Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A COBRA DO COQUEIRO
NUNCA HUMILHE NINGUÉM O MUNDO DA VOLTAS
João Vitor Oliveira de Souza

Um belo dia havia um homem em poço bebendo água, ate que chegou ate ele uma moça super bonita, com o nome de Sulamita a jovem era tão bonita que os seus olhos refletiam tudo que estava ao seu redor, mas essa jovem escondia um grande segredo, que só sabia ela o homem do poço ficou encantado pela aquela bela moça. Mas não sabia como fazer para conquista-la afinal ela era super bonita e tinha a aparência de ser bem rica, mas ele não tentou ver por esse lado, tirou uma dia para descobrir mas sobre ela já que ela não falava quase nada, então marcou todos os pontos, do que ela fazia e em que horas fazia.

Ela ia no poço todos os dias, buscar água para as ovelhas de seu querido pai, ele chega e se apresenta olá moça prazer Samuel e o seu? Oi eu sou a Sulamita, é eu te olhando por um dia dizia ele. Ela curiosa e sem entender perguntou, como assim? Você é muito bonita sabia ? perguntava ele. Um muito obrigada! Então tava pensando aqui se você não quer namorar comigo.

Ela baixa a cabeça e ri muito, eu namorar você se olhe no espelho veja se tem cabimento uma pessoa como eu namorar você. Ah eu bem que desconfiava que você era assim mesmo. Assim como? Uma metidinha rica que sai por ai humilhando os mais inferiores.
eu filho não tenho culpa de você ter nascido pobre. Posso ate ser pobre mas tenho um bom coração, diferente de você! Olha sai daqui imediatamente, se não quiser que eu mande pastorar esse poço e você nunca mas poder beber água nele. E o homem sai com a cabeça baixa e com algumas lagrimas caindo do seu rosto. Mas ao chegar sua casa ficou pensando em tudo que ela tinha lhe falado, e decidiu por mas uma vez espiona-la. E foi ai que acabou descobrindo o segredo dela, o segredo que ela só sabia.
Houve um dia em que seu pai decidiu, casa-la pois já estava com vinte e quatro anos e ainda não tinha seu primeiro namorado, ele lançou um desafio para todos os homes daquela região, o desafio consistia em comer uma traíra viva, começando pela sua cabeça, poucos conseguiram e um deles era o homem do poço a quem ela tinha humilhado. Dai sobraram cinco concorrentes, seu pai mandou ela descartar quem ela não queria na competição deixando apenas três, o primeiro que ela escolheu foi o home o poço, mas ele usou de sabedoria quando ela falou aquele ali, ele disse, mas você lembra da areia, perto do coqueiro, ela percebeu do que ele estava falando, e escolheu os outros dois eliminados. Enquanto todos cochichavam baixinho que areia que coqueiro?

Tudo acabou, e adivinhem que ganhou o desafio. Então ele chegou pra ela e disse poxa quem diria, em? Quem não queria de jeito nem um namorar comigo, ate que você mudou de ideia bem rápido.
Fique quieto desgraçado se você contar pra aguem o que viu, lá u te mato!
Fique tranquila xuxuzinho eu não vou contar a ninguém, agora que eu tenho você ao meu lado. Sou o teu homem e mando agora em você, então hove o casamento e ela já penando, como matar ele, pra que esse casamento não dourasse por muito tempo.
Logo teve uma grande ideia mata ele enquanto ele dormia ao seu lado, então esperou que todos dormissem e se transformou em cobra e com só mordida, o mordeu.
Ela rapidamente, desvirou e disse agora eu quero ver se você fica mas ao meu lado, quando eu acordar amanha vou gritar chorando, desesperada pra todos acharam que você foi morto por uma picada de cobra.
E assim aconteceu, ela acordou de manhãzinha chorando e gritando bem alto, foi onde acordou todos da casa e foram ate ela pra saber oque tinha acontecido. Meu marido morreu! Dizia ela, e agora oque farei?

