Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Devaneios, Apenas
Apenas
nute do quara


Em devaneios tolos e loucos, porem reais e humanos emana a grandeza e a leveza do ser, na áurea da abre-a da luz que no sorriso placito da vida, em muitas vezes o corpo expressa a longa e ardente jornada, porem amando a próxima esquina da loucura que pulsa vibrante no ardor da dor, que reluz na grandeza de um simples e meigo sorriso na face cansada, porem sem expressar a real e subida loucura real dos devaneios loucos, em noites solitárias e amargas, vazia no silencio da mente um beijo reluz a própria mente, sem tocar os lábios suculentos e proibidos da vida.
Uma curva, uma virgula no meio do nada, um beijo sem sabor de beijo, porem único com sabor de dor e de amor, companheira solitária do solitário coração, a saudade durante o curso do dia apenas acaricia suave com seu acoite, de noite bate forte e bem colocado seus golpes de dor e de amor, sem razão querendo encontrar alguma razão, e entre virgulas perdidas do alfabeto, desnudando a própria vida , nas curvas impares da amada, um beijo sem sabor na dor e no amor, proibido da vida.
   Que a vida nos encha de paixões e loucuras razoes e incertezas nos caminhos da existência, por que de verdades e mais verdades com muita razoes , todos lábios proferem as suas , por isso prefiro as incertezas da próxima curva ou reta nos lábios loucos e insano da amada, dentro do ciclo completo de mais uma loucura, por alguns segundos dourados do que dias e mais dias de verdades e razoes sem emoções e razoes. Devaneios loucos e tolos, tolos e loucos de amor, porem reais e insanos na insana lama, da lama negra que cobre as cinzas fugaz e atroz da razão e da emoção, em muitas vezes devaneando pelos caminhos da razão e da emoção julgando a insana loucura de alguém, pobres mortais, que julgam a si mesmo os loucos e amados devaneios tolos e insanos da loucura. Em delírios acordado em devaneios , amando o decote , e que decote que descrever e resplendece todo ser tanto nua como também em seus trajes de gala da alma amada proibida da vida, um beijo na loucura dos devaneios tolos e sortidos nas curvas do decote em que apenas o decote descrever sem expressar palavras toda essência de amar.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 117


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Parte em metades nute do quara
Poesias Sussurro de Amor nute do quara
Poesias Enlace nute do quara
Poesias Devaneios, Apenas nute do quara


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 64572 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 54332 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 43178 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 42755 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 40835 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 40251 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 37799 Visitas
Amores! - 36056 Visitas
Desabafo - 35447 Visitas
Faça alguém feliz - 33861 Visitas

Páginas: Próxima Última