Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
SENTIDOS
Carlos Alberto Godinho

Eu decifro os olhos e os olhares

Eu distingo lépidos sorrisos

Do sentido pérfido das gargalhadas

Entenderei tudo o que pensares

Porque tem sentimentos lisos

Aguça-me essa moça desgovernada


Meu instinto é exato e preciso

Tua retina desandou na luminosidade

sutil baixa de pupilas à olhar o chão

Não esperava meu rosto conciso

Aparecendo no meio da tua verdade

Perdoa se dobro tua pulsação


Feliz eu seria se me dissesses sim

Tranquilamente aceitaria um não

Mas me confunde essa princesa insana

Esperta não da a chance de botar um fim

Será o que pensa essa Deusa romana

Talvez um capricho contradizendo esse coração


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 162


Outros títulos do mesmo autor

Poesias MICRO INFINITO Carlos Alberto Godinho
Poesias INSTANTE INEXPLICÁVEL Carlos Alberto Godinho
Poesias SENTIDOS Carlos Alberto Godinho
Poesias UAI Carlos Alberto Godinho


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
AS CLÁUSULAS PÉTREAS: INALTERÁVEIS ou NÃO ? - francisco carlos de aguiar neto 32295 Visitas
O mundo infantil - helena Maria Rabello Lyra 31952 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 31180 Visitas
Nobres Loucos - Wesley Necreto 30868 Visitas
FIO DA ESPADA - Tércio Sthal 29868 Visitas
Origens da Bandeira do Brasil - Marco Antonio Cruz Filho 29610 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 29281 Visitas
viramundo vai a frança - 29121 Visitas
camaro amarelo - 29070 Visitas
eu sei quem sou - 28904 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última