benefício para si mesmo.
2. O hipócrita serve a Deus por aplausos. Não olha para a glória de Deus, mas para a sua própria vanglória.
Eles servem a Deus mais para salvar seu crédito, do que para salvar suas almas. Eles oram "para serem vistos pelos homens," Mat. 6: 5, pois atuam para seus espectadores. Quando dão esmolas "tocam a trombeta", Mat 6: 2, e seu coração é oco como as trombetas! Eles fazem isso "para que possam ser honrados pelos outros," ver. 2.
Não estavam dando esmolas, mas vendendo-as; eles a venderam para o louvor e aplausos! "Em verdade vos digo", diz Cristo, "eles já tiveram a sua recompensa." O hipócrita pode fazer a sua quitação, e escrever, "recebido em pagamento integral!" O aplauso dos homens – é todo o pagamento que eles vão conseguir. Mas um coração reto faz da glória de Deus, o seu centro.
5. Um homem reto é UNIFORME em piedade. Ele olha com um olho igual a todos os mandamentos de Deus. "As tábuas escritas de ambos os lados", Êx 32:15. Um cristão reto volta-se para ambos os lados das tábuas da lei; ele olha para os deveres da segunda tábua, bem como os deveres da primeira; ele sabe que todos têm o mesmo selo da autoridade divina sobre eles. Diz-se em honra de Zacarias e Elizabeth, que andaram "em todos os mandamentos e preceitos do Senhor."
Um cristão reto, embora ele falhe em todos os deveres, todavia ele tem consciência de cada dever. Ele vai adorar a Deus em seu quarto como no templo; muitas vezes ele faz as contas entre Deus e a consciência. Ele é piedoso em casa, bem como no exterior. Ele prefere usar o espelho da Palavra de Deus para olhar para seu próprio coração do que para olhar e censurar os defeitos dos outros. Ele caminha com moderação, em retidão e em atos de justiça. Ele caminha de forma piedosa, em atos de piedade.
Um hipócrita escolherá na religião algumas funções em que ele é zeloso, e em outras negligente. "Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas." (Mat 23:23)
Jeú era zeloso contra a idolatria de Acabe, mas foi tolerante com o culto aos bezerros de ouro, 2 Reis 10:29. A obediência de Jeú era coxa de um pé. Alguns vão caminhar pela forma suave da religião, eles irão para funções fáceis; mas eles não gostam da maneira áspera de abnegação e mortificação. Um cristão reto, como Calebe, segue plenamente a Deus, Num 14:24. Onde formos muito sinceros para fazer o nosso melhor, Deus vai ser muito indulgente em passar pelo nosso pior.
6. Um cristão reto não vai PARAR. A palavra hebraica para reto significa ir diretamente.
O justo não vai parar por qualquer coisa contra a sua consciência.
A palavra grega para reto, significa um homem que não se dobra. O cristão reto não se dobra pecaminosamente para se prostituir com as luxúrias e desejos de homens. Os apóstolos não podiam recuar, Atos 4:19. "Julguem vocês mesmos se é justo aos olhos de Deus obedecer-lhes, em vez de Deus."
O cristão reto não se atreve a atenuar ou justificar os pecados dos homens; pois isso seria lavar o rosto do diabo com água benta. Isaías 50:20, 26. "Ai dos que ao mal chamam bem, e o que justifica o ímpio por suborno." Propércio fala de uma fonte na Itália, que faz com que os bois pretos que dela bebem, pareçam brancos. Este é um símbolo adequado desses hipócritas que podem fazer os piores homens parecerem alvos, quando são escuros pelo pecado.
Um homem reto não ousa reter qualquer parte da verdade de Deus, Atos 20:27. "Eu declarei a vós todo o conselho de Deus." É covardia e traição, esconder qualquer parte de nossa comissão.
Um homem íntegro não vai negligenciar um dever conhecido por medo de perder um amigo. Alguns sobre esta mesma terra têm pavor de se colocarem contra o erro – pelo temor de perderem aquilo que é do seu interesse. Se os homens vão nos abandonar por fazermos o nosso dever, a minha opinião é que eles são melhores perdidos do que mantidos. O homem reto prefere sim que os homens devem achá-lo um tolo, do que Deus deveria acusá-lo de infiel. Um homem íntegro não vai deixar que qualquer viés interesseiro o afaste da verdade. Os santos são comparados aos pilares, Apo 3:12; o pilar fica na vertical. Cristãos santos são como a "palmeira que cresce ereta," Jer. 10: 5. Quando deixamos os homens se assenhorearem de nossas consciências - se quebramos os nossos votos, se vendemos a nossa religião, somos flexíveis, e maleáveis a qualquer coisa, como o ferro quente, que pode ser batido em qualquer forma. Isto revela muita fraqueza de coração. Um cristão reto não vai ser dobrado, ele prosseguirá sem parar.
7. Um cristão reto é zeloso para com Deus. Apo 2: 2: "Você não pode suportar aqueles que são maus." Retidão e zelo fazem a correta compleição de um cristão.
O zelo é um afeto misto; é um composto de amor e ira, ele move os espíritos para a altura. O zelo é um fogo aceso do céu. Bendito seja o seu furor, porque está sem pecado, e a sua ira, pois é contra o pecado. Quando Paulo viu a idolatria em Atenas "o seu espírito se comovia em si mesmo", Atos 17:16; ele estava queimando de zelo. Moisés, quando Israel tinha cometido idolatria, "a sua ira se acendeu" Ex. 32:19. Ele quebrou as tábuas da lei, moeu o bezerro de ouro, e misturando o pó à água fez com que os filhos de Israel a bebessem!
Um cristão reto toma uma desonra feita a Deus, como mais hedionda do que uma desgraça feita para si mesmo. Pode o filho suportar ouvir o pai sendo reprovado injustamente? Quando o filho de Creso, embora tendo nascido mudo, quando viu que matariam seu pai, as cordas de sua língua se soltaram, e ele gritou: "não matem o rei Creso!" Quem pode ouvir a divindade de Cristo sendo blasfemada e o seu sangue não ferver, e seu zelo não brilhar – porque não fazê-lo seria trair a coroa do céu. Cristo teve o seu lado aberto para nós quando o sangue correu para fora; e não vamos abrir a nossa boca em sua defesa? Como foram os santos em tempos anteriores alimentados com zelo por Deus? Eles foram, como Cipriano afirma, como leões que transpiravam a chama celeste de zelo.
8. Um cristão reto não vai se permitir praticar qualquer pecado conhecido. Ele não ousa tocar o fruto proibido, Gen. 39: 9. "Como, então, posso fazer este grande mal, e pecar contra Deus?" Embora seja um pecado que o assedia - ele o abandona. Não há nenhum homem, que não tenha uma propensão e inclinação maior para um pecado, do que para outro; como no corpo há uma característica predominante, ou como na colmeia há uma abelha rainha - assim, no coração há um pecado mestre.
Há um pecado que não está apenas perto de um homem como o vestido, que é caro a ele como o olho direito! Este pecado é da fortaleza de Satanás, toda a sua força reside aqui; e, embora nós vençamos outros pecados graves, mas desde que deixemos esta fortaleza de pé, isto é tudo quanto ele deseja. O diabo pode prender um homem tão rápido por este link, como por toda uma cadeia de vícios. O passarinheiro pega rapidamente o pássaro somente por uma asa.
Agora, um cristão reto não vai se render a este pecado que o assedia, Salmo 18:23. "Também fui irrepreensível diante dele, e me guardei da iniquidade."
Um cristão reto pega a faca de sacrificar da mortificação, e executa o seu pecado mais querido! Herodes fez muitas coisas, mas houve um pecado tão caro a ele, que ele preferia decapitar o profeta, que decapitar aquele pecado! Herodes teria uma lacuna para o seu incesto. Um coração reto não fica apenas irritado com o pecado, mas odeia o pecado; e se ele vê esta serpente rastejando em seu seio, quanto mais próximo, mais ele o odeia.
9. Um cristão reto é correto em seu julgamento. Ele não se inclina ao erro; sua cabeça não se vira. Embora haja diferenças em coisas menores, coisas indiferentes e discutíveis (e certamente onde não existem tais fundamentos claros nas Escrituras, deve haver alguns grãos de subsídios), todavia quanto aos fundamentos da religião verdadeira, o cristão reto mantém sua posição.
O erro é perigoso; um homem pode muito bem ir para o inferno por causa de erro, como pelo vício moral. Os pecados graves atacam o coração com venenos de erros.
As pessoas profanas pecam, e não se arrependem; as pessoas errôneas pecam, e   se consideram isso como sendo um pecado, se arrependem. O primeiro é sem lágrimas, o outro chora. O cristão reto não está contaminado com esta lepra; ele tem retidão em sua mente.
10. Um homem reto é de um espírito simpatizante. Ele carrega em seu coração as misérias de Sião.
Plínio fala da videira de ouro, que não sente nenhuma lesão do vento ou tempestades. A Igreja triunfante pode ser comparada a esta videira de ouro, que está acima de todas as tempestades, e floresce em glória perpétua; mas a igreja militante não é uma videira de ouro, mas uma videira sangrante. Ora, onde há sinceridade, há simpatia.
Um hipócrita pode ficar afetado com as suas próprias misérias, mas um coração reto é afetado com as misérias da igreja. Um hipócrita confesso pode ser sensato das misérias do público, na medida em que ele próprio está em causa, como um homem pode ficar incomodado ao ouvir de um navio naufragando, porque ele próprio está embarcado nele.
Mas um cristão reto, embora não seja tocado em seu próprio particular, ainda, porque isto vai mal com a igreja, e a religião parece perder terreno, ele conta a perda da igreja como sendo a sua perda, ele chora em lágrimas por Sião, e sangra em suas feridas.
Jeremias, o profeta que chorava, fazia das misérias da igreja a sua própria, Lam 3: 1. "Eu sou o homem que viu a aflição." Ele sofreu menos em sua própria pessoa, pois ele tinha uma proteção concedida a ele; pois o rei deu ordem para que fosse bem tratado, Jer 39:11, 12; mas sentia mais por relação de simpatia. Embora fossem as misérias de Sião, elas eram lamentações de Jeremias; ele sentiu as duras dores de Israel em sua cama macia. Neemias coloca no coração as misérias da igreja, sua compleição começa a mudar, e ele parece triste, Ne 2: 3. "Como não há de estar triste o meu rosto, estando a cidade, o lugar dos sepulcros de meus pais, assolada, e tendo sido consumidas as suas portas pelo fogo?”
Quem estaria triste, quando o copo de vinho do rei está tão perto? Oh, mas a igreja de Deus estava doente? Portanto, ele se cansa da corte, deixa o seu vinho, e mistura a bebida com choro. Aqui estava um homem reto.
A verdadeira graça enobrece o coração, dilata as afeições, e envia um homem para além da esfera de suas obrigações privativas, fazendo-o se importar com a condição da igreja como sendo a sua própria. Oh, quão poucos santos são retos! "Ai dos que dormem em camas de marfim, e se estendem sobre os seus leitos, e comem os cordeiros tirados do rebanho, e os bezerros do meio do curral; que garganteiam ao som da lira, e inventam para si instrumentos músicos, assim como Davi; que bebem vinho em taças, e se ungem com o mais excelente óleo; mas não se afligem por causa da ruína de José". Amós 6: 4-6.
Sucede com a maioria das pessoas o mesmo que ocorre com um bêbado dormindo - ele não é sensível a qualquer coisa que seja feita; deixe que outros sejam mortos perto dele, e se deitem sangrando ao seu lado, e ele não é sensato disto. Ele dorme firmemente no seu vinho. Assim é com muitos que estão embriagados com o vinho da prosperidade, e caíram em sono profundo. Embora a igreja de Deus se encontre sangrando de suas feridas perto deles, e pronta para sangrar até a morte; eles não são sensíveis, têm esquecido completamente de Jerusalém. Como Temístocles, que quando se ofereceram para ensinar-lhe a arte da memória, ele desejava que lhe ensinassem a arte do esquecimento. O diabo tem ensinado a muitos homens esta arte. Eles esqueceram as misérias da igreja. Os santos são chamados de pedras vivas, 1 Pe 2: 5; portanto, se houver qualquer violação na casa espiritual quem deve ser sensato disto. não é a igreja que é esposa de Cristo? E vê-la ferida, e Cristo através dela, isso não afeta nossos corações? A igreja é "a menina dos olhos de Deus", Zac 2: 8, e ver a menina dos seus olhos chorar, não vai fazer com que choremos também? Um coração reto não pode deixar de lamentar e sentar-se à cabeceira da igreja, e ouvir seus gemidos de morte.