Então anunciaram a morte do moço em todo lugar, e seu velório ficou completamente cheio de gente, e todos bem curiosos para saber o motivo de tal morte, então pouco tempo. Não deram nem uma explicação pra quem estava presente, viram a Sulamita chorando. Mas eles não sabiam que eram lagrimas falsas, e totalmente frias.
Passado-se os anos lá vai ela novamente ao poço, ele aparece e ela se assombra, sai sai daqui assombração!
E com uma risada sinistra e bem alta ele fala assombração é? Tem certeza?
Claro que tenho, você esta morto!
Ah e é? Pois toque em mim, você já viu morto ter carne?
E ela super com medo se aproxima e toca nele, mas como isso é possível você foi enterrado em buraco de sete palmos, como pode ter saído de la? Ainda mas com o caixão todo parafusado?

Então eu não fui enterrado, como você ta falando ai, e quanto a sua picada que recebi ela não podia mim matar, pois toda noite quando íamos dormi eu tomava um sonífero que tinha uma ação de 24 horas. E ouvi tudo que você falou naquela noite, agora eu resolvi aparecer só pra te desmascara.
Não por favor não faça isso minha reputação vai por água abaix. Pois é tivesse pensado nisso antes de mexer com o burrinho feio aqui. Não foi isso que você falou?
Mil desculpas, eu tava descontrolada e falei sem pensar. Não adianta vim com desculpas nada vai mudar oque você fez, e eu não quero ser nada seu mais. Agora deixa eu ir porque marquei um debate na praça pra todas as pessoas, dizia que se tratava de você . agora todos vão saber quem você é de verdade.

Não não por favor , então ela corre e segura na mão dele e fala, eu faço tudo que você quiser, mas por favor não fale nada de mim pra essa gente.
Você faz tudo que eu quiser, e mim dar oque eu quiser?
Ela levanta a cabeça para e passa a mão na testa e responde. Sim
Então pensando bem o pobretão aqui não tem nem uma casa, né, então quero todos os seus imóveis!
Mas com? isso não é possível, bom você que sabe tou indo pra praça você tem o tempo de eu chegar lá pra pensar
Tudo bem eu aceito a proposta, vou te passar em papel todos os meus bens! Otíma boa garota, agora vamos lá pra praça. Mas você disse que não ia falar nada? Eu não mas você vai! Você vai falar e publico que vai passar tudo pra meu nome.
Quando ele sobe no palanque, todos abrem a boca, é pessoal boa tarde mas não é o que vocês estão pensando eu sou gemio.    Foi eu que marquei essa seção por que a Sulamita tem algo a fala, e é de interesse de todos.
Bom boa tarde gente, é devido a minha doença eu decidi passar todos os meus bens e imóveis para esse senhor, que é irmão do meu ex e falecido marido. Ele merece muito.

E assim aconteceu, todos os bens foi passado em papel. No dia que ela ia saindo de uma da suas ex casa, ele disse epa apa aonde tu pensa que vai, ué essa casa agora é sua eu vou embora, não você vai ser minha empregada.
Se você for embora tu não vai ter onde morar, então tu vai ficar aqui. E assim aconteceu, ela ficou morando com ele por muitos tempos, dai começou um amor verdadeiro, passaram a lembra da época que estavam casados. E com um beijo verdadeiro ela se libertou da maldição, pois não sabia ela que existia uma maldição, de infância . que fazia com que ela se transformassem em cobra.

Bom mas tudo acabou bem, eles casaram novamente, e tiveram uma família muito grande, e a parti dali o amor e a simplicidade passou a habitar a vida do casal ate os dias de hoje.          


                                                                                                                                     Fim.   


Biografia:
João Vitor Oliveira de Souza
Número de vezes que este texto foi lido: 124


Outros títulos do mesmo autor

Contos A VIAGEM NÃO DEFINIDA João Vitor Oliveira de Souza
Contos A COBRA DO COQUEIRO João Vitor Oliveira de Souza
Romance COISA DE APAIXONADOS João Vitor Oliveira de Souza
Poesias CORAÇÃO TRISTE João Vitor Oliveira de Souza
Romance O Sumiço De Daiana João Vitor Oliveira de Souza


Publicações de número 1 até 5 de um total de 5.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 41098 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 38712 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 30788 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30525 Visitas
Amores! - 30104 Visitas
Desabafo - 29901 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29818 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29812 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29771 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29601 Visitas

Páginas: Próxima Última