Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ciúmes
Carlos Vagner de Camargo

Sentimento amargo, azeda o coração.
Fruto sem sentido tira-nos a razão.
Aflora mágoas passadas, traz a podridão.
Fina lâmina que corta do amor a ligação.

Aloja-se tão feio em tão bonito coisa tão feia?
É traiçoeiro como a aranha e sua teia.
Corrói como traça a parede interior,
É capaz de destruir até o mais belo amor.

Como senti-lo quem convive com a paixão,
Se quem ama confia, tem o pé no chão?
Alveja as almas, afogueia e ainda atiça
Desregra com o ódio, anula a justiça.

Longe de mim óh perfídia imoral,
Veneno sangrento de áspide mortal.
Que estraçalha e mata o “animal”
Que és feição, do próprio mal.


Biografia:
Sou paulista nascido em Ilha Solteira, interior de SP, formado em Letras Licenciatura Plena pelo Centro Universitário Assunção UniFAI, tenho 35 anos e estou para começar a lecionar no meio público e privado de ensino fundamental e médio. Sou músico,canto, toco, fui tenor do Coral Sagrado Coração de Jesus em Três Lagoas-MS, Sempre escrevi muito, lia muito, hoje dois anos após minha formatura, estou retomando a todo o gás o gosto pela leitura. Amo Shakspeare, mas leio de tudo, desde tratado filosóficos a textos de Zola, Tolstoi entre outros grandes. Tenho poemas publicados pelo site da UniABC (onde atualmente trabalho), pelo professor Sérgio Simka no link http://grupodeescritoresdauniabc.uniblog.com.br/ Ainda não sou conhecido, mas espero em breve sê-lo.
Número de vezes que este texto foi lido: 28524


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Pipas Carlos Vagner de Camargo
Poesias Afaste-me da chuva Carlos Vagner de Camargo
Poesias Álibi Carlos Vagner de Camargo
Poesias Redundância Feminina Carlos Vagner de Camargo
Poesias Desconstruindo Carlos Vagner de Camargo
Poesias Coisas compradas Carlos Vagner de Camargo
Poesias Divagação Carlos Vagner de Camargo
Poesias Dadaísmo Carlos Vagner de Camargo

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 68 de um total de 68.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Chuva ensolarada - Matilde Diesel Borille 183 Visitas
Tóxicas Mentes - Bia Nahas 183 Visitas
cidade de curitiba - João Belato 183 Visitas
CIDADES ABERTAS É EM ALERTAS - João Belato 183 Visitas
Quando as roseiras murcham - Matilde Diesel Borille 183 Visitas
Versículo 9 - FERNANDO 183 Visitas
Quem me representa agora? - Roberto Queiroz 182 Visitas
Calada - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 182 Visitas
Chuva e lágrimas - Matilde Diesel Borille 182 Visitas
CONSPIRAÇÃO - Ivan de Oliveira Melo 182 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última