11. O justo é liberal e doa.
1. Ele tem um coração liberal para a manutenção do culto de Deus. Ele não vai deixar o fogo do altar de Deus apagar por falta de combustível. Quão vastas somas de ouro e prata Davi preparou para a casa de Deus! 1 Cron 29: 3-5: "Além disso, porque pus o meu afeto na casa de meu Deus, o ouro e prata particular que tenho, eu o dou para a casa do meu Deus, afora tudo quanto tenho preparado para a casa do santuário: três mil talentos de ouro, do ouro de Ofir, e sete mil talentos de prata refinada, para cobrir as paredes das casas; ouro para as obras e ouro, e prata para as de prata, para toda a obra a ser feita por mão de artífices. Quem, pois, está disposto a fazer oferta voluntária, consagrando-se hoje ao Senhor?"
Os hipócritas, se eles podem ter bolsas de ouro, ficam contentes em ter sacerdotes de madeira. Eles adoram um evangelho barato, eles ficam relutantes em serem acionados para muita despesa. Como muitos perderam suas almas para economizar dinheiro! O cristão reto não irá oferecer a Deus, o que nada lhe custe.
2. O homem reto tem um coração liberal para os pobres de Cristo. Salmo 112: 9: "Espalhou, deu aos necessitados; a sua justiça subsiste para sempre; o seu poder será exaltado em honra."
A palavra hebraica para piedoso significa misericordioso. O justo derrama o óleo dourado de misericórdia nas feridas dos outros. A mão do homem pobre é o tesouro de Cristo; o santo que é reto está sempre lançando ao tesouro de Cristo. Misericórdia e liberalidade é a bandeira que a integridade empunha.
A mais excelente coisa é, a mais difusiva. As nuvens derramam seus chuveiros de prata, o sol envia ao exterior os seus raios dourados. "O fim da vida é utilidade." Qual o benefício há em um diamante na rocha; e que bem há em se possuir uma grande propriedade, se este diamante está trancado em um coração de pedra?
Que diremos a homens egoístas? São estes retos? "Todos procuram o que é do seu próprio interesse", Fp 2:21. Assim como você pode extrair óleo a partir de uma pederneira de igual modo se pode extrair uma gota de caridade a partir deles. Alguns observam que o solo é mais estéril perto de minas de ouro; e na verdade é muito frequentemente assim em um sentido espiritual; aqueles a quem Deus mais tem enriquecido com propriedades, são mais estéreis em boas obras. Como ele pode dizer que tem um coração reto se tem uma mão atrofiada? Como se atreve a dizer que ama a Deus com sinceridade? 1 João 3:17: "Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode o amor de Deus estar nele?"
O que devemos pensar dos tais, que não distribuem as sementes de misericórdia e compaixão para os outros. Deveriam ser contados como sendo retos? Cristo se fez pobre para nos enriquecer, 1 Cor. 6: 8, e estes fazem outros pobres, para ficarem ricos! Em vez de dar aos pobres uma coberta, eles tiram a coberta deles! Estes são aqueles que levantam a riqueza de suas próprias famílias, a partir da ruína de outros. Eles não são aves do paraíso, mas aves de rapina. Alguns fazem isso sob a máscara da profissão religiosa; isto é como se um ladrão devesse cometer um assalto nas próprias vestes do juiz; ou como se uma mulher devesse se prostituem com a Bíblia que se encontra diante dela. Estes não fazem parte dos que são retos. O justo é um benfeitor público, no lugar onde ele vive; ele é dado a obras de misericórdia. Ele é como Deus, que "faz suas fontes correrem entre os vales," Salmo 104: 10, o mesmo acontece com o homem reto que faz suas fontes de caridade correrem entre os vales de pobreza.
12. O reto é progressivo em santidade. Ele persegue os maiores graus de santidade, Jó 17: 9. "Contudo o justo prossegue no seu caminho e o que tem mãos puras vai crescendo em força." A retidão está no coração, como a semente na terra, a qual crescerá, Colossenses 2: 9.
Cristãos doentios descansam em alguns desejos fracos e formalidades; isto sucede com os hipócritas como quem tem no corpo alguma atrofia, a qual, embora receba alimento, não se desenvolve. Os cristãos retos "prosseguem em conhecer ao Senhor", Os 6: 3. O justo não é como o sol de Ezequias, que retrocedeu dez graus; nem como o sol de Josué, que ficou parado; mas como o sol de Davi, que vai para a frente.
Objeção. Mas pode um filho de Deus dizer, eu temo que eu não seja reto, porque eu não percebo que eu fico mais forte?
Resposta. Você pode prosperar em graça, embora não perceba. A planta cresce, mas nem sempre no mesmo lugar. Às vezes ela cresce nos ramos, às vezes secretamente na raiz. Da mesma forma, uma alma reta cresce, mas nem sempre na mesma graça; às vezes mais elevada nos ramos, no conhecimento; às vezes prospera na raiz, com humildade; o que é tão necessário como quaisquer outros fatores de crescimento. Se você não estiver mais alto, mas se você é mais humilde, aqui está um progresso, e esse progresso evidencia os sinais vitais de sinceridade.
13. O justo ordena sua VIDA retamente. Salmo 50:23: "àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus." O homem reto é um padrão de santidade; ele pisa de maneira uniforme, ele caminha como Cristo o fez, 1 João 2: 6.
Embora o principal trabalho da religião seja interior, todavia, "nossa luz deve brilhar", para que outros possam contemplá-la. A fundação da sinceridade está no coração, mas a sua bela fachada aparece na conduta. Os santos são chamados de joias, porque eles lançam um brilho cintilante nos olhos dos outros. Um cristão reto é como o templo de Salomão, com ouro por dentro e por fora. A sinceridade é um fermento santo, que está no coração, e vai trabalhar na vida, tornando-a crescida e para que suba tão alto quanto o céu, Fp 3:20.
Alguns se gabam por terem um bom coração, mas suas vidas são tortas. Eles esperam ir para o céu, mas os seus passos seguem para o inferno, Provérbios 5: 5. Um cristão reto coloca uma coroa de honra sobre a cabeça da religião, ele não se limita a professar o evangelho, mas o decora se afadigando para andar tão regular e santamente, que se poderia supor que caso a Bíblia fosse perdida, ela poderia ser encontrada novamente em sua vida.
14. O justo será bom nos maus momentos. O laurel mantém a sua frescura e verdura na estação do inverno. Jó 27: 6 "À minha justiça me apegarei e não a largarei; o meu coração não reprova dia algum da minha vida."
A retidão é uma compleição que não irá mudar. O zelo do homem reto é como o fogo que as virgens vestais mantinham sempre queimando em Roma.
O hipócrita parece reto, até que os tempos de provação venham. O cristal se parece com pérolas até que receba o golpe do martelo. O hipócrita é somente bom na luz do sol; ele não pode navegar em uma tempestade, mas retira-se para a costa. Os naturalistas falam da pedra Chelydonian, que não manterá a sua virtude por mais tempo do que quando é encapsulada em ouro. Este é um símbolo adequado de hipócritas, que são bons somente quando eles são colocados na prosperidade de ouro; se lhes é tirado o ouro, eles perdem a virtude que pareciam ter. Os professores da fé que são falsos, como a madeira verde, se encolhem no sol ardente da perseguição. O calor do fogo ardente esfria seu zelo.
Um homem reto – seja o que for que ele venha a perder, ele mantém a sua integridade. Os três filhos hebreus, ou melhor, os três campeões, eram invencíveis em sua coragem, Dan. 3:18. Nem a música de Nabucodonosor poderia lisonjeá-los, nem poderia sua fornalha assustá-los e levá-los a negar sua religião. Paulo se gloriava em seus sofrimentos, Romanos 5: 3; ele pegava a corrente que o prendia, e a apresentava como um estandarte de honra, pelos sofrimentos que suportava em prol do evangelho. Inácio chama seus grilhões de suas pérolas espirituais; eles eram tão preciosos para ele como um colar de pérolas; assim o homem reto, se a morte está lhe visitando para o final da corrida; ele corre mais rápido em direção ao centro. Dele se pode dizer, "Você guardou o vinho melhor até agora."
15. Um homem reto se esforça para colocar os outros em pé. É o seu trabalho "fazer com que as coisas tortas fiquem em linha reta." Onde há vida, há um poder de propagação. 1 Cor. 4:14, "Em Cristo Jesus te gerei por meio do evangelho"; um bom homem trabalha para fazer bem aos outros; como o fogo faz para assimilar e transformar tudo em sua própria natureza. Lucas 21:32. "Quando você se converter, confirma os teus irmãos." O justo está no lugar de Deus para o seu irmão, ele aumenta seu conhecimento, confirma sua fé, e inflama seu amor. Se ele vê seu irmão em declínio, ele trabalha para trazê-lo de volta; quando a casa começa a inclinar-se, você coloca debaixo dela uma peça reta de madeira para apoiá-la. Outro começou a inclinar-se ao erro, o cristão reto, como madeira em linha vertical, faz o apoio apropriado e o firma.
E assim eu pus diante de você o caráter do homem reto. Eu tenho apresentado a imagem do homem justo.

Aplicação
A aplicação que eu faria de tudo isto é para que você se apaixone por esta imagem, e se esforce para se assemelhar a ela.
E há uma grande motivação no texto para fazê-lo amar a retidão. Veja qual honra distintiva que é colocada sobre o homem reto. Deus o chama de perfeito, “Nota o homem perfeito."
Questão. Mas pode alguém ser perfeito nesta vida? "Quem pode dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou de meu pecado?" Provérbios 20: 9.
Resposta. Longe de mim sustentar que um cristão seja puro do pecado nesta vida. Se não houvesse Bíblia para refutar essa opinião, a própria experiência de um cristão faria isso. Nós encontramos os movimentos contínuos do pecado que trabalham em nossos membros. Paulo chama isto de "um corpo de morte", Romanos 7:24. A graça nesta vida é como o ouro no minério, cheio de mistura. Mas ainda assim, em sentido evangélico, do homem reto é dito ser perfeito, em cinco tipos de formas:
1. Um homem reto é perfeito com uma perfeição de partes, e não de graus. Não há nenhuma parte dele, que não seja bordada com a graça. Embora ele seja santificado, isto é senão em parte - mas ele é santificado em cada parte; portanto, na graça um crente é chamado de um novo homem, Colossenses 3:10. A obra do Espírito no coração é um trabalho exaustivo; Salmo 51: 2: "Lava-me completamente da minha iniquidade." A graça no coração é como o ar no crepúsculo; não há nenhuma parte do ar, que não tenha um pouco de luz na mesma, e, nesse sentido, o homem reto é perfeito.
2. O justo é perfeito COMPARATIVAMENTE, em relação aos outros. Assim Noé foi perfeito em sua geração, Gênesis 6: 9. Noé, em comparação com o mundo profano, era um homem perfeito. O ouro no minério, em comparação com o chumbo ou latão é perfeito. Um campo de trigo, embora possa ter algumas ervas daninhas crescendo nele, no entanto, em comparação com um campo de joio, é perfeito.
3. O justo é perfeito no que diz respeito a seus objetivos. Ele visa à marca da perfeição. O homem reto anseia pela perfeição, e por isso dele é dito que "não peca" 1 João 3: 9, porque embora ele não esteja sem pecado, todavia a sua vontade é contra o pecado. Ele colocou o pecado para baixo, embora este traidor rebelde esteja em seu ser. Quando ele falha, ele chora; e isto é uma perfeição evangélica.
4. O justo é perfeito através da justiça de Cristo. Ele está perfeitamente justificado, Col. 2:10. "Você está perfeito nele." Através do vidro vermelho, tudo parece vermelho; através do vidro do sangue de Cristo, a alma é vista como bela e gloriosa! Aquele que está na túnica da justiça de Cristo, é perfeito. Aquele que tem a justiça de Deus, é perfeito, 2 Cor. 5:21.
