Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
MICRO INFINITO
Carlos Alberto Godinho

Era linda a mulher impossível
De um olhar esmeralda cortante
De uma serenidade insensível
De uma vontade inconstante

Furacão que de fora para dentro
não sabias nada do que me causava
mulher tu me arrebatavas o centro
senhora tu me arrancavas a alma

Sei também que era uma pequena folha
Que tremia ao vento de sua sensatez
Do limite micro do teu infinito
Infelizmente vencia sempre tua lucidez

Precipitei-me em meu fogo abrasado
Lacerei-me em instintos ardentes
Foram sonhos e delírios imprudentes
Uma valsa com um passo inacabado

No cruzar de olhares entrelaçados
As faíscas rajadas saltitaram
Em meus sonhos emoldurados
Ficará a ilusão que se amaram


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 129


Outros títulos do mesmo autor

Poesias MICRO INFINITO Carlos Alberto Godinho
Poesias INSTANTE INEXPLICÁVEL Carlos Alberto Godinho
Poesias SENTIDOS Carlos Alberto Godinho
Poesias UAI Carlos Alberto Godinho


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
AS CLÁUSULAS PÉTREAS: INALTERÁVEIS ou NÃO ? - francisco carlos de aguiar neto 32295 Visitas
O mundo infantil - helena Maria Rabello Lyra 31952 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 31180 Visitas
Nobres Loucos - Wesley Necreto 30868 Visitas
FIO DA ESPADA - Tércio Sthal 29868 Visitas
Origens da Bandeira do Brasil - Marco Antonio Cruz Filho 29610 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 29281 Visitas
viramundo vai a frança - 29121 Visitas
camaro amarelo - 29070 Visitas
eu sei quem sou - 28904 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última