Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Chico deu continuidade às obras de Kardec
Chico deu continuidade às obras de Kardec
Henrique Pompilio de Araujo

Resumo:
As obras de André Luiz recebidas por Chico Xavier são a continuidade das obras de Allan Kardec que não teve tempo de receber naquele tempo.

CHICO DEU CONTINUIDADE ÀS OBRAS DE KARDEC
     Já próximo ao seu desencarne na França, os espíritos disseram a Kardec que ele ficaria pouco tempo na espiritualidade e logo estaria de volta para dar continuidade à sua obra. Todos os espíritas do mundo ficaram aguardando quem seria ele. Nesse meio tempo houve a expansão do Espiritismo, Kardec deu algumas raras comunicações por aí, mas ninguém sabia do codificador.
     Em 1910 renasce Chico Xavier, numa extrema pobreza e aos 17 anos começou o seu trabalho como psicógrafo. Depois de alguns anos de trabalho recebeu a obra dos espíritos chamada: “Parnaso de Além-Túmulo”. Foi um espanto em todo o mundo, pois ali ele reunia muitos e muitos escritores brasileiros e portugueses já falecidos. E eles escreviam em seu próprio linguajar. Mas esta obra teria alguma coisa a ver com Kardec? É Claro que não.
     Para ser um continuador de Kardec, teria que escrever obras de instruções espíritas. Chico passou a receber inúmeras obras sobre variadas temas, mas eram a continuação de Kardec? Não. Estas obras não provariam nada. Vejamos então: Chico escreveu muitos livros de mensagens espirituais, muitas cartas, alguns romances, muitos contos, algumas poesias, alguns relatos de reuniões mediúnicas, algumas obras com temas históricos e proféticos. Até aí não encontramos nada para dizer que eram a continuação de Kardec.
     Por outro lado Chico, veio como homem, mas com um espírito totalmente feminino, com seus jeitos e trejeitos e isto dificultava ainda mais dizer que ele era Kardec com aquele porte garboso, todo cheio de si, um cientista de renome. Esta briga ainda continua com muitos espíritas.
     Eu mesmo sempre defendi que Chico era uma alma feminina porque em quase todas as reencarnações dele, sempre renasceu como mulher. Mas eu já desconfiava que ele poderia ser Kardec por um tipo de obras que ele escreveu. Entretanto a minha mente não aceitava que ele fosse Kardec, devido a sua postura feminina. Escrevi em nosso jornalzinho defendendo que ele era um homem trabalhador, mas a reencarnação de uma pessoa feminina.
     Isto foi assim até o que um dia eu escrevi um artigo bem picante falando que ele não poderia ser Kardec e afirmava categoricamente que ele era a reencarnação de Celine Japhet, que foi a médium que ajudou Kardec. Então eu disse que estava enjoado de todo tipo de religião, por haver mentiras de todos os tipos e isto incluía o Espiritismo, que há alguma coisa que não coaduna com a realidade e disse “se Chico fosse Kardec” porque ele não vem dar uma prova definitivamente sobre isto.
     Nesta noite fui dormir cedo e assim que dormi, o Chico me apareceu. Estava em um salão e havia muitas pessoas ali e apenas 3 mulheres. Então ele me disse: “Todos estes aí foram reencarnações minha”. Fiquei assustado com aquilo. Como? Mas eram quase todos homens. Eu me virei para o Chico para interrogar, mas o Chico tinha se transformado em Allan Kardec. E ele me disse: “Sou Allan Kardec sim”. Fiquei boquiaberto e acordei. Estava aí a prova que eu tanto queria.
     Mas voltemos a analisar as obras de Chico. Elas são a continuação de Kardec? Totalmente não. Mas como eu disse há um tipo de obra deles que não deixa dúvida. São as obras do espírito André Luiz. Estas sim, mostram um profundo estudo da espiritualidade e eu sempre acreditei que estas obras seriam a continuação de Kardec.
     Nas obras do codificador a gente não tinha grandes conhecimentos de como era o mundo espiritual e isto ficou bem claro na primeira obra de André Luiz: “Nosso Lar”. Era isto que faltava para entendermos melhor o mundo espiritual. O autor trouxe uma descrição do modo de agir das pessoas que chegam do outro lado. Após “Nosso Lar” foi ditado ainda outras 11 obras espetaculares. Portanto para nós espíritas “Allan Kardec voltou” deixou suas obras e partiu. O problema é que ninguém o reconheceu em vida e isto trouxe muitos problemas a todos os espíritas e as dúvidas continuam. Mas acredito que brevemente ele dará as provas de que ele é realmente Kardec e aí a gente não ficará esperando que ele venha novamente. Sua obra foi concluída. Resta a todos nós estuda-las e divulga-las.


Biografia:
Henrique Pompilio de Araújo, nascido em Campo Mourão PR e radicado em Cuiabá MT. Começou a escrever desde cedo. Professor aposentado, bacharel em Direito e Teologia. Trabalhou em diversas escolas em Cuiabá e alguns jornais do Estado. Publicou sua primeira obra em 1977: Secos & Molhados - Poemas. Ultimamente publicou outros livros: "Flores do Além" Poemas, "Contos da Espiritualidade" - Contos, "Nas curvas da vida" Memórias, "Cinquenta contos" Contos. Há muitas obras ainda esperando edição.
Número de vezes que este texto foi lido: 218


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios OS TIPOS DE ESPÍRITOS MAIS DIFICEIS DE SEREM AJUDADOS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios ESTAMOS NESTA VIDA POR EMPRÉSTIMO Henrique Pompilio de Araujo
Artigos CHEGADA AO UMBRAL Henrique Pompilio de Araujo
Artigos A NOSSA PSICOSFERA, È SUJA, IMUNDA Henrique Pompilio de Araujo
Artigos 15 MANEIRAS DE SE TORNAR UM MISERÁVEL Henrique Pompilio de Araujo
Artigos 15 MANEIRAS DE NÃO SE TORNAR UM MISERÁVEL Henrique Pompilio de Araujo
Crônicas ENCARNADOS DIFICEIS Henrique Pompilio de Araujo
Poesias PROBLEMAS SEXUAIS Henrique Pompilio de Araujo
Ensaios MENSAGEM DA LEMÚRIA Henrique Pompilio de Araujo
Artigos HIGIENE AO TEMPO DE JESUS Henrique Pompilio de Araujo

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 21 até 30 de um total de 62.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Cansei de modinha - Roberto Queiroz 53970 Visitas
O Senhor dos Sonhos - Sérgio Vale 53955 Visitas
Saudações Evangélicas (Romanos 16) - Silvio Dutra 53941 Visitas
Novidade no Céu - Teresa Vignoli 53922 Visitas
Amores! - 53915 Visitas
Jornada pela falha - José Raphael Daher 53899 Visitas
Desabafo - 53892 Visitas
A menina e o desenho - 53823 Visitas
FLORES E ESPINHOS - Tércio Sthal 53808 Visitas
sei quem sou? - 53805 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última