5. Deus chama o homem reto perfeito, porque ele tem a intenção de fazê-lo assim. Cristo chama sua esposa de imaculada, Cant. 5: 2. "Abre-me, minha pomba, minha imaculada", ou como está no original, "a minha perfeita, minha única impecável". Não que a cônjuge seja assim, ela tem seus pontos e manchas, mas é ainda imaculada, porque Cristo tem a intenção de fazê-la assim. Deus nos escolheu para a perfeição, Ef 1: 4. Enquanto aqui embaixo somos apenas o rascunho daquilo que seremos, no entanto, Deus nos chama perfeitos, porque ele pretende, pelo lápis do Espírito Santo, nos atrair em nossa beleza, e colocar a cor dourada da glória sobre nós. Assim, que o homem reto é perfeito, é tão certo a ser feito como se já tivesse sido feito.



Agora eu avanço para a segunda parte do meu texto, que é:
II. A COROA do homem reto.
"O fim desse homem é a paz!" Como o reto é honroso enquanto ele vive, ele é perfeito; e assim ele é feliz quando ele morre. "Seu fim é paz." A palavra paz, circunda toda a bem-aventurança na mesma. "O fim desse homem é a paz"; um homem sábio olha para o final de uma coisa; Ecl. 7: 8: "Melhor é o fim de uma coisa do que o seu começo." Então pacífico é o fim de um homem justo, e Balaão desejou isso, Num 23:10. "Que eu morra a morte dos justos, e seja o meu fim como o deles!" (Só que Balaão não alcançou isto porque não viveu como um justo, pois o fim abençoado só é concedido por Deus para aqueles que viveram em justiça – nota do tradutor.)
Agora, o homem reto vai para fora do palco deste mundo usando uma coroa tripla de paz.
1. Ele tem paz com Deus. Deus lhe diz: "Tende bom ânimo, os teus pecados te são perdoados." Não tenho nada contra você; você colocou seus pecados para fora do seu coração, e eu não vou colocá-los em sua conta. Os rabinos judeus dizem que Moisés morreu com um beijo da boca de Deus. Estou certo disto – que o justo morre abraçando Cristo e beijando as promessas.
2. Ele tem a paz com a consciência. 1 João 5:10, "Aquele que crê tem o testemunho em si mesmo." Seu fim, deve ser a paz que tem um Deus sorrindo, e uma consciência sorrindo. Agostinho chama, "o paraíso de uma boa consciência." Um homem piedoso está neste paraíso antes de morrer. Que doce música canta o pássaro da consciência no peito de um crente! "Tende bom ânimo", diz a consciência, “você já andou em retidão em uma geração corrompida! Não tema a morte!" Esta é a antecipação do céu; aqui está o maná no vaso de ouro; quem morre com a paz de consciência, voa para o céu como a pomba de Noé na arca, com um ramo de oliveira na boca.
3. O homem reto tem paz com os santos. Ele tem uma boa palavra deles, eles embalsamam sua memória, e erguem para ele monumentos de honra em seus corações. Assim, o fim do homem reto é a paz, ele é conhecido entre o povo de Deus; ele não herda sua censura, mas o seu louvor. Ele é levado para a sepultura com uma chuva de lágrimas.




Aplicação
Aplicação 1. INFORMAÇÃO. Veja uma grande diferença entre o justo e o ímpio em seu fim. "O fim do homem reto é a paz", mas "o fim dos ímpios é serem cortados," Salmo 37:38. O fim de um homem ímpio é vergonha e horror, ele morre com convulsão de consciência. Ele vive em um ambiente calmo, mas morre em uma tempestade, Jó 27:20. " Pavores o alcançam como um dilúvio; de noite o arrebata a tempestade." Como Plínio fala daqueles que nadam ao longo agradavelmente até caírem no mar morto. Para cada pecador eu digo como Abner a Joabe, 2 Sam. 2:26, ​​"Você não percebe que isso vai acabar com amargura?"
O que é o fim de hipócritas? Jó 8:13. "A esperança deles será cortada!" Qual é o final de apóstatas? 2 Pe 2:20, "Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro."
"O fim dos ímpios é ser cortado." Quando eles estão no seu final de suas vidas, eles estão em seu juízo final, Salmo 107: 27.
Objeção. Mas não vemos os piores homens saírem do mundo calmamente e sem problemas como qualquer outro? Será que eles não morrem em paz?
