Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Os guardiões da vida
Vinícius Régis

Ato 1:
Vamos dançar.
Andar por entre as nuvens,
E deixar nossa marca nos céus.
Deixemos a tristeza de lado,
E guardemos nossa alegria.

Nossa arte e nosso escudo
São imortais,
E queimam a cada instante,
Nos tornando corajosos e feras da noite.

Se uniremos e nada
Irá nos separar,
Pois somos a paz e a maldade,
Somos a clareza e luminescência
Da terra,
Até que a terra deixe seu filho de lado
Estaremos juntos até o fim.

Ato 2:
Nossos dias agora tem seu objetivo,
Tem seus prazeres.
"Meu Deus, ò Deus,
Grato sou,
Pois o que me destes é divino
E me levanta nos dias do maligno".

Ò Pai dos céus e Rei da terra em que piso,
Me presenteou, com bondade e misericórdia,
Com a minha felicidade.

Mesmo sendo impuro consegui ver
Que és bela, ò minha amada.
Que em toda a vida não vi uma lua
Que brilhasse e me enchesse de esperança
Como o teu sorriso.

Coro:
É o amor que nos dá
O que precisamos.
Com seus delicados toques e harmonias,
É só o amor que nos conhece.
Nosso tempo e nosso fim.
É só o amor que é capaz de nos vencer.

Ato 3:
Quem é você
Que me maltrata e me diz que sou mal?
Quem é você que não conheço mais?
Que me arranca o coração e me cospe a cara?

Onde está o teu riso
E teus prazeres?
Como pôde?
Como pôde?
Como pôde?

Não!
Meu pai, não me deixe fugir nesta chuva,
Porque há raios e trovões,
E tenho medo da solidão.
Ò Pai não me esqueça nesse frio,
Não me deixe assim.

Coro:
Há algo!
Há raios!
Trovões e relampejos!
Há fome!
Há guerra!
Suas mãos estão sujas e a culpa é sua.

Ato final:
Este é o nosso fim.
Nosso caminho com pedras e rosas.
Esta foi minha promessa,
E aqui está.
Meu fim, junto ao teu,
E não me arrependi do dia que te encontrei,
Quando te vi sentada e tímida debaixo da chuva.
Vi teu medo e te guardei dos raios e trovões.

E aqui estamos,
Para nós mesmos,
Estamos enfim
Descansando.

Mas não me arrependi.
Não me arrependi...
Não me arrependi das vezes que te amei.
Não me arrependo de dizer
Que ainda lhe amo,
E que, teu sorriso voltou a brilhar no meu peito.

"Eu te amo."

AUTOR: Vinícius Régis


Este texto é administrado por: Vinícius Régis dos Santos
Número de vezes que este texto foi lido: 63


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Os guardiões da vida Vinícius Régis
Poesias A estrada Vinícius Régis
Poesias A flor e o sapo Vinícius Régis
Poesias O choro Vinícius Régis
Poesias Ela Vinícius Régis
Poesias O beijo da Lua Vinícius Régis


Publicações de número 1 até 6 de um total de 6.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 40157 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 38688 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 30645 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30506 Visitas
Amores! - 29979 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29797 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29796 Visitas
Desabafo - 29790 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29755 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29580 Visitas

Páginas: Próxima Última