Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
INSTANTE INEXPLICÁVEL
Em algum lugar do passado
Carlos Alberto Godinho

Adentro aquele salão iluminado

Nada havia de luzes incandescentes

Apenas velas no candelabro, tochas fumegantes

Eis que surge um som semitonado

E como um balsamo penetrante

Invade da flamenca guitarra um dedilhado



Não sabendo se é sonho ou se é miragem

Pensamentos vão tomando vida

Pareço estar bailando em Andaluzia

Apaixono-me deixo-me levar pela viagem

Embriagado em meus braços a prometida

A cigana bailarina cuja face reluzia



O sangue ferve, aflora em mim o meu gene Espanha

E nesse lúdico delírio, vou mergulhando

Ouvindo palmas da Catalunha, rítmicas e cadenciadas

Uma rosa rubra minha mão apanha

Que século estarei navegando?

Intruso ou não, faço parte dessa madrugada



Hipnotizado dentro do olhar da espanhola

Pareceu-me que fosse me tragar do futuro

Seduzido, como homem e a sereia poderosa

Resisto. Vagarosamente volto a mim, obscuro

E da fração de segundo em que dançou as horas

Veio um rastro de batom e também a rosa


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 19


Outros títulos do mesmo autor

Poesias MICRO INFINITO Carlos Alberto Godinho
Poesias INSTANTE INEXPLICÁVEL Carlos Alberto Godinho
Poesias SENTIDOS Carlos Alberto Godinho
Poesias UAI Carlos Alberto Godinho


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
Japão - Era Meiji - Agrário Conrado 31994 Visitas
O mundo infantil - helena Maria Rabello Lyra 31789 Visitas
AS CLÁUSULAS PÉTREAS: INALTERÁVEIS ou NÃO ? - francisco carlos de aguiar neto 31667 Visitas
Nobres Loucos - Wesley Necreto 30592 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30332 Visitas
FIO DA ESPADA - Tércio Sthal 29663 Visitas
Origens da Bandeira do Brasil - Marco Antonio Cruz Filho 29003 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 28499 Visitas
O Corvo. - ronei de jesus 28454 Visitas
camaro amarelo - 28362 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última