Resposta 1. Se um homem ímpio parece ter paz na morte, não é pelo conhecimento de sua felicidade, mas da ignorância de seu perigo! Hamã foi alegremente para o banquete, mas pouco ele pensou que um segundo prato deveria ser servido!
Resposta 2. O homem ímpio pode morrer em uma letargia, mas não em paz. Nabal morreu tranquilamente; mas é um tolo, aquele que deseja ter a sua alma com a de Nabal.
A consciência pode ser como um leão adormecido, mas quando este leão acorda, ele vai rugir sobre o pecador!
Questão 3. O homem ímpio pode morrer em presunção, mas não em paz. Ele espera que tudo esteja bem com ele, mas há uma grande diferença entre presunção e paz. Será tanto pior ir para o inferno, com a esperança do céu! Um homem mau imagina-se em bom estado; morre em presunção, mas não em paz.
Observa-se, em sua maior parte, que Deus dirige um pecador para fora do seu tolo paraíso, por ele imaginado, antes de morrer. Deus deixa a consciência perdida sobre ele, e a culpa estraga sua música; e antes que sua vida seja cortada, sua esperança é cortada. Vou terminar isto com aquela afirmação de Cristo, Lucas 11:21: "Quando o valente guarda, armado, a sua casa, em segurança estão os seus bens". A paz que um pecador parece ter, não é senão a paz do diabo. Sua serenidade, é senão falsa segurança, e tudo o que ele pode prometer a si mesmo, Satanás faz, senão acalmá-lo com chocalhos. Quem vive sem a graça, morre sem paz!
Aplicação. 2. Aqui está um infinito CONFORTO para o homem reto. Seu fim é a paz. Sua vida está entrelaçada com problemas, "somos atribulados por todos os lados," 2 Cor. 4: 8, como um navio que tem as ondas que batem em ambos os lados. Mas o fim é a paz; e a suavidade do final pode fazer a reparação para a rudeza do caminho. O homem reto, embora ele viva em tempestades, ele morre em um ambiente calmo, Jer. 31:17. "Há esperança no seu fim." O fim coroa tudo; o homem reto, embora beba absinto enquanto ele vive - contudo ele nada no mel quando morre! O homem reto como Simeão, "Parte em paz", Lucas 2:29, e seu fim é em paz, é senão a sua "entrada para a paz", Isaías 57: 2. Ele entrará em paz; o dia de sua morte é seu dia de casamento. A graça dá ambas as flores e as colhe - as flores doces de paz aqui, e a colheita cheia de glória no porvir.
Paula, aquela piedosa senhora, quando leram para ela a escritura de Cant 2:11, "O canto dos pássaros é vindo" - "Sim", disse ela, "o canto dos pássaros já é chegado!" E assim estando cheia da paz, que a tirou de seu leito de morte, foi triunfando, e por assim dizer, cantando para o céu!
Então, "gritem de alegria todos os que sois retos de coração!" Salmo 32:11. A paz é aquela guirlanda, que é colocada sobre a cabeça dos justos e nunca se desvanecerá, assim diz o meu texto, "Nota o homem sincero, e considera o reto, porque o fim desse homem é a paz.”






Este texto é administrado por: Silvio Dutra
Número de vezes que este texto foi lido: 425


Outros títulos do mesmo autor

Artigos O Grande Ganho da Piedade – Parte 3 Thomas Watson
Artigos O Grande Ganho da Piedade – Parte 2 Thomas Watson
Artigos O Grande Ganho da Piedade – Parte 1 Thomas Watson
Artigos A Luta da Fé Coroada Thomas Watson
Artigos O Homem de Caráter Reto Thomas Watson
Artigos Uma Nova Criatura Thomas Watson
Artigos O Deleite Espiritual dos Santos Thomas Watson
Artigos "Todos os teus filhos serão ensinados do Senhor" Thomas Watson
Artigos A Arte do Contentamento Divino Thomas Watson
Artigos Jesurum Thomas Watson

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 20.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 185121 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 163019 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 160696 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130299 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 117427 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 76515 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69508 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 63917 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 59833 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55368 Visitas

Páginas: Próxima Última