Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Quem se encontra encontra o que quer encontrar!
inexistente
jecer de souza brito

Resumo:
O otimismo e o pessimismo nascem (ou podem nascer) de muitas situações e na verdade otimismo deveria ser matéria de núcleo comum nas Escolas, nas Famílias, nas Igrejas, etc.

Quem se encontra encontra o que quer encontrar!

As nossas ações podem nos aproximar ou nos distanciar de nossos objetivos, entretanto, é importante mencionar que não temos todo o tempo do mundo e por isso as ações devem ser mensuradas, afinal, a cada dia que vivemos não é um dia a mais, mas a menos...
O que pode mudar esse dia?
Na verdade o dia em si é igual para Todos que, por sua vez são diferentes em relação a esse dia, enfim, uns são Otimistas e Outros Pessimistas, por quê?
O otimismo e o pessimismo nascem (ou podem nascer) de muitas situações e na verdade otimismo deveria ser matéria de núcleo comum nas Escolas, nas Famílias, nas Igrejas, etc. Logo aproximaremos de nossas respostas, ou seja, há um “Ambiente” que pode levar ao otimismo e/ou ao pessimismo, há um costume que pode levar ao otimismo e/ou ao pessimismo, etc.
Um ambiente pessimista é aquele sem grades de proteção e, Alguém diz:
Olha vai cair Alguém, pois não há parapeito!
Um costume pessimista é aquele de acordar sem fazer a oração de agradecimento, pois a Pessoa se quer dá conta de que esta vivo....a primeira expressão pode ser um xingamento ao invés de agradecimento.
A grande sacada desse humilde texto é dizer ao Leitor que parem de buscar objetivos fora do corpo, enfim, as ações que aproximam os Aspirantes de seus objetivos são aquelas desenvolvidas a partir de incursões...
A ideia é essa:
Quem se encontra encontra o que quer encontrar!

Abraços,

Jecer de Brito


Biografia:
-
Número de vezes que este texto foi lido: 30069


Outros títulos do mesmo autor

Poesias vida jecer de souza brito
Poesias entrada e saída jecer de souza brito
Poesias utopia jecer de souza brito
Poesias ELE jecer de souza brito
Poesias espinho jecer de souza brito

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 261 até 265 de um total de 265.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Minha Terra - Hélder dos Santos da Glória Duarte 3 Visitas
Felicidade - Hélder dos Santos da Glória Duarte 3 Visitas
O CARRINHO DE ROLIMÃ - Saulo Piva Romero 3 Visitas
Análise do poema Olhos Verdes, de Gonçalves Dias - Flora Fernweh 2 Visitas
Escrever - Hélder dos Santos da Glória Duarte 2 Visitas
O que tem a temer ? - Micael Costa Lacerda Rafaini 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior