Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A ordem natural das coisas
Luís António Coelho

Antes éramos tristes mas festivos,
pobres mas crentes,
solitários mas unidos,
trabalhadores mas conformados,
transparentes e inevitavelmente, profundamente, contraditórios.
Depois evoluímos.
E nunca mais nos cansámos de evoluir.
Ficámos mais ambiciosos e sofisticados,
mais informados e, naturalmente, inevitavelmente, mais cínicos,
mais descrentes e exigentes com os outros.
Mas só com os outros.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 135


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas Uma escritora importante Luís António Coelho
Poesias Associação de revolucionários Luís António Coelho
Poesias A ordem natural das coisas Luís António Coelho
Poesias Na sombra e no silêncio Luís António Coelho


Publicações de número 1 até 4 de um total de 4.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
Japão - Era Meiji - Agrário Conrado 31996 Visitas
O mundo infantil - helena Maria Rabello Lyra 31791 Visitas
AS CLÁUSULAS PÉTREAS: INALTERÁVEIS ou NÃO ? - francisco carlos de aguiar neto 31673 Visitas
Nobres Loucos - Wesley Necreto 30595 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30341 Visitas
FIO DA ESPADA - Tércio Sthal 29663 Visitas
Origens da Bandeira do Brasil - Marco Antonio Cruz Filho 29008 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 28503 Visitas
O Corvo. - ronei de jesus 28455 Visitas
camaro amarelo - 28364